sexta-feira, março 30, 2012

A hidra do racismo


O Governo alemão chegou a um acordo para reduzir o salário mínimo dos trabalhadores qualificados naturais de países fora da União Europeia e que são contratados por empresas da Alemanha, dos actuais 66 mil euros anuais para 44.800 euros. O diário "Financial Times Deutschland" revela hoje que os partidos da coligação governamental, liderada pela chanceler Angela Merkel, decidiu adoptar esta medida devido à falta de mão-de-obra qualificada no país e à forte procura das empresas locais.

Uma Europa que se apregoa de paladina da Liberdade, da Democracia e da Justiça paga salários diferentes baseado na naturalidade de quem trabalha. Há mentalidades que parecem enraizadas e já causaram a morte a muitos milhões num passado ainda recente.

16 comentários:

  1. De início comecei por achar alguma piada mas depois cheguei à conclusão que esta escumalha do "We Have Kaos..." in Culo deveriam ser GAYS em alta potência tal é a necessidade exacerbada do fetiche transexual transformista sobre as figuras públicas a que devotam tanto tempo que se assiste neste pasquim de merda. Que grandes Paneleirões me saíram estes filhos da puta todos enfileirados a mamarem-se uns nos outros, estes: "we have pêlos no cu, quem mos saboreia como jaquinzinhos ou mos tira a toques de marradas de piça!?"...
    ...
    é que não poupam nada nem ninguém, estes escroques dum cabrão.

    Se te apanho vou à cona à tua irmã se a apanho a ela vou à cona à mãe dela.

    ResponderEliminar
  2. os paneleirões deste blog reservam-se o direito de fumarem e transvestirem-se todas as noites pelas vielas para chupar no Baileys das grandes piças da meseta ibérica. Promova aqui o seu chouriço no we have sede de drambuie de piça.

    ResponderEliminar
  3. Há por aí gente com grande sentido critico e argumentos bem ponderados como o anónimo anterior mas o meu prazer é saber que aquilo que aqui faço os faz espumar tanto. Eles merecem

    ResponderEliminar
  4. LOL.Boa Kaos,ainda bem que os incomodas!!

    ResponderEliminar
  5. Aliás , quando os argumentos são fracos,parte-se para o insulto....

    ResponderEliminar
  6. O Abominável Careca30/3/12 11:33

    Bons Dias,

    Sigo-vos à relativamente pouco tempo, mas descobri uma maneira inteligente e sarcástica de colocar o leitor em constante actualização das funestas realidades nacionais e internacionais!
    Continuem o óptimo trabalho que têm vindo a realizar e no que toca a comentários mentecaptos e ainda por cima de "gente" anónima dêem-lhe simplesmente o vosso desprezo e de certeza que essa atitude será suficiente...
    Um Abraço

    ResponderEliminar
  7. Aliás , quando os argumentos são fracos,parte-se para o insulto...não é KAOS não é?

    ResponderEliminar
  8. Afinal este blog,já incomoda os fachos,e como eles estão tão bem informados,do que é gay.Costuma-se dizer diz de mim o que tu és.

    ResponderEliminar
  9. Kaos, parece que essa notícia do Público foi uma má tradução (se propositada ou não, desconheço).
    Veja este post sobre o tema.

    ResponderEliminar
  10. os fachos, quais fachos? Agora tudo o que comenta ou seja do contra é facho?

    ResponderEliminar
  11. Epa tião vai levar no cuzão.Se não gostares vai levar peida.Percebeste que além de atrasado mental, tens um piquinho a azedo?HUm?HUm?-Vá vai-te embora,que já mostraste aos teus senhores que fizeste um bom papel, vá raspa-te!!

    ResponderEliminar
  12. de facto o anonimato é uma coisa muito bonita, ##da-se, não há pachorra

    abraço

    ResponderEliminar
  13. O Capitalismo,é fascista na última fase pq essa é sua essência-a exploração humana.A Puta que os Pariu.

    ResponderEliminar
  14. O anónimo da 1:30 estará a pensar no eurico de melo,barbosas,valentes e empresários do Vale do Ave.Só pode!

    ResponderEliminar
  15. Oh "Abominável Careca disse..." cála-te gay rabeta da merda e não te encharques em esterco de gay, tu oh especialista em linguados no cu dos gays, de loureiros borges limas

    ResponderEliminar
  16. Anónimo1/4/12 22:02

    Vocês tê a noção de que essa notícia foi mal traduzida para portuguÊs... E foi repetida por n jornais... duhhhhhh... Acham que a Alemanha é como Portugal, onde a lei é igual para todos mas há uns mais iguais que outros?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo