sexta-feira, novembro 16, 2012

Como se rouba um país


Hoje vimos confirmado aquilo que já muitos sabíamos e que ao longo do tempo temos vindo a denunciar; os boys que o governo foi colocando no estado, nos ministérios e secretarias de estado, cerca de 1500, todos receberam subsidio de férias enquanto todos os outros trabalhadores do estado receberam zero. A desculpa é tão esfarrapada que nem merece qualquer comentário e o que prova é que esta gente não está ali de boa fé, não é para ser vir o país mas para se servirem a eles e aos seus amigos, que esta gente se está marimbando para o sofrimento dos cidadãos desde que os seus possam passar nos intervalos da brutal austeridade. Muito criticaram a violência de alguns manifestantes no dia da greve geral, mas fazer o que esta gente faz, atirar para a miséria milhões de cidadãos, de idoso, de crianças, destruir o estado social e vender ao desbarato tudo o que era nosso não é bem mais violento. De cada vez que morre alguém por não ter dinheiro para comprar os medicamentos isso não é mais violento. Crianças a chorar de fome não é uma violência muito maior. Eu não queria estar na pele destes bandalhos se um dia a população lhes lançar a mão, mas a cada dia eles mostram que o merecem. 

5 comentários:

  1. http://economico.sapo.pt/noticias/cada-greve-e-mais-uma-queda-adicional-do-pib_156397.html

    Se o FDP ganhasse o ordenado mínimo e outros tantos como ele ai é que o PIB subia e em flecha

    ResponderEliminar
  2. Os badamecos aqui referidos, muitos deles nem pensados estavam quando se deu o 25 de Abril, e são contratados como especialistas. Especialistas, só se for em roubar, que é o que nos estão a fazer, para quando dali saírem, ainda por cima com direito a indemnização, irem para quadros superiores dos bancos que agora ajudam. Isto não devia ser à pedrada, (pelo menos até que haja paciência) mas estes especialistas deviam era ser todos expulsos, de barco, para o raio que os parta. O homem do leme tanto pode ser o anibal como o portas, mas é fundamental que se faça uns buracos nesse barco.

    ResponderEliminar
  3. -> Excepto aqueles que andam a brincar com 'isto' - com a evolução demográfica em curso (........) -... ninguém acredita que Portugal vai conseguir sobreviver!
    Nota: Com o desmoronamento da base sociológica que esteve na sua origem... uma Identidade não vai conseguir sobreviver!...
    {OBS: Uma NAÇÃO é uma comunidade de indivíduos de uma mesma matriz racial que partilham laços de sangue, com um património etno-cultural comum... uma PÁTRIA é a realização e autodeterminação de uma Nação num determinado espaço.}
    .
    -> A luta pela SOBREVIVÊNCIA sempre foi uma coisa difícil e complicada...
    .
    -> Quem quiser sobreviver... não pode ficar à mercê de pessoal que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios... [um exemplo: veja-se como os israelitas se DEFENDEM]
    -> Não podemos andar por aí como uns 'parvinhos-à-Sérvia' (vide Kosovo)...
    -> Antes que seja tarde demais, há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional (e coragem) para se envolver num projecto de luta pela sobrevivência... e SEPARATISMO-50-50!...

    ResponderEliminar
  4. Só tenho pena que se tivesse esquecido do maior ladrão de todos os tempos.
    O filho da puta de Paris.

    ResponderEliminar
  5. Jornalistas tenham colhões
    e andem uma semana inteira
    sem dar noticias ou opiniões
    desta cambada de cabrões

    até que se sintam mal
    de não haver em Portugal
    nas tv, jornal ou rede social
    noticias dos que nos governam mal

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo