quinta-feira, fevereiro 16, 2012

São tão bomzinhos


Pobres passam a ter acesso a refeições take away em 950 cantinas em todo o país. A ideia é que as pessoas em situação de pobreza, que querem manter o anonimato e hesitam em frequentar a tradicional "sopa dos pobres", possam levar para casa refeições já confeccionadas, gratuitas.

Não é fácil criticar as medidas que, de uma maneira ou outra, possam ajudar quem vive em aflição e desespero. Mas fácil é fazê-lo a quem as implementa se foram também os responsáveis pela pobreza em que essas pessoas foram atiradas. Quem se esteve absolutamente nas tintas pelo sofrimento que causaram, pelas vidas que destruíram, pelo desespero do desemprego e da fome. A caridadezinha que agora vêm mostrar não limpa a porcaria e a crueldade das medidas de austeridade que todos os dias atiram mais gente para a miséria. Estão a destruir futuro do país por muitos anos e não é assim que redimem as suas almas.

15 comentários:

  1. Completamente de acordo!
    Outra atitude hipócrita e até "pornográfica"!
    E falam em anonimato, mas aposto que lá aparecerão as habituais reportagens, com depoimentos dos ministros e outros beneméritos e o focar, quais criancinhas de infantário,das caras envergonhadas do pobrezinhos protegidos , com a privacidade devassada enquanto se tentam esconder sem êxito por trás do prato da sopa! E sempre a perguntar se estão gratos por aquela "sorte"...
    Bando de trastes! :((
    Até à palavra caridade original transmitem a gosma pútrida e fétida das suas políticas escabrosas!
    O essencial seria dar dignidade e condições para diminuir (em vez de aumentar) drasticamente o número de pessoas a assistir!
    E lá virá mais outra vaga de portugueses humilhados, agora com estas nova lei de arrendamento que preparam, que até velhinhos e doentes de rendas antigas poderão ser despejados, ao fim de CINCO anos!
    Muito admira esta gentinha a política da Thatcher nos anos 80!
    (Por falar, Kaos, já aí anda um cartaz com o filme sobre a dita.. qual o careto que poderá ocupar o lugar da Meryl Streep?) ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá Margarida
    O cartaz já está feito há mais de uma semana mas ofereceio a uma revista que me pediu colaboração. deve sair lá mais para o fim do mês.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Com o PSD/CDS temos 14% de desempregados...
    No tempo do outro, 9% era uma calamidade !
    Mas não vem um raio que os parta a todos eles/as ?

    ResponderEliminar
  4. Caro Anónimo

    Um raio que os parta a todos e quando todos, são mesmo todos os de agora e do antigamente!!!

    ResponderEliminar
  5. O raio não virá,teremos de os partir nós.

    Um abraço,
    mário

    ResponderEliminar
  6. Pois temos, mas do dizer ao fazer...

    ResponderEliminar
  7. E por acaso esse gajo é bem filha da mãe, que não perdoa ao mais pobre, ridículo, naquele seu físico de tísico, a dar sangue à força para um desgraçado qualquer .

    ResponderEliminar
  8. Eles querem é selvajaria, do mesmo modo que fizeram a Gadaffi.Socio+patas,terroristas sociais e toda a castade lumpen.Chiça!

    ResponderEliminar
  9. pode ser que algum maluco lhes limpe o sebo...

    ResponderEliminar
  10. Há pois é, sempre o disse e volto a repetir, estes actuais governantes são filhos/netos do salazarismo/fascismo, os professores foram os mesmos, as ideias são as mesmas, os tiques, a postura, as políticas são as mesmas, até já ouvi a um sabe-tudo que por sinal mete-me nojo, um tal Nuno Rogeiro dizer esta alarvidade - "salazarismo democrático" vejam bem ao que isto chegou.

    Estas novas políticas "sociais" baforentas, arcaicas, salazarentas a roçar o mais tenebroso fascismo-social, são, grosso modo as mesmas que Salazar implementou durante a guerra e no pós-guerra, ou seja, a sopa-dos-pobres e as famigeradas senhas de racionamento alimentar.

    As cartilhas em que os de hoje e de ontem aprenderam são as mesmas.

    ResponderEliminar
  11. Pelo menos dois, os trastes das finanças e economia, segundo notícia não muito aprofundada, talvez para não alarmar muito, foram-lhes atribuidos guarda-costas atendendo às ameaças de morte que lhes estão a ser feitas!
    A coisa está a aquecer, e só uma indiferença muito atroz os impedirá de se "borrarem" todos!
    Que se cuidem já que para todos "eles" o Povo é carne para canhão!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  12. É tão bom haver pobres para a gente não ter que sacudir as migalhas da toalha pela janela!
    Um abraço das raízes do trigo

    ResponderEliminar
  13. Lembram-se daquele tema do José Barata Moura:

    "Vamos brincar à caridadezinha,
    Festa canastra e falsa intençaosinha......

    ResponderEliminar
  14. faltam vir as lilis canecas julios isidros e toda essa porcaria que dizem dar a cara pela solidariedade

    ResponderEliminar
  15. ah e os 50% em cartão

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo