domingo, março 17, 2013

Sorrindo na tormenta


Quem olhe para o António José Seguro vê que anda satisfeito. Claro que quando fala para as televisões põe aquela ar sério e preocupado, quando discursa o de indignado e zangado, mas quando se distrai não evita o sorriso. Já se vê como Primeiro-ministro e ganhar eleições é tudo o que deseja. Está programado para isso, cresceu na juventude socialista, foi ai que aprendeu a fazer acordos de bastidores, a comprar apoios e a fazer promessas. Ganhar eleições sempre foi o que lhe disserem ser o mais importante e a meta de qualquer dirigente partidário, um objectivo que vale tudo e que se sobrepõe a tudo e todos. O que fazer com essa vitória é secundário, é algo que depois se vê. Há favores a pagar, promessas privadas a cumprir, negócios a fazer e claro um país a governar, mas para isso há a desculpa do estado em que encontraram as contas, a credibilidade externa para os mercados e as obrigações para com os credores e os nossos parceiros europeus para com a inevitabilidade e a falta de alternativas para tudo ficar na mesma.
Neste longo e chuvoso inverno, muitos esperam por uma primavera mais amena, mas a meteorologia politica só prevê avisos vermelhos e um agravamento das condições  para os próximos tempos. Só o Seguro parece gostar de dançar à chuva.

9 comentários:

  1. Não convence ninguém este jotinha cor de rosa!
    As sondagens o demonstram e o Coelho até se ri.
    Receio que o povo diga "para pior já basta assim" e ainda venha ser o PSD o mais votado nas próximas eleições.
    Quando será que este povo acorda?

    ResponderEliminar
  2. "SINGING" não tem "u", Kaos. Sorry!

    ResponderEliminar
  3. OS PSD JÁ ESTÃO ATRAPALHADOS ,TÊM MEDO DE PERDER O TACHO ........

    ResponderEliminar
  4. A inocência do ignorante deve ser respeitada e nós como sempre cá estaremos para pagar...!!

    ResponderEliminar
  5. Normalmente o povo só acorda a meio da manhã...já vai alto o Sol...

    ResponderEliminar
  6. Por que a vida me empurrou

    caí na lama, e então...

    tomei-lhe a cor, mas não sou

    a lama que muitos são




    Em não tenho vistas largas
    Nem grande sabedoria
    Mas dão-me as horas amargas
    Lições de Filosofia.

    São parvos, não rias deles,
    deixa-os ser, que não são sós:
    Às vezes rimos daqueles,
    que valem mais do que nós

    Sei que pareço um ladrão...
    mas há muitos que eu conheço
    que, sem parecer o que são,
    são aquilo que eu pareço.


    PARA O ANONIMO DAS 15 .49 ANTONIO ALEIXO S

    ResponderEliminar
  7. http://apodrecetuga.blogspot.com/2013/03/orcamento-2013-um-ultimato-ao-povo.html

    ResponderEliminar
  8. ANONIMO DAAS 13.24 ESTÁ ENGFANADO NAS SONDAGENS ,O PS SOBE EM MARÇO VEJA BEM
    http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/psd_recupera_terreno_nas_intencoes_de_voto_e_esta_mais_proximo_do_ps.html

    ResponderEliminar
  9. http://www.youtube.com/watch?v=5zW8oA2AEio

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo