quarta-feira, junho 13, 2012

Realidades e ilusões


É a velha história do copo meio cheio ou meio vazio ou neste caso do país a reorganizar-se ou a definhar. Certo é que a vida da grande maioria da população está cada vez mais precária e miserável.
A tarefa de um governo devia ser criar as condições para que os cidadãos possam ter a melhor vida possível e não servir os mercados e o grande capital. Mas este liberalismo desenfreado parece acreditar, (ou pelo menos tenta fazer-nos acreditar a nós) que o melhor caminho é defender o capital para que ele crie riqueza que depois seja distribuída por todos. Esquecem que essa riqueza é feita à custa da pobreza de milhões e nunca foi ou será distribuída porque será sempre utilizada para criar mais riqueza e satisfazer a ganancia dos mais poderosos.

8 comentários:

  1. Que seria dos Ricos sem os Pobres Trabalhadores?

    http://bicadinhas.blogspot.com/2012/05/trabalhador-o-bombo-da-festa.html

    ResponderEliminar
  2. esta cambada do catano devia levar nos lombos até cheirar a carne assada, filhos de putas...

    ResponderEliminar
  3. Perguntem ao Mário Soares como é que ele fez em 1981! Conseguimos sair da crise sem sacrificios? E quem foram os sacrificados? Os ricos?

    Viva a Internacional Socialista!

    ResponderEliminar
  4. Como é que não vêem que os muito ricos não dão nada a ninguém? Como pensarão que chegaram a fortunas pornográficas? E a maioria deles sem trabalho produtivo, com especulação?
    É ou muito ingénuo ou muito criminoso (cumplicidade) insistir neste processo...
    Alguns enriqueceram um bocado a trabalhar e a produzir riqueza. Mas depois aumentaram os pecúlios nas bolsas. Mas o grande problema é dos que só vivem das Bolsas. São os que não se importam de destruir países inteiros. Os primeiros, com a retracção da economia, não vão dar mais emprego nestas alturas, bem pelo contrário.
    Os governates acreditarem nisso é de uma estupidez inegualável!

    ResponderEliminar
  5. Criar riqueza é sinónimo de criar pobreza? Quase sempre o é.
    Um abraço à espera que o Passos vá tirar um curso de canto para Paris

    ResponderEliminar
  6. A grande ilusão -- Europa -- virou pesadelo, é serve para atemorizar o povo. Esta Europa só irá oferecer obscurantismo, miséria e fome a Portugal.

    A Alemanha tem uma triste sina. É um país trágico: as facadas nas costas são os alemães que dão a si próprios. Mas sempre arranjam forma de se iludirem a si próprios, convencendo-se que são outros os culpados: judeus, europeus do sul, etc. Vejam:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Stab-in-the-back_legend

    ResponderEliminar
  7. Tenho seguido com interesse o blogue fantastico que publica. As imagens sao fabulosas e os textos apropriados. Este será um expoente máximo de criatividade e de saber fazer. Bem haja pelos momentos que proporcina.
    Augusto penteado

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo