sexta-feira, agosto 24, 2012

Já cheira mal


Execução Orçamental abre a porta a novas medidas de austeridade. A receita fiscal do Estado caiu 3,5 por cento entre Janeiro e Julho deste ano, quando comparada com o mesmo período de 2011, de acordo com os dados revelados esta quinta-feira no Boletim de Execução Orçamental da Direção-Geral do Orçamento. Só em impostos indirectos a quebra foi de 4,7 por cento. São números que comprometem a meta de 4,5 por cento para o défice negociada com a troika e que abrem a porta a medidas adicionais de consolidação ainda este ano.

Puxe-se o autoclismo que esta merda já cheira mal.

8 comentários:

  1. Tanto sacrifício, para fazerem a cagada que está à vista !

    E o pastel de nata ?
    Que era especialista nestas coisas do deve e haver ?

    Só se for lá na gaveta onde come !

    ResponderEliminar
  2. lá me vão lixar, mais um pouco na minha reforma

    ResponderEliminar
  3. Tantos "milhões" de litros de água quantos os milhões de euros que já meteram fora do País não limpava TODA A MERDA que foi feita nestes 38 anos de pseudo-democracia!
    Enquanto durar esta canalha e não se renovar o sistema político, GOVERNAÇÃO AO POVO, não vamos a lado nenhum!...

    ResponderEliminar
  4. no tempo em que se faziam as contas com uma caneta de tinta permanente em livros de deve-haver não havia falta de dinheiro e ainda tínhamos de alimentar uma guerra em vários países não sei onde esses gajos se formam em economia e finanças e etc que ao fim de 1 ano de governo descobrem mais um buraco de milhões pensava que só com os combustíveis havia noticias de encomenda nos noticiários mas afinal o MF também faz o mesmo "OH TELEJORNAIS NOTICIEM QUE FALTAM UNS MILHÕES QUE A SEGUIR DIZEMOS QUE É PRECISO MAMAR MAIS IMPOSTOS E QUE A CULPA FOI DO ANTERIOR E QUE AGORA NÃO HÁ 13 E 14 MÊS PARA TODOS (ATENÇÃO AOS GAJOS DA CGD E A REFORMA DO (C)ANIBAL) E UMA TAXA ÚNICA E OUTRA SUPLEMENTAR E BLA BLA BLA WISKAS"
    o povinho serve para votar e pagar impostos só não sei onde os vão buscar daqui a uns tempos quando só o governo tiver emprego e o resto do país estiver no desemprego

    ResponderEliminar
  5. Como é que não há ninguém ali para os lados do Governo que tenha ouvido falar da curva de Laffer?

    Claro que só podia dar Meerda!

    ResponderEliminar
  6. Que vão para a fossa, não os quero na rua porque a rua é nossa!
    Um abraço da ave-nida porque isto só se resolve na rua

    ResponderEliminar
  7. quando os custos são superiores às receitas, em casa de pobre só há uma solução: cortar na despesa até que ela seja inferior à receita. Como isto mete Estado há uns "economistas" que defendem a receita: é preciso injectar dinheiro na economia para a revigorar. Pois bem seria muito interessante que, antes de virem impingir tal medida, explicassem a coisa assim: vamos meter X milhões na economia para fazer isto, e aqueles senhores ali (e identificam-se os senhores) vão comprar (a pronto, não é à hugo chaves!) por X+Y milhões tudo o que nós vamos fazer.

    ResponderEliminar
  8. pintura de artista, de ação e drama .

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo