sábado, março 31, 2012

Para os bons negócios nunca há crise


A factura da nacionalização do BPN pode custar aos contribuintes até 6,6 mil milhões de euros, contas feitas aos diversos apoios que o Estado mobilizou para a instituição que amanhã é oficialmente vendida por 40 milhões de euros ao BIC, mas que vai continuar a receber apoios no valor de 700 milhões de euros nos próximos três anos.
Para este valor contribuem os 600 milhões de euros injectados no banco para que este cumprisse os rácios de capital. Em Fevereiro, o Estado dotou ainda o BPN de igual verba para o capitalizar antes da venda. Somam-se os 1,5 mil milhões de euros de garantias que a Caixa Geral de Depósitos subscreveu.
O banco público tem ainda uma exposição de perto de 3,9 mil milhões de euros em activos problemáticos, como hipotecas e crédito malparado. Há ainda que incluir os 1, 8 mil milhões de euros em perdas com activos que o Estado assumiu em 2010.
Com a assinatura do acordo de compra e venda amanhã as obrigações do Estado português não terminam, e a CGD vai manter duas linhas de crédito, no valor de 700 milhões euros, nos próximos três anos, para assegurar, por exemplo, o risco de fuga de depósitos.

Veículos do BPN absorvem mais 1.100 milhões de euros do Estado
O orçamento retificativo entregue hoje pelo Governo na Assembleia da República inclui mais 1.100 milhões de euros para os veículos que ficaram com ativos expurgados do Banco Português de Negócios (BPN), a PARVALOREM e a PARUPS.

4 comentários:

  1. andam os gajos do cds preocupados por um carneiro deles sair fora da cerca por causa do feriado do 1 dezembro 1º CHAMA-SE A ISSO A DEMOCRACIA DO VAI ATRÁS DO LÍDER APANÁGIO DOS PARTIDOS ENCARNEIRADOS EM PORTUGAL O QUE DIZ O LÍDER ESTÁ SEMPRE CERTO POR MAIS ABSURDO QUE O SEJA parecem os gajos do elo mais fraco onde votam mal e depois de lhes ser exposto por factos que o fizeram mal desempatam a votar no mesmo por uma questão de coerência só se for coerência com a estupidez. O 1dez já nem sei realmente que independência se comemora só se for dinheiro real no bolso dos ricos e políticos e a falta dele nos bolsos do povo mais impostos e juros para fora do país pela divida publica PUTA QUE OS PARIU A TODOS!

    ResponderEliminar
  2. Então,bófia do que estão à espera de prender estes gajos?Está aqui escarrapachada a tromba deles!

    ResponderEliminar
  3. oh pá é tudo gente honesta temos de nascer 2 x para sermos mais honestos que um deles mas eu diria de todos. nem têm culpa o povinho votou neles e o povinho tem o que merece pois quanto mais lhe xupam impostos mais votam neles nasci mesmo no país errado

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5/4/12 02:05

    Como disse eu, por diversas vezes, era deixar esse sorvedouro de dinheiro público falir por completo e pôr sem dó nem piedade, todos esses gestores marretas e incompentes atrás das grades, sem ver sequer a luz do dia, fosse quem fosse. Quem nunca teve dinheiro nesse CARALHO dessa instituição bancária, e que irá ver-se obrigada a pagar, o que não irá pensar. Puta que pariu esses grandes filhos de uma grande puta, que levaram à ruína esse banco de merda. As cadeias existem somente para punir os fora da lei, ou aqueles que se acham impunes neste país à beira-mar plantado. Tenham coragem e assumam as vossas responsabilidades. Agora daí até chamar o Zé povinho a pagar esse buracão financeiro, vai uma longa distância. O que tem o Estado a ver com um cara de pau, que levou esta nau para o abismo. Digam-me!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo