sábado, abril 13, 2013

O pós-crise ou mais uma crise de parvoice


O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, referiu que Portugal estava no pós crise.

Festa, alegria, foguetes, Yupi, já estamos no pós-crise. Já vejo o sorriso dos desempregados, dos que perderam a casa, dos que passam fome, dos que caíram na pobreza, dos que vivem com enormes dificuldades para alimentarem os seus filhos, de todos. Acabou a crise. Nem percebo as noticias que falam em mais taxas para os pensionistas, em mais cortes na saúde, na educação e na segurança social. Deve ser uma campanha contra o governo pois se acabou a crise não há razão para mais austeridade. A partir de agora é só crescimento,a economia vai disparar e o futuro é risonho. Não haverá segundo resgate e a Troika já faz as malas e vai-se embora. Viva o pós crise.
Ou então é só mais uma parvoíce do Álvaro que como não sabe o que dizer, diz o que lhe vem à cabeça. 

4 comentários:

  1. Só visitando Kaos para me rir!
    É como diz, se nos rimos de alegria, facto raro nos tempos que correm, porque não rir de tristeza?
    Obrigado pela imagem deste parvo alegre!

    ResponderEliminar
  2. SE ÉS PORTUGUESES PÔE O SOM BEM ALTO PARA OUVIR ,E GANHA CORAGEM PARA DIZER NÃO A ESTES MERCENARIOS QUE ESTÃO A DESTROIR O NOSSO PAÍS SOBE ORDEM DE MAFIOSOS QUE SÓ SE INTERESSAM PELO DINHEIRO E NÃO QUEREM SABER DO POVO
    ACORDEM PORTUGUESES ......

    http://www.youtube.com/watch?v=cAXP9gIBNr0

    ResponderEliminar
  3. ALLI BABA E OS QUARENTA LADRÕES

    ResponderEliminar
  4. Queria dizer "se choramos de alegria" e não rimos de alegria.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo