terça-feira, maio 30, 2006

Os novos "Sheriff of Nottingham"

European Union lawmakers are investigating a proposed tax on emails and mobile phone text messages as a way to fund the 25-member bloc in the future.
A European Parliament working group is reviewing the idea, tabled by Alain Lamassoure, a prominent French MEP and member of the centre-right European People's Party, the assembly's largest group.
Lamassoure, a member of Jacques Chirac's UMP party, is proposing to add a tax of around 1.5 cents on text or SMS messages and a 0.00001 cent levy on every email sent.
"This is peanuts, but given the billions of transactions every day, this could still raise an immense income," he said.
Currently the EU budget is funded through a combination of import duties, value added tax revenues and direct contributions from member states -- the so-called "Gross National Income resource", which is calculated according to wealth. [link]

Ora ai está mais uma ideia para nos sacar mais uns dinheirinhos do bolso. Infelizmente, tudo o que vejo sair da cabeça destas “sumidades”, só vem no sentido de nos cobrar mais dinheiro.
Agora são as mensagens escritas dos telefones e os e-mails a serem taxados. Para alem das dificuldades técnicas que isto poderá apresentar, (como poderão cobrar um e-mail se este estiver só existir fora do espaço europeu como sejam o Hot mail ou o Gmail, por exemplo), tudo isto não passa de mais um imposto criado para tapar os buracos económicos criados pela sua incompetência.
Estou farto desta economia neo-liberal, que em vez de nos dar uma vida melhor só nos afunda, cada vez mais, em dificuldades. Se só serve para nos fazer ficar pior então porque temos de a aturar?
Uma Europa unida, deveria tentar fazer convergir todos os seus membros para níveis de vida e de desenvolvimento semelhantes e não ser um palco de lutas fratricidas pelo poder. O que vemos são os países mais ricos a não querer suportar as maiores despesas da União, mas a quererem aproveitar as vantagens que a mesma lhe concede.
É talvez a altura de todos se sentarem à mesa e procurar saber se, neste estado de coisas, vale a pena continuar. E as perguntas a fazer são muitas:
Porque não entra a Inglaterra na moeda única?
Até que ponto a intromissão nas políticas económicas dos países membros não lhes cria mais dificuldades ao seu desenvolvimento?
Como fazer para que a Europa fale a uma só voz ao nível internacional?
Como se defende a concorrência sem leis laborais idênticas em todos os países Europeus?
Não está a Europa a perder força todos os dias a nível económico e politico no mundo globalizado?
Deverá a Europa existir se não forem solucionados os problemas que a dividem mais do que a unem?
Que responda quem sabe.
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

16 comentários:

  1. Raios! Qualquer dia temos mesmo ir para uma qualquer floresta de Sherwood lutar contra tais xerifes... Falta mesmo um Robin Hood nos dias de hoje... " Feared by the bad, loved by the good... "

    Não tenho tido tempo para andar pela net e mesmo esta visita é de médico, mas não podia deixar de cá vir :)

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Rui:
    è sempre um prazer receber a tua visita. Volta sempre.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. A táctica é criar a necessidade e depois taxar...
    Perguntas pertinentes que servem para reflectir. Já várias vozes, apesar de não serem as suficientes ainda, se levantam e interrogam sobre a utilidade da UE. Mas temos que ter um certo cuidado para não dar o "ouro ao bandido" e servir para forças hostis cavalgarem...
    Abraços

    ResponderEliminar
  4. a ue é uma criação artificial condenada ao fracasso.
    e a necessidade da obtenção de receitas a qualquer custo, é o sinal do desespero...
    a que se pode somar o pânico em que estão por não conseguirem impor aquilo a que chamam de constituição europeia...

    ResponderEliminar
  5. tb:
    O grande mal foi a total inversão de valores desde os tempos do Delore. da europa economica e social passamos para a liberal.
    bjs

    ResponderEliminar
  6. luikki:
    Com a forma como as pessoas têm visto ser aplicadas as práticas europeias é natural que desconfiem.
    Minguem quer ficar pior

    ResponderEliminar
  7. E se formos a avaliar a maneira como foram/estão gastos os fundos, a começar por cá então há sérias probabilidades da coisa piorar.
    Tenho esperança que não. Creio que o problema não é a falta de verbas. É a falta de fiscalização onde elas são gastas.

    ResponderEliminar
  8. inha:
    O problema maior é a forma como são gastas. Basta ver que mais uma vez nos vão pagar para arrancar mais vinha. Estão a matar a nossa produção para terem mais mercado para os seus produtos. Desesperados por dinheiro aceitamos, esbanjamos e depois gritamos "Crise".
    Há que por um travão a este "desfuturo"
    bjs

    ResponderEliminar
  9. acho que a Europa deve sempre existir, se nos focarmos nos problemas que a separam, perdemos a oportunidade das soluções...e já estamos a perder terreno, mas isso, também é um bocado consequencia das condições de vida privilegiadas em relação ao resto do mundo e de que tanto nos orgulhamos, não é? e agora?

    jinho

    ResponderEliminar
  10. Cristina:
    Isso é verdade, mas o que vejo é uma europa em perda e ninguem parece saber o que fazer para travar o processo. Pior, dentro da europa Há tudo menos unidade o que só pode acabar mal.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Chiça... cobrar uma taxa nos emails?? Esta gente lembra-se de cada uma. Apesar de não me parecer uma medida mínimamente exequível, fica a intenção. Esta europa começa a preocupar-me profundamente. Já não vejo uma medida de jeito há muito tempo. Enfim, vamos aguentando...
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  12. outsider:
    também eu me surpreendo com tanta imaginação, só é pena que seja sempre no sentido dos nossos bolsos.
    um abraço

    ResponderEliminar
  13. Anónimo1/6/06 19:10

    Tenho uma resposta às tuas perguntas:
    Com uma arma apontada à cabeça!

    ResponderEliminar
  14. I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
    »

    ResponderEliminar
  15. Hmm I love the idea behind this website, very unique.
    »

    ResponderEliminar
  16. I find some information here.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo