sábado, fevereiro 04, 2012

Quando acabam os tachos, fazem-se mais


O primeiro-ministro Pedro Passos Coelho decidiu nomear António Borges para liderar uma equipa que acompanhará, junto da troika, os processos de privatizações, as renegociações das PPP, a reestruturação do Sector Empresarial do Estado e a situação da banca.

Como o Álvaro parece que não dá uma para a caixa, o Passos lá lhe vai tirando, tarefa a tarefa as atribuições do super-ministério. Primeiro tiraram-lhe e deram ao Portas os negócios externos e agora ao Borges os negócios internos.
Importante mesmo é que ninguém fique sem emprego nesta terra de bustos e embustes, de tachos e panelas, de uns e outros. Será que sou eu que estou farto desta gente e daquilo que andam a fazer? Será que me tenho de calar e conformar?

5 comentários:

  1. Conformar, NUNCA.
    Nem o filho de puta do Salazar o conseguiu.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo4/2/12 14:02

    Nem CALAR nem CONFORMAR!
    Esta e a anterior gentinha tem que PAGAR, um dia, espero esteja para breve, pelo mal que tem feito a este POVO!...
    Cambada de OPORTUNISTAS que usam e abusam do poder como OMNIPOTENTES!


    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  3. O Vidreiro4/2/12 16:27

    Eles estão à espera do nosso cansaço,não lhes podemos dar esse prazer.Por isso parar nunca.Contiue sempre,eu tambem faço parte da sua trincheira.Todos juntos venceremos!.

    ResponderEliminar
  4. Eu cá estou disposto a ir à luta? E vocês?

    ResponderEliminar
  5. A imagem, como sempre, está um espanto! Eu sinto o mesmo: sou só eu que fico revoltada com estes dislates? Será que temos de COMER e CALAR?!
    Quando é que o pessoal vem para a rua? E... será que quer vir? Que pobreza de alma!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo