terça-feira, agosto 28, 2012

Gasolina derramada


Com as gasolineiras gananciosas, (a Galp aumentou os seus lucros em quase 60% no primeiro semestre do ano), com uma entidade reguladora ou incompetente ou em compadrio e com um Ministro da Economia incompetente perante um Ministro das Finanças também incompetente e insaciável o preço da gasolina e do gasóleo não vai parar de subir. Ganham as gasolineiras, ganha o governo nos impostos lixa-se a economia, o país e todos nós.

7 comentários:

  1. Uma vez entregue um monopólio do Estado ao oligopólio das petrolíferas privadas, os automobilistas ficaram à mercê da ganância e do oportunismo destas. Qualquer notícia da subida da cotação do petróleo é suficiente para que de imediato subam os preços. O inverso nunca o é na mesma proporção e com a mesma rapidez. Mas agora já não é a desculpa do petróleo mas sim as cotações dos "refinados"!

    Também se fala muito na desvalorização do euro face ao dólar para justificar as mexidas nos preços dos combustíveis, esquecendo convenientemente tal variação cambial quando ocorre o inverso. Por isso, seria mais interessante e transparente que a Comunicação Social apresentasse igualmente as cotações e respectiva variação em euros. A meu ver só há 2 razões para não o fazer: mero comodismo ou falta de coragem. Já agora, porque se apresentam os preços em milésimos do euro, quando a moeda mínima é o cêntimo? Como que isto é permitido? Nessa “lógica”, então todos os outros sectores da economia também o poderão fazer. Dá para imaginar o dinheiro arrecadado com os arredondamentos. Um conselho: abasteça sempre 10 litros ou em múltiplos de 10 litros.

    Agora as petrolíferas já não falam dos impostos que incidem sobre os combustíveis. Esse argumento já não colhe. Afinal descobriu-se que Portugal é um dos países da Europa e quiçá do Mundo onde a gasolina é mais cara, mas antes de impostos! E isto em termos absolutos porque se relativizarmos introduzindo a Paridade do Poder de Compra, então aí será praticamente a mais cara.

    P. S. - Aqui há tempos passou na RTP 2 um documentário sobre as "7 irmãs" o qual explica muito bem como funciona o negócio da energia no Mundo.

    ResponderEliminar
  2. Nada que me surpreenda. Em portugal é tudo mais caro uma garrafa de gás custa metade em espanha a gasolina é uma vergonha tal como a electricidade a agua igualmente cara os tranportes idem os serviços de telemovel e de internet já baixaram mas continuam caros em comparação á maioria da europa. o misero e cada vez mais baixo salario nacional não chega mas a mensagem que povo gastou de mais ainda passa como verdadeira.

    ResponderEliminar
  3. “Quem quer Rainhas paga-as” respondeu um dia a rainha Maria Pia de Saboia, quando lhe disseram que a casa real gastava demasiado.

    É exactamente o mesmo que dizem, os gajos que nos governam !
    Querem parlamentos, querem eleições?
    Paguem !

    Já os jotinhas laranjas estão a aprender na Universidade de verão.
    Daqui por 20 anos, temos mais PPC e Relvas... se permitirmos .

    ResponderEliminar
  4. Liberalização dos mercados.
    É claro para todos que onde há concorrência, a liberalização dos preços é benéfica para os consumidores. Isto aprende-se na escola e está muito estudado e aceite pela maioria dos economistas, e faz sentido para o comum dos consumidores.

    Acontece, que quando existe liberalização dos preços num mercado em monopólio, o único que ganha é o monopolista. Nunca o consumidor.

    No final do ano 2003 o Governo mandou liberalizar o preço dos combustíveis com o argumento de que:

    "Essa prática conduz aos efeitos que um regime de preços administrativos teria, com a consequente ausência de desejável concorrência e dos benefícios para os consumidores." e que "Assim, a gasolina sem chumbo 95, o gasóleo rodoviário e o gasóleo colorido e marcado deixam de estar sujeitos ao regime de preços máximos de venda ao público, favorecendo a concorrência no sector."

    Ora, todos sabemos que a GALP é monopolista em Portugal, na refinação e que tem uma posição bastante favorável na venda a retalho e que na prática isso levou a um aumento dos preços dos combustíveis.

    Acabar com o monopólio da GALP e denunciar as combinações em cartel dos preços nos postos de abastecimento, é o caminho a seguir!

    ResponderEliminar
  5. Não é necessário esperar 20 anos!
    No sistema actual aos 20 e poucos já sabem TUDO, são GRANDES POLÍTICOS e ai de quem os contrariar!
    Estas universidades de verão dão grandes ensinamentos de como se desgoverna um POVO com completas lavagens ao cérebro!

    ResponderEliminar
  6. Boa noite.

    No momento em que neste terra à beira-mar plantada o gasóleo e a gasolina aumentam porque o euro desvalorizou face ao dólar ficamos a saber que mesmo com o aumento de iva em Espanha a gasolina está mais barata 19 cêntimos e desceu ou vai descer 6 cêntimos em França. O euro de Espanha e de França é diferente do nosso. E andam eles na Universidade de Verão. Poucos dias mas se calhar deve dar equivalência na malandrice, eh,eh.

    ResponderEliminar
  7. as TV estão mafiadas com o sistema as noticia vêem por encomenda pois é noticiar e logo sobe na bomba sem granel pois o povinho já assimilou a noticia, é uma técnica de marketing por outras palavras é o CARTEL A FUNCIONAR PLENAMENTE!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo