domingo, agosto 05, 2012

Polícia ao sol


Quando ouvi que a Policia tinha reforçado a sua presença na Praia da Manta Rota cheguei a pensar que finalmente poderíamos viver em segurança sem sermos roubados nos nossos salários, reformas, subsídios de férias e de Natal, impostos, direitos,emprego e dignidade. Soube-se que o Passos Coelho, quem nos tem roubado tudo isso, estava na praia a passar uma semana de férias e finalmente iria ser montada uma operação para o prenderem. Mas as noticias fizeram desvanecer a esperança e afinal estavam lá porque o individuo anda aterrorizado com medo do povo que devia servir. Ou tem a consciência pesada ou mais provavelmente sabe bem as mentiras que tem dito e a porcaria que tem feito.

18 comentários:

  1. Anónimo5/8/12 13:40

    cum c@r@lho, assim tambem eu...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo5/8/12 13:56

    O homem está mais magro, mesmo magricela, quase tísico!
    É da fome que está a impôr ao Povo, pesadelos ou procura o meio mais fácil de enriquecer e dá muito "trabalho"???

    ResponderEliminar
  3. Anónimo5/8/12 14:36

    Nada disso !
    Desde que começou a comer à mesa do orçamento, aumento 2 a 3 furos no cinto das calças... então, começou a fazer dieta, já que o médico também é à conta dos otários !

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5/8/12 17:18

    Antes do Passos ir de ferias já o autor desta reles montagem estava farto de banhos de sol e agua de mar bem quentinha, além dos maravilhosos repastos que aqui lhe foram sugeridos (tabuas de carne, coisa para quem pode.
    Estes bota abaixo são mesmo muito de muito baixo nível.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo 17:18
    O reles autor destas montagens apanhou banhos de sol, ainda são grátis, quanto aos repastos já a coisa não foi bem assim que o ladrão que aparece na montagem me roubou o subsidio que me permitia come-los. Comi como sempre como porque não quero que me aconteça o mesmo que ao cavalo do inglês. Quanto ao post é sobre quem me anda a roubar direitos e salários e isso sim é coisa de baixo nível de um governante incompetente e que anda a lixar o país. Não é só bota abaixo é mesmo para correr com eles.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5/8/12 17:53

    Quem te roubou o subsidio foi o palhaço que o antecedeu, gastou tudo o que pode a crédito, alguém tem que pagar. Vai-te queixar ao largo do rato.

    ResponderEliminar
  7. Bufarinheiro5/8/12 18:23

    Parece que também "reforçou" a presença no bairro Casal da Mira.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo5/8/12 18:25

    Boa Kaos, estes merdas do contra devem comer também à nossa conta, ou então são pretendentes!
    E há tantos por esse País fora à espera de vez!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo5/8/12 18:28

    Para além de que, se é reles montagem, é a real, não me parece que o homem seja outro e a PSP está identificada!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo das 17:53
    Quem me roubou o subsidio não é o sistema capitalista corrupto de que fazem parte este e o anterior a este e o Barroso, o Cavaco, O Santana e tantos outros, Quem me roubou o subsidio foi o Obama, a Merkle, o Balsemão, o "pintelho", o Mexia, o Loureiro, o BCP, o BES, o BPN e muitos outros da mesma laia. Quem me roubou são aqueles que só para serem ainda mais ricos do que são não se importam de condenar à miséria milhões. Esses é que me roubaram

    ResponderEliminar
  11. Anónimo das 18:28
    É uma montagem, estes policias até eram italianos e o Passos não estava lá :)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo5/8/12 20:54

    Sim,e não esqueçamos da morte da reserva,pedófila,perdão,moral do PSD.Sem contar com o assassino de velhinhas.....o toca-piano,pianíssimo.
    Prá frente Kaos,dá-lhes sem dó nem piedade.

    ResponderEliminar
  13. So gostava de saber quento é que esta palhaçada vai custar aos contribuintes.

    ResponderEliminar
  14. Miguel - Marinha Grande6/8/12 10:21

    Foda-se, quem nos roubou o subsídio, direitos e fez este código do trabalho fascista, foi o Passos, o Gaspar, o Álvaro e esta cambada de filhos da puta. O Sócrates e sua quadrilha eram uns chulos do caralho, mas não me roubaram o subsídio. Estou-me cagando pró défice, prá dívida e essa merda toda, eu não devo nada a ninguém.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo6/8/12 10:29

    "O Sócrates e sua quadrilha eram uns chulos do caralho, mas não me roubaram o subsídio". Pois não... compraram com VISA e agora chegou o momento de pagar, e com juros!

    ResponderEliminar
  16. Que ignorância, sinceramente. Para além da falta da respeito, vê-se claramente o descartar de responsabilidades típico de várias pessoas. "Não devo nada a ninguém"... Se calhar pessoalmente não deve, mas o Estado anterior (e o Estado somos todos nós) devia. Está na hora de lidar com as consequências de ter vivido fora das nossas possibilidades com empréstimos de outrém. O que está a ser feito, tem que ser feito. Nenhum destes senhores ganha mais por isso.
    Uma coisa é fazer Humor com situações da actualidade, com inteligência, com sensatez. Outra é fazer umas montagens a nível de segundo ano e maldizer (sem ter conhecimento do que diz) e faltar ao respeito das pessoas, afirmando coisas obscenas. Ou seja, isto não é Humor. É estupidez. Se o criador deste fabuloso blog passasse o seu tempo a trabalhar produtivamente, em vez de aqui estar, a escrever barbaridades, talvez não se sentisse tão revoltado.

    ResponderEliminar
  17. Caro Casteleiro
    Efectivamente não devo nada a ninguém e não me parece que seja responsavel pelos roubos do BPN, pelos negócios ruinosos que alguns fizeram ao abrigo do ~sistema que alguns aldrabões nos foram impondo com mentiras e aldrabices. E, este que lá estão não são melhores e não estãoa resolver nada. Nenhum ganha nada com isso dizes. Pergunta ao catroga e aos boys que por aí andam, se não ganharam nada. Comparem-se as contas dos que entraram sem nada e saiem com o futuro assegurado.
    Não devo nada nem sou responsavel pela maioria dos roubos que foram e estão a ser feitos. Quantoa ao tempo que gasto a fazer este blog é um problema meu, feito depois das minhas oito horas de trabalho e em deterimento do meu descanso. Era só o que faltava que ainda me viessem dizer o que posso ou não posso fazer do tempo que é meu (ou também já inventaram um imposto para isso?)
    E, sim estou revoltado porque todos os dias vejo miséria, pobreza e fome no meu país enquanto alguns engordam à sua custa. Estou revoltado porque acredito que todos somos gente e merecemos respeito. Se eu ainda tenho emprego e consigo viver há muitos que sofrem as politicas e os roubos destes marginais que nos desgovernam. Estou revoltado porque se há dificuldades então deveriam ser os que engordaram mais à custa do endividamento deviam ser os que agora também deviam pagar mais e não os que se safam e passam as culpas e as contas para os que sempre viveram honestamente dentro das suas possibilidades. Revolta-me a injustiça e a miséria moral a que chegámos. Revolta-me que ainda haja quem defenda isto.

    ResponderEliminar
  18. Kaos,
    com todo o respeito, concordo com várias das suas palavras e opiniões, que li na sua resposta.

    A verdade, é que muitos portugueses passam, neste momento, as maiores dificuldades que alguma vez viveram.
    A verdade, é que muitos se deparam com entraves que parecem impossíveis de ultrapassar.
    No entanto, também é verdade que sempre existiram classes mais altas e favorecidas, opondo-se às restantes, às quais parece que cai sempre a responsabilidade e dificuldade nos ombros.

    Muito infelizmente, o que acontece agora é uma consequência inevitável de comportamentos irresponsáveis anteriores. Que mais se poderia fazer? De onde viria o dinheiro?

    A culpa nem sempre é "dos mais ricos". E eu repito, nem sempre.

    Quanto ao que diz sobre o Catroga (não sei definir de quem mais fala), posso dizer-lhe, com toda a certeza, que não "ganha mais por isso". É verdade que uma carreira política garante benefícios posteriormente. Mas apenas posteriormente.
    A verdade é que o senhor que referiu ganhava muito mais onde estava antes, do que com a função que tem agora. E, tal como ele, temos como exemplo o Primeiro Ministro, entre muitos outros.
    Aliás, Kaos, pode até ter conhecimento de várias pessoas convidadas para formar Governo que recusaram devido à enorme diferença de rendimento que daí adviria (muito menor, claro).

    Também não gosto de não poder ir de férias como ia antes. Também não gosto de não poder ir jantar ou almoçar fora. E também me custa ter que abdicar e vender algumas das minhas coisas para me manter de pé.

    Mas tenho consciência de que alguma coisa tem que ser feita... E por uns, pagam outros.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo