quinta-feira, agosto 09, 2012

Os deslocados da vida


«O Estado gasta mensalmente 15.800 euros com o subsídio de alojamento que é pago aos membros do governo (e chefes de gabinete) que têm a residência de origem a mais de 100 quilómetros de Lisboa. No total são anualmente 189.600 euros.
Actualmente, um ministro, nove secretários de Estado e seis chefes de gabinete recebem o subsídio. De acordo com os despachos até agora publicados em “Diário da República”, Álvaro Santos Pereira, ministro da Economia, é o único titular de uma pasta governamental a receber este apoio.

Dividindo isso por todos a coisa dá quase mil euros mensais por cabeça o que não é nada mau num país onde o ordenado mínimo é de 500 euros. Mas, parece-me bem que quem tem de abandonar a sua casa e muitas vezes a sua família para servir o país possa ser compensado por isso. Gostava era de saber porque não recebem idêntico tratamento os professores, os médicos, os enfermeiros e outros funcionários que todos os anos são obrigados a saírem das suas casas para também eles servirem o país, ensinando, tratando ou prestando serviços essenciais ao país e aos portugueses. Já agora porque não todos aqueles que, seguindo o conselho do Primeiro Ministro, foram obrigados a emigrar por o seu país não conseguir dar-lhes a possibilidade de terem um trabalho e um futuro digno. Será que Ministros, Secretários de Estado e Chefes de gabinete pertencem a uma raça diferente?

4 comentários:

  1. Anónimo9/8/12 10:14

    Ao contrário do Paulo Campos (do governo do inginhêro) a EP já reduziu em 566 milhões de euros os custos com as PPP's... mas o objectivo são 2000 milhões. Ver aqui p.e.:

    http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO055689.html

    E a seguir são as Fundações... e pelo meio foi aquela patetice dos painéis solares em Abrantes que seria mais um elefante branco que teria de ser alimentado pelo dinheiro dos contribuintes, incluindo os que ganham 500 €/mês. A poupar assim deixe lá o homem gastar os 15800 €.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo9/8/12 10:27

    Coitadito do Álvaro.

    Com aqueles olhos de peixe de aquário ele não vê mais, resta-lhe andar às voltas, bater contra o vidro, esperar que lhe deitem a ração diária...

    ResponderEliminar
  3. Miguel (Marinha Grande)9/8/12 11:07

    Os (de) puta (dos) fizeram a lei, quem foi o cabrão do presidente da Republica que a promulgou?

    Não vejo ninguém a contestá-la nem sequer tentar acabá-la.

    Comem todos da gamela.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo9/8/12 13:36

    Vão para a cona da mãe deles!!!!!!Prisão para os cabrões!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo