domingo, fevereiro 26, 2006

Boas Noticias...esperemos que sim


O Irão e a Rússia concluíram hoje um acordo preliminar sobre o dossier nuclear iraniano que prevê o enriquecimento de urânio em centrais nucleares russas. Um pacto que visa dissipar os receios da comunidade internacional sobre a aquisição da bomba atómica pelo Irão.

Finalmente uma boa noticia vinda daquela zona do mundo. Após a vitória do Hamas na Palestina e consequente aumento da violência com Israel e com o pré-anuncio de uma guerra civil no Iraque tudo parecia indicar que tempos ainda mais difíceis se aproximavam. A questão nuclear no Irão parecia não ter saída, e com os EUA a colocarem mais este país no eixo do mal, um nova invasão parecia inevitável. Sabendo nós que o Irão é um dos grandes produtores de petróleo podíamos já imaginar Bush a babar-se abundantemente sobre os mapas da guerra.
Este acordo parece vir provar a boa fé do Irão quando afirmava que só desejava, como acontece com muitos outros países, produzir energia eléctrica. Esperemos que o acordo se concretize e que os EUA desistam do seu conceito expansionista evitando assim mais mortes e o alastrar da violência e da insegurança.
Basta olhar para aquilo que se passa no Iraque, em que não há nenhum dias em que a morte não seja noticia, para entender que mais um conflito armado na zona nada resolveria vindo só a agravar a já insustentável situação. Bom agora era que alguém viesse com um plano que possibilitasse a saída dos EUA do Iaque sem deixar aquele pais entregue a uma guerra civil. Embora pareça um cenário quase impossível deveria a comunidade internacional exigir ao presidente Buh que assumisse as suas responsabilidades e que se comprometesse a abandonar o Iraque no momento em que a ONU conseguisse um acordo entre as facções religiosas ai existentes. Enquanto os EUA não entenderem que a sua omnipresença no médio oriente só conduz à existência de mais e maiores conflitos não é possível haver paz na zona.

1 comentário:

  1. O Bush é drogado em petroleo. Não vai desisitir assim da invasão do Irão. O gajo é louco

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo