segunda-feira, março 18, 2013

O Seguro é um cómico


O secretário-geral do Partido Socialista, António José Seguro, defendeu hoje que "chegou a hora da mudança" para Portugal e apelou à mobilização dos portugueses em torno do projecto do PS. Só muda se os portugueses se juntarem todos em torno de uma alternativa" e "esse caminho só poderá ser liderado em Portugal pelo PS"

Eu sei que isto parece uma piada, mas é mesmo verdade. O Seguro diz que a alternativa é juntarmos-nos em torno do projecto do PS. Saltemos da frigideira para o lume. Se este governo do PSD é uma vergonha continuar com o alterne politico não resolverá nada. Por cá continuará a troika, a dívida, a austeridade, o desemprego e a pobreza. É necessária uma mudança radical nas premissas, um repensar nas politicas e nos objectivos. Este caminho já mostrou não ter saída a não ser a miséria. Os cidadãos são gente, não são números e merecemos todos que a nossa dignidade seja respeitada. Deixem de mentir e de fazer de nós todos parvos. Cada vez há mais gente a compreender que esta democracia de alterne ao serviço do grande capital já não nos representa e exigem uma democracia mais verdadeira e directa em que os escolhidos possam ser exonerados a qualquer momento se não cumprirem com o que prometeram, em que sejamos consultados sempre que qualquer decisão mais importante tenha de ser tomada e em que a justiça seja despolitizada com zero tolerância para a corrupção. Já chega de mentiras e de hipocrisia.

7 comentários:

  1. Até estou de acordo com o texto apresentado, mas...

    Olhando para o que aconteceu na Grécia, suponho que lá já ocorreu o que está a ocorrer aqui com os portugas, tiveram a oportunidade de virar as coisas e " cortaram-se ", vontando (embora muito menos )nos do antigamente.
    Prevejo, que será o que nos vai acontecer a nós.
    Temos a faca e o queijo na mão e vamos dar a faca ao ladrão !

    ResponderEliminar
  2. O economista João César das Neves considera que “quem mais reclama” não são os mais atingidos, mas os “que têm voz e influência”, enquanto “os verdadeiros pobres, por o serem, nem abrem a boca”. O professor da Católica escreve, num artigo de opinião, publicado esta segunda-feira no Diário de Notícias, que os protestos forçam o Governo a cortar “não onde deve, mas onde pode” e adianta que as elites estão a obrigar os pobres a pagar a crise.

    ResponderEliminar
  3. esta classe política que no seu conjunto demonstrou bem a sua incapacidade e incompetência ao longo destes 38 anos de pseudo-democracia/partidocracia pois já é a 3ª vez que Portugal é “resgatado”. Isto apenas evidencia a fraca qualidade da classe dirigente que cada vez é pior. A mediocridade impera nos actuais políticos, cada vez mais oriundos das “jotas”, imberbes e sem qualquer currículo ou experiencia de vida. O sistema político actual é perverso pois afasta o mérito e premeia a incompetência. Como se isto não bastasse, permite a criação de políticos “invertebrados”, sem ética e sentido de responsabilidade, capazes de se esgueirarem com facilidade nos caminhos estreitos da opacidade e da mentira. Vivem da política e não para a política.

    ResponderEliminar
  4. Francamente, Tozé...18/3/13 17:36

    bem podes andar aí a pregar mas na prática já ninguém te ouve. Os Portugueses jamais irão esquecer as malfeitorias que o teu partido lhes fez e que infelizmente vão andar a pagar por muitos anos. Se houvesse justiça, no mínimo, o teu partido seria irradiado do espectro político. Recusas-te a debater os cortes na despesa mas não dizes onde vais buscar o dinheiro para os compensar. Ao menos já admitiste que não podes baixar os impostos quando o poder te cair no colo, mas como sabes as receitas actuais são insuficientes. Então como irás fazer? Continuarás a gastar à tripa forra como sempre fez o teu partido? Mesmo em crise, o teu grupo parlamentar tratou logo de gastar mais de 200 mil € a renovar a frota automóvel! Não nos insultes mais, OK?

    ResponderEliminar
  5. Ó Tozé, porque não…18/3/13 17:37

    olhas para dentro do teu Partido e começas a pôr na ordem os deputados que conduzem bêbados e que até fazem parte da Comissão de… Ética! Numa democracia a sério o voto seria nominal e aí… mas disto já não te interessa falar, não é? Pouco importa as elevadas taxas de abstenção, não é? Há que manter a Partidocracia e os lugares elegíveis, não é? Assim, até o Pato Donald conseguia ser eleito. É por isso que dominas o “aparelho”. Tu e os restantes políticos de carreira que te prestam vassalagem já cuidaram disso. Mas não é só no PS. Os outros partidos também estão cheios de medíocres imberbes que nunca trabalharam fora da política. Nem sabem o que é uma entrevista de emprego e/ou trabalhar no privado em mercado verdadeiramente concorrencial.

    ResponderEliminar
  6. Pois é, Tozé…18/3/13 17:39

    Já Woody Allen diz que “a vocação de um político de carreira é fazer de cada solução um problema”. Tu, o Passos, o Relvas e as respectivas “entourages” personificam bem isso. Vocês são o expoente máximo da mediocridade na política. Já agora onde está a proposta para a redução de deputados que ficaste de apresentar até ao final do ano... passado? Já te esqueceste dessa promessa que fizeste a 5 de Outubro de 2012? Porque não te cobres com o Manto da Vergonha? Achas que consegues ter alguma credibilidade a agir dessa forma? E logo tu que transpiras demagogia e populismo por todos os teus poros! Por isso é que não convences ninguém nas sondagens. Vejam aqui se conhecem esta versão do Tozé! …http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13712464/157

    ResponderEliminar
  7. http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio
    http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio
    http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio
    http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio
    http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio
    http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo