quarta-feira, janeiro 02, 2013

Um To-Zé pouco seguro


Continuando na ressaca do ano novo e uma vez mais aproveitando um dos bonecos que ficou por publicar desta vez do António José Seguro, o suposto putativo próximo Primeiro Ministro desta democracia de alterne. Deveria talvez por isso estar satisfeito, mas sendo ele mais um jotinha daqueles que a única vida que conhece é a avida de um partido não devemos esperar muito dele. Nem ele parece realmente esperar muito dele próprio tal é a sua cara de menino com lágrima. 
Este país tem de mudar, de destino e também de gente que tudo o que deseja é poder. Encontrar alternativas, não só de pessoas, mas sim de ideias, de novos caminhos e novas soluções. Um caminho que só pode ser trilhado, evitando a ideia dos salvadores que tantas vezes se transformam em ditadores, se for feito pelas pessoas numa nova forma de democracia mais directa e participativa. Essa é a resposta agora falta fazermos todas as perguntas que faltam e ver como as encaixamos nela. 


2 comentários:

  1. Anónimo3/1/13 10:01

    Inseguro, conelho, morador da coelha, rastejante da relva, esquisogasparote, and so on, and so on, todos "bons rapazes e raparigas aliados do capital TERROR DOS PORTUGUESES!
    Impõe-se não os deixarmos continuar! É absolutamente necessário "acabar" com eles!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo