quarta-feira, abril 26, 2006

Reporter do 25 de Abril 2006

Alberto João Jardim
O Bicho da Madeira a observar os "Cubanos" na Avenida da Liberdade.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

8 comentários:

  1. Eu vi, eu vi o gajo lá, e de cravo na mão, o fingido!

    ResponderEliminar
  2. Será que afinal ele é comuna? Naaaão acredito.

    ResponderEliminar
  3. ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL ALIEN DO MAL...desculpa, quando vejo este sujeito tenho tendência para berrar ALIEN DO MAL!

    ResponderEliminar
  4. O João Jardim não é uma besta
    É um energúmeno
    É um equídeo, um quadrúpede
    Um cisto alojado
    No lombo do país.
    O João Jardim não é uma besta
    É uma larva, uma ameba
    Um cefalópode com tentáculos
    Enrolados, cravados
    Nos cofres do país.
    O João Jardim não é uma besta
    É um alarve, um glutão
    É um mamão
    Que abocanha e não larga
    As tetas do país.
    Numa democracia à João Jardim
    João Jardim não existia.
    Numa democracia à João Jardim
    João Jardim não abria a boca.
    Numa democracia à João Jardim
    João Jardim era internado
    Num manicómio, num hospício
    E não seria o ingrato
    O parasita
    O carrapato
    O neandertal
    O beberrão boçal
    Que abomina, execra e renega o dia
    E cospe na democracia
    Que lhe permite vomitar disparates
    Que o engorda e alimenta
    Que lhe mantém o cu gordo, anafado
    Alapado, grudado
    À cadeira do poder
    RP

    ResponderEliminar
  5. Aquele poema sobre o jardim é deste blog
    http://eroticidades.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo