segunda-feira, julho 08, 2013

Sem titulo porque não sei o que lhe chamar


Desculpem não dar nome a este post mas não sei como lhe chamar. Tanto tem sido dito, escrito e redito sobre o que se passou na passada semana que nada fica por dizer e o surrealismo abstracto tomou conta da política. Nada encaixa em lado nenhum, tudo parece feito de forma em que não pode funcionar e ruirá inevitavelmente. A lógica tornou-se numa batata que pode explodir a qualquer instante. 


6 comentários:

  1. Anónimo8/7/13 16:39


    Acho uma moral ruim
    Trazer o vulgo enganado
    Mandarem fazer assim
    E eles fazerem assado

    Sou um dos membros malditos
    Dessa falsa sociedade
    Que, baseada nos mitos,
    Pode roubar à vontade

    Esses por quem não te interessas
    Produzem quanto consomes;
    Vivem das tuas promessas
    Ganhando o pão que tu comes

    Não me deem mais desgostos
    Porque sei raciocinar
    Só os burros estão dispostos
    A sofrer sem protestar

    Esta mascarada enorme
    Com que o mundo nos aldraba,
    Dura enquanto o povo dorme,
    Quando ele acordar acaba.

    ANTÓNIO ALEIXO




    O titulo poderá ser NECRÓFAGOS?

    ResponderEliminar
  2. Chame-lhe VERGONHA. Ou melhor: pouca vergonha...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo8/7/13 18:43

    Tudo isto é uma grande golpada!....

    ResponderEliminar
  4. Anónimo8/7/13 19:32

    O homem vai ficar feliz no lugar de vice-rei!
    Fez o que tinha que fazer para isso!
    Um dia será rei!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo9/7/13 08:18

    Portas:Flip-Flop.Cavaco:Lame-Duck.Coelho:Dead-Body.=Explosive Mixture!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo9/7/13 17:18

    Que tal "Esqueleto grávido de um pupilo de jesuítas gay"?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo