sábado, maio 26, 2012

Enterre-se o personagem


«O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares diz-se "pressionado" pelo jornal Público. "Tenho o direito, devo exigir que me seja dado mais de 30 minutos para responder a uma questão que me é colocada por uma jornalista, 24 horas depois de ter estado no Parlamento. Senti-me pressionado e foi nessa base que me insurgi. Não falei com a jornalista em causa. Não houve acusações, é algo que repudio em democracia".»
A maioria PSD e CDS-PP chumbou hoje os pedidos feitos pelo PS e pelos Verdes para ouvir o ministro Miguel Relvas e os restantes envolvidos no caso da alegada pressão sobre uma jornalista do Público.

Este homem já é um cadáver politico por mais que o tentem segurar. Faça-se o funeral.

17 comentários:

  1. Mais uma montagem de grande importância para o futuro da humanidade........a isto chama-se música para embalar a criança ou bater no ceguinho que ficou surdo....mais do mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Kaos, os comes e bebes no hotel (assembleia da republica) a preço de saldo não te preocupam ?.......fazias uma montagem com a malta toda em amena cavaqueira.....já sei isso não interessa nada.

    ResponderEliminar
  3. Pela maneira com que hablas, estás todo apertadinho.....!

    Não gostam, pois não ?
    Ainda não vimos o baralho todo...!

    ResponderEliminar
  4. Está quase morto mas querem a todo o custo mantê-lo vivo!
    Só falta desligar a "máquina" e dar-lhe o empurrão, mas isso custa muito a alguns especialmente a um!
    E todo este "chiqueiro" nós é que pagamos!
    Já se ouve dizer aos fundadores do psd que o que se passa é pior que no tempo da PIDE!
    Vindo de quem vem dá que pensar, se é que ainda resta alguma coisa para "pensar"!....

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  5. Relvas é a versão PSD do Jorge Coelho: este assumiu responsabilidades na queda duma ponte para ingressar na construção civil, o Relvas deve estar à espera que caia o Parlamento para fazer vida como comediante.
    Um abraço e caiam todos (estes gajos bebem, bebem mas não caem)

    ResponderEliminar
  6. Como disse Pacheco Pereira, Relvas é homem-de-mão. Ele conhece milhares de militantes do PSD, e tem andado bastante ocupado a colocar os seus Sturmabteilung (SA), os "camisas castanhas" da moca de Rio Maior, no aparelho de Estado. Acham que toda estes retornados e filhos de retornados que, ao fim de 38 anos a ruminar impropérios contra a democracia e a liberdade, e devidamente apadrinhados pelos digníssimos...

    FMI, BCE, Directório Europeu, vulgo Troika (vade retro, Satanás)

    ...conseguiram colocar lá os seus chefões e, desta guisa, ascender por fim a alturas onde as leis naturais da competência não os deixariam subir, acham mesmo que toda esta legião de "camisas castanhas" da moca de Rio Maior o vai deixar cair, a ele e aos outros?!

    Outros retornados há que são pessoas sérias, e a quem isto não se aplica.

    Quanto ao retornado "camisa castanha" da moca de Rio Maior, ele não mudou o modus operandi colonial: continua a não ter palavra nos negócios, e a ser genericamente um vigarista, como fazia com os "pretos", e hoje faz com os jovens a "recibos verdes" que, à falta dos africanos, trata como "pretos"; continua a não cumprir compromissos, e o que gosta mesmo é de não pagar aos que não têm força ou coragem para se lhe opor; finalmente, aprendeu com a PIDE a usar da chantagem da devassa da vida privada das pessoas e outras tácticas sujas para intimidar quem tem coragem de se atravessar à sua frente.

    Quanto ao Jorge Coelho, é preciso compreender o dilema da Mota & Engil, que sabe que para conseguir mais contratos vai ter que meter muita vaselina (e pagar muito €€€€)...

    Muita vaselina e muito €€€€, mesmo...

    ResponderEliminar
  7. Para concluir: acho que o morto poderá andar por aí bastante mais tempo que um fim-de-semana...

    ResponderEliminar
  8. Esta história, e mais a de hoje sobre o tribunal de contas, vem por a nú que não passamos de um povo de bufos, calhandreiros, aprendizes de pides, e inquisidores... Ande lá para a frente o foguetório, que o povão tuga gosta. Como gosta do futebol e dos concursos televisivos, e do lixo jornalístico... Lá por cima os gajos da Assembleia da República vão bebendo copos de três, entre dois pastéis de bacalhau do Atlântico, ou umas tapas de porco preto...
    Cá na empresa a venda de álcool está interdita no bar e na cantina, mas na AR os whiskies de 20 anos são combustível para soltar a língua na hora do trabalho note-se (!!!), dizer umas barbaridades, e fazer leis completamente patetinhas... Fingem-se grandes zangas, mas na hora de comer estão todos de acordo no menú: que é ir-nos ao cú, perdão à algibeira...
    Dar atenção ao Relvas, bufo e patrão de bufos, com esta merda toda a ir ao fundo, gamanço à fartazana, faz lembrar a orquestra do barco a tocar enquanto o dito se preparava para ir a pique...

    Valha-nos Sta Apolónia...

    ResponderEliminar
  9. Caro anónimo anterior, a Assembleia da República é o único vestígio de democracia que ainda nos resta. Os ditadores é que odeiam parlamentos, ao ponto de os mandar queimar, como o Reichstag alemão em 27 de Fevereiro de 1933.

    As eleições continuam a ser a melhor forma de os povos se verem livres da opressão. Veja-se o caso da Argentina, do Equador, da Islândia e, brevemente, da Grécia, onde os partidos equivalentes ao PS e PSD irão levar uma derrota histórica.

    Será que o caro anónimo tem medo de eleições, e quer queimar o parlamento para manter os seus amigos no poleiro?

    ResponderEliminar
  10. Aliás, para quem duvida do que escrevi recomendo que veja a sessão da Comissão Parlamentar que está a investigar as Parcerias Público-Privadas onde depôs Carlos Moreno, juiz jubilado do Tribunal de Contas. Muitas verdades (que o povo precisa de saber) lá foram ditas sobre a natureza da alta corrupção, das empresas que vivem à conta de milionárias rendas do Estado Português.

    Para quem tem cabo, isso está nestes dias a passar em repetição na AR TV. Era bom que alguém pusesse um resumo disso no youtube.

    ResponderEliminar
  11. É verdade sim, já tenho ouvido o juiz jubilado Carlos Moreno que não tem papas na língua!
    E desta vez na comissão parlamentar foi formidável, contundente e verdadeiro!
    Houve quem não gostasse das suas declarações, é só pena que não dê em nada, como sempre, não interessa que dê!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  12. http://www.tvi24.iol.pt/politica/cavaco-silva-pide-presidenciais-tvi24-ultimas-noticias/1218170-4072.html


    como será a ficha dele actualmente no SIS?

    ResponderEliminar
  13. A burguesia reinante, tal como seus irmãos fascistas, sempre tiveram os seus "homem de mão", está-lhe no sangue. Os tiques salazaristas de alguns são agora mais sofisticados. Estes salazares de agora, aprenderam bem a lição.

    ResponderEliminar
  14. até já investigam os da cor deles (balsemão)...

    acho que o morto mesmo é o povo que está condenado por estes gajos á morte lenta pois estes gajos deixam a poeira poisar e continuam todos numa boa como se nada fosse (embora esse cabrao ande um pouco menos arrogante não sei se já repararam?)

    quem anda na boa é o come na gaveta do (c)anibal acho que fugiu para não por nada no saco do banco alimentar a propósito o banco alimentar este ano é: millenniumbcp hipermercados e as criancinhas ninguém resiste mesmo e nos telejornais (é mesmo preciso é ajudar não custa nada) E SE AJUDASSEM E NÃO VOTASSEM SEMPRE NOS MESMOS FILHOS DA PUTA NÃO ERA UMA MELHOR AJUDA???????????

    ResponderEliminar
  15. a caridade é uma das facetas do capitalismo

    ResponderEliminar
  16. É um morto que quando sair do governo vai para CEO. Direitinho !

    ResponderEliminar
  17. ao anonimo das 16.48 -> nao tenho problemas com a existencia de eleicoes e até percebo o seu ponto de vista, mas é preciso muita imaginaçao para esticar a sua analogia e misturar a Islândia com a Grécia, ou melhor os islandeses com os gregos. quanto aos meus amigos, como não me conhece, manda o bom senso que não misture alhos com bugalhos...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo