quinta-feira, maio 09, 2013

É tão fácil ser governo


Isto de ser governante não custa nada. Muitos dizem que é uma enorme responsabilidade e um trabalho muito complicado mas na verdade é facílimo.  Basta fazer como faz este governo. Escolhe uma medida qualquer, pode ser o corte de salários, de pensões ou mais um imposto brutal. Quando vêm reclamar mostra-se abertos a mudar, basta que apresentem alternativas ao dinheiro que o estado vai deixar de poupar. O CDS reclamou com o corte aos pensionistas, apresente alternativa no mesmo valor. Os sindicatos estão contra o corte nos salários, apresentem ou solução no mesmo valor. 
É por isso muito fácil, chega-se ao governo, não se tem escrúpulos nem moral e diz-se, "a partir de agora os funcionários públicos passam a trabalhar 16 horas por dia e a ganhar um euro por dia", ou "quem chegar à idade da reforma é atirado do cimo da ponte" ou outra parvoíce qualquer e depois afirma-se: Quem não concorda que apresente alternativas com o mesmo valor. isto nem é necessário ser-se economista, nem engenheiro nem nada, basta ser aldrabão e um grande filho-da-mãe.


5 comentários:

  1. Anónimo9/5/13 22:54

    O governo não escolhe uma medida qualquer estão é a criar um povo escravo a pensar na globalização nomeadamente na china emergente atenção que há muita engenharia por detrás do governo claro está que o governo constituído por abutres alinha a 100% no esquema qualquer dia haverá bastante emprego mas ao nível da china de há 20 anos atrás e claro também não havendo €urito para a reforma do pobre ou copiaram por nós ou está o governo a copiá-lo:
    http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?did=93686

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. até já se ensina mandarim nas escolas - a futura mão de obra barata e quiçá trabalho infantil - para lá se caminha...

      Eliminar
  2. Cá me parece que isto ainda vai acabar muito mal .........para alguém ..........a fome faz perder as capacidades de tolerância humana ....pois juntando ao desemprego miséria e sem abrigo as pessoas ficam cegas de raiva ..e aí tudo pode acontecer agora pois algumas pessoas já não tem nada a perder ........são quase farrapos humanos tentando subviver num País saqueado sem lei caminhando a passos largos para um Pais de terceiro Mundo onde coabitam lado a lado miséria ,crime e podridão humana ........POBRE PORTUGAL ,O QUE TE ESTÃO A FAZER ........ESTES FASCISTAS NEOLIBERAIS MAFIOSOS .........

    ResponderEliminar
  3. Partido da Abstenção10/5/13 16:17

    A política em Portugal está entregue aos “eternos jotinhas” que desde cedo trataram de o capturar em seu próprio proveito. São os “apparatchik” de um sistema perverso que só os beneficia. Não admira que a qualidade da classe política seja a pior de sempre. Aí, a mediocridade é que impera. E será assim enquanto os líderes partidários forem eleitos apenas pelos seus militantes e enquanto houver lugares elegíveis na eleição dos deputados. Enquanto esta Partidocracia reinar eu não voltarei a votar. Não contem comigo para continuar a alimentar esta farsa a que chamam Democracia. Quero votar e eleger diretamente os meus representantes e não apenas um mero logotipo partidário. Até lá apenas contarão com a minha… abstenção violenta!

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo