terça-feira, junho 05, 2012

O sucesso do Gaspar


Ontem todos pudemos ver o Vitor Gaspar muito satisfeito por ter passado em mais um exame da Troika, mesmo que esta lhe tenha exigido que o tempo do subsidio de desemprego e os direitos laborais devam ser ainda reduzidos. Uma estranha satisfação para quem vê a recessão, a precariedade, o desemprego, a pobreza, a miséria, a subirem rapidamente enquanto a economia, os direitos laborais e sociais, a saúde, e educação e a segurança social são destruídos.
Que raio de sucesso é este?
Só se for por ir receber mais um cheque de quatro mil milhões no mesmo dia em que "ofereceu" mais sete mil milhões à banca.

21 comentários:

  1. Olá. Kaos!
    No post mais abaixo, do Crato, esclareci porque comentei.
    Não foi para te atacar, claro.
    Isto para que fique nítido perante pessoas oportunistas que se tentaram encavalitar nas minhas palavras,
    Para mim a amizade é uma coisa séria e não me aproximo dos amigos para me aproveitar deles nemm como outros, consoante as euforias do momento (nem como esses outros seres que se estão verdadeiramente nas tintas para o valor da amizade!).
    Escrevi aquilo na minha visão profissional , emboar até estivese com imensas dificuldades de visão (física).
    Um abraço a todos!
    Margarida Alegria

    ResponderEliminar
  2. Quanto a este Gaspar, cada vez mete mais nojo o seu cinismo!
    Vou ter de lhe dedicar uns cartons à maneira...
    Mas parece que para alguns, com saudades de uma imagem que vêm nele de um antigo ministro das finanças, ainda continua num pedestal, quando é visível o seu espanto quando se depara com a real consequência das suas medidas. Ah nõa... ele nega e diz que o desemprego é... "estrutural"!

    ResponderEliminar
  3. Margarida
    Diferenças de opiniões são sempre bem vindas e nunca em caso nenhum colocariam a uma amizade em risco. Tens todo o direito de dizer de tua justiça, ainda por cima sendo uma opinião fundamentada em ideias,e convicções.
    Não ligues a essa gente mal educada que tem andado por aí na tentativa de destruir este blog porque já em outras ocasiões o tentaram fazer semn resultados. Quanto mais aparecerem por aqui com os seus insultos e parvoices mais vontade me dão para continuar. E, se há coisa que nunca conseguirão é fazer com que eu não diga o que penso só por eles andarem por aí. São gente mal formada, gente que acredita que é com botas cardadas, com ou sem tacões de ferro que são mais homens que os outros quando afinal sõ mostram a pequenez das suas pessoas.
    Obrigado por vires aqui, por comentares o que só enriquece este espaço
    um bj
    Kaos

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5/6/12 14:41

    Kaos podias ter telefonado à Margarida, escusavas de tornar publica a tua submissa clientela (uiui que respeitinho ela te tem...).
    Por tudo o que tens dito e principalmente por este ultimo comentário reafirmo que és um demagogo foleiro e comunista envergonhado.
    Da-me o direito de ser como tu, quantas mais parvoíces escreves mais vontade me dá para desmascarar esse disfarce de pessoa azeda, de mal com a vida e sempre no bota-a-baixo. Já agora que tal um boneco das escutas do Socrates e do Vara? Hoje também foi notícia, vais branquear mais uma vez ou dizer que este assunto pertence ao passado?

    ResponderEliminar
  5. Anónimo5/6/12 15:13

    "pagar a dívida é uma ideia de criança"
    José Sócrates (Paris)

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5/6/12 15:50

    O anónimo das 14:41 quer ser azedo? Que o seja.

    A liberdade de expressão e pensamento não tem preço. Eu sou de Direita e gosto do teu trabalho. Umas vezes gosto, outras não. Como tudo na vida. Ser de direita não significa ser estúpido nem ter de pactuar com um Governo criminoso.

    O anónimo das 14:41 com os seus comentários apenas revela:

    1. que não tem inteligência pois não tem sentido de humor;
    2. que é mal intencionado porque no tempo do Governo Sócrates neste Blog foi só malhar;
    3. que é mal formado porque não respeita as ideias dos outros;
    4. que é um inepto, pois se quer posts sobre o Vara ou quem quer que seja porque não os faz?
    5. finalmente, que é do PSD, o partido com mais cretinos por m2.

    Pela Democracia, sempre.

    Joana de Lemos

    ResponderEliminar
  7. Anónimo5/6/12 16:39

    Joana Lemos, diz que é de direita? Só se for de outra coisa "direita" porque na politica não parece.

    Os que estão em profundo desacordo não têm direito à liberdade de expressão?

    No tempo do Sócrates não foi só malhar como diz. Envie o link do post em que o autor deste blogue fala das escutas do vara para nos esclarecer!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo5/6/12 16:41

    Atenção:
    O Bacoco de Massa Má diz que não haverá cortes nos salários...
    Conclusão:
    Prepare-mo-nos para trabalhar por menos dinheiro no final do mês.

    ResponderEliminar
  9. A Censura anda muito activa nos comentários dos blogs. Espero que deixe passar este comentário.
    Em www.anticolonial21.blogspot.com está a verdade inconveniente sobre a cópia de partes de «Cette nuit la liberté» por Miguel Sousa Tavares para o livro «Equador».

    ResponderEliminar
  10. Anónimo5/6/12 22:18

    Aparece por aqui cada Peidalhaço...

    ResponderEliminar
  11. Ó balha-me deuzzzzz! Não havia nezezidadezzz destes comentáriozzzz acima!

    Boa, Joana Lemos!...

    Kaos, só vim aqui dizer que esta imagem está absolutamente CORROSIVA!! De mais!

    (o Anónimo lá de cima que me desculpe...)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo5/6/12 23:24

    fora o €€€ que gastam com a selecção 50 e tal gajos a mamar

    ResponderEliminar
  13. Anónimo das 14:41
    Pela última vez vou responder a este tipo de comentários que só procuram criar confusão. Se queres ver bonecos sobre o Vara, escutas e outras coisas basta escreveres armando vara na caixa de busca (canto superior esquerdo) deste blog. Pára de aborrecer com insinuações e de querer que eu tenha de fazer os posts que tu queres a dizer o que tu queres. Faz um blog e escreve o que desejares. Ou receias não ter ninguém para o ler?

    ResponderEliminar
  14. José Freitas
    Neste blog nunca se censurou nenhum comentário pelo que não será agora que isso irá acontecer. Aqui a liberdade de expressão é um direito e cada um diz o que quer.

    PS: Infelizmente tem aparecido por aí muita gente que nada tem para dizer a não ser tentar depreciar este blog bem como alguns fascizóides, mas até a esses não tenho apagado os comentários.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo6/6/12 07:41

    Anónimo das 5/6/12 16:39

    "Joana Lemos, diz que é de direita? Só se for de outra coisa "direita" porque na politica não parece."

    Pelo comentário concluo que no PSD o índice de cretinos por m2 não pára de aumentar.

    Pela excitação com que aqui coloca os seus comentários estamos mesmo a ver quem é que sofre com a dita "direita".

    Joana de Lemos, do Cavaquistão, Viseu.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo6/6/12 10:03

    Ó Joaninha és uma grande vaca, vai chamar cretino ao teu paizinho!

    ResponderEliminar
  17. Anónimo6/6/12 12:38

    Ó anónimo aí de cima!.... É assim mesmo, pá!... Mostra de que massa és feito, pá!… Mostra mais, pá!...

    ResponderEliminar
  18. Anónimo6/6/12 13:00

    para o anónimo das 10:03

    Eu pelo menos ainda poderia chamar cretino ao meu pai.
    Poderá dizer V. EXª. o mesmo?

    PS:
    Se não percebeu eu para a próxima ponho legendas.

    Joana de Lemos, Cavaquistão

    ResponderEliminar
  19. Anónimo7/6/12 11:48

    Agradeço as legendas, você deve estar anos-luz à minha frente. Fantástico, finalmente vou entender o que move esta gente!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo8/6/12 09:13

    Anónimo 7/6/12 11:48

    Educação é bonito e eu gosto.

    Joana de Lemos, Cavaquistão

    ResponderEliminar
  21. Se o Sócrates diz de Paris que "pagar a dívida é uma ideia de criança", bem, caros laranjas, neste caso (mas só neste caso ;)) tem toda a razão; vocês é que enganam o povo português com mentiras idiotas e com pseudo-Economia que só serve para gerir orçamentos familiares.

    O problema essencial de Portugal é a falta de crescimento económico, motivada por descapitalização das empresas e falta de investimento produtivo. O crescimento da dívida pública foi a febre, o sintoma de uma doença, e não a sua causa.

    Quanto à dívida, ela realmente não se paga; a dívida refinancia-se com novos empréstimos. Chama-se a isso "roll-over". O crescimento económico deve assegurar que esse roll-over é feito sem acréscimo do peso da dívida (relativo ao PIB).

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo