segunda-feira, março 26, 2012

O Homem da maratona


Passos Coelho comparou a sua estratégia para o país a «uma verdadeira maratona», em que para se chegar ao fim não se pode correr depressa demais no arranque da corrida.

Não sei que maratona pretende o Passos Coelho que este país corra se ao fim dos primeiros metros já retirou todos os direitos laborais, já promoveu a pobreza, a precariedade e o desemprego a milhões de portugueses. Em vez de corrermos esta maratona sem fim o melhor mesmo é correr a eles e quanto mais rapidamente melhor.

11 comentários:

  1. eu diria, correr com eles

    ResponderEliminar
  2. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=whGQTFMXkWQ#!

    ResponderEliminar
  3. ... e quando é isso? Corrermos com eles, quero eu dizer...

    ResponderEliminar
  4. o esquema está bem montado e a quinta á beira mar plantada umas vezes é cor de rosa outras laranja e vivem todos num mar de rosas. cá para mim as eleições são com resultados combinados facilmente se inventam resultados e no fim mandam-se outros papéis de voto para a CNE e por acaso alguem vai ver os papéis porque o voto não é electronico no pais onde tudo recorre á informatica? levámos 48 anos de fascisco depois do 25/04 houve o 25/11 e logo acabou o vento de mudança logo vieram boxexas carneiros f.amaral etc... e assim chegamos até aqui sempre com a mesma lenga lenga estamos em crise blá blá blá wiskas os gestores garantem boas reformas e ordenados discutem 1/2 duzia de euros de aumento nos ordanados minimos os trabalhadores recebem misérias pagam saude cara comida cara etc tudo caro. o canibal em 1M habituou-nos aos aumentos anuais só porque mudava o ano agora é todos os dias no país da nossa amada e venerada heilmerkel um trabalhador recebe 2800 e cá 485 e ainda acham muito VÃO TODOS PRO CARALHO

    ResponderEliminar
  5. e já vão 38 de pois de 1974 pouco falta para 100 anos de fascismo

    ResponderEliminar
  6. os diamantes e o marfim quando caiu o avião onde vinha o filho do mitra fóra os negocios do outro pulha do almeida santos esse ganda FP

    ResponderEliminar
  7. Eu estou a falar dos diamantes do zedu, que rasgou o acordo unilateralmente!

    ResponderEliminar
  8. AS fraudes eleitorais,neste momento, não são possíveis,pois já participei em mesas de voto.depois das urnas fechadas, cada partido conta os votos e toma nota.as urnas são selada e levadas oara a cne.Depois os votos contados por eles teem de bater certo com os nossos.Não é por a'i.O problema tem por exemplo a ver com a não actualização dos cadernos eleitorias, que dão origem a mais deputados da força que ganhar.(que foi o que aconteceu nestas eleições.)E com o factodos portugueses,serem tão espertos e intiligentes e não irem votar-e depois ainda afirmarem" eles comigo estão fodidos que eu não vou votar"-só que se esquecem que quando não votam, quem ganha com isto são os mesmos mamíferos de sempre...

    ResponderEliminar
  9. os que votam em consciência com a dignidade que uma nação deve ter esses não falham porque se os que não vão lá fossem os pulhas ainda ganhariam com mais força pois portugal é um país de burros arrogantes

    ResponderEliminar
  10. filme - maratona - nazis - merkel tem tudo a ver!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo