quarta-feira, agosto 23, 2006

Ó Pssst, Pssst... há pistolas a dez tostões!

Diploma promete mais segurança para uso e porte

Nova lei das armas entra hoje em vigor

A antiga lei remontava ao ano de 1949. A nova prevê “uso excepcional” de arma de fogo e a sua utilização “como último meio de defesa” pessoal ou de património. A licença prévia fica a cargo da PSP. Este novo diploma introduz ainda a figura do coleccionador de armas.
(
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/, 23 de Agosto de 2006)

E ainda há quem diga mal do sistema legislativo nacional. Então não se vê tão bem que os homens estão mesmo a trabalhar? Sim senhora, esta lei já tinha barbas…1949, isso era lá no século passado, pois. O que é que o pessoal da era dos Rambos fazia com uma lei destas? A malta agora quer é armas, pá. PUM neles! PUM! Então eu ali no condomínio mesmo ao pé do bairro dos grunhos, com a ladroagem de invejosos que anda por aí não havia de poder ter uma bazuca a postos? Isso é que era bom! Deixavam logo de estar a fazer número no desemprego. E agora com isto tudo se torna muito mais fácil: é só falar com a Ti Tété que tem um primo convexo que é irmão daquele granjola lá da PSP que o badameco passa-me logo ali a licençazinha num abrir e fechar de olhos. Leva-se o gajo a jantar, umas stripers mamalhudas, mais converseta e está no papo. Não, brincas, cá o Possidónio não está para brincadeiras e não é parvo nenhum… e depois até me posso dar ao luxo de lhes vender que sou coleccionador… “COLECCIONADOR”, chiça, fica-me mesmo a matar!
------------------------------------------------------------------------
(Reparem, amigos, no pormenor do título da notícia: Diploma promete mais segurança para uso e porte. Mas segurança para quem? Alguém me explica como é que as pessoas poderem mais facilmente adquirir armas e tê-las à mão, ao sabor das paixões humanas, pode significar mais segurança?)

12 comentários:

  1. pois é kaotica. Pasmamos perante tanta falta de vergonha. Devem mesmo pensar que somos todos parvos.
    Gosto da tua forma de escrita.
    Beijos aos dois

    ResponderEliminar
  2. De volta Kaotica?. Corrosiva?. Bom dia, abraço.

    ResponderEliminar
  3. Bravo!! Estamos a ficar evoluidos. Assim sim, estamos a ficar parecidos com os EUA esse grande icone da evolução democrática que nos prova a segurança que é ser portador de uma arma de fogo. Lá os homícidios e outros crimes violentos são muito menos que cá não são?
    Recomendo que os senhores que fazem passar esta lei, vejam o filme "Bowling for Columbine" the Michael Moore. Este filme mostra como a banalização do uso de armas diminui a violência...
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Finalmente Kaotica voltaste. Beijinho de bom dia.

    ResponderEliminar
  5. Kaotica:

    Nisto das armas estou um pouco dividido... Na teoria a arma de fogo ( usada de modo não letal ) podia ser o tal "último meio de defesa pessoal ou de património". Uns tiros para o ar conseguem ser persuasivos contra gatunagem, por exemplo... Mas... E aqui o mas é importante... Armar as pessoas é sempre complicado! Corremos o risco de criar um western à la portugaise.
    Quanto ao coleccionador, acho que é possível existir tal figura legal, desde que haja uma fiscalização adequada. O verdadeiro colecionar é uma pessoa que respeita as armas como peças de arte e nem lhe passa pela cabeça usá-las. O problema é se qualquer artolas se achar no direito de ser colecionador...

    Mas, no fundo, falar desta questão é um pouco relativo... Repara que podes ter facilmente acesso a uma arma se tirares licença de caça! É tão fácil! Qualquer desiquilibrado pode fazê-lo! E quantos milhares de armas de caça há neste país? Dezenas de milhar? centenas de milhar? E não é uma caçadeira tão ou mais mais perigosa do que uma 6,35? Já viste quantos crimes são cometidos com essas armas? Um tipo bebe uns copos a mais e zás, duas cartuchadas no vizinho, por exemplo. Julgo que nestas armas é que devia haver uma drástica redução e um apertadíssimo controlo. E afinal, caça?... Que caça? Bah! Não sei se concordas comigo, mas nunca gostei de caça. E muito menos concordo em haverem legiões de caçadores num país tão pequeno. Para muitos, a caça é a grande prova de masculinidade... Mas o quê? Disparar sobre criaturas que não se podem defender? Gostava de ver quantos caçadores haviam se os caçados também tivessem armas e ripostassem...
    Mas já estou a fugir ao assunto principal...

    ResponderEliminar
  6. Olá Kaótica!:) Gostei da escrita, sim senhora.

    Deixem só o Benfica (não necessariamente por esta ordem) perder ou o tasqueiro se recusar a servir mais vinho que logo logo vão saber o que é a segurança...;)

    ResponderEliminar
  7. Pois, eu também não gosto de caça, nem de touradas e mesmo a pesca não acho justo nem para a minhoca enfiar-lhe um anzol pelas goelas dentro. Agora se em vez de campos de golfe e daquelas guerras com tinta, que agora não me lembro do nome, se arranjassem para aí uns campitos para esse pessoal poder usar as armas à vontade, limpando-se uns aos outros e ao nosso país, seria uma... limpeza! Bjs para todos

    ResponderEliminar
  8. Eu já me sinto inseguro por saber que as forças de segurança têm armas quanto mais imaginar que cada um de nós também vai andar armado para defesa pessoal. Já estou a ver um toque entre dois carros a ser resolvido n,ão com a declaração amigável, mas ao tiro. Acabem é com as armas no mundo que todos ficaremos muito mais seguros.

    ResponderEliminar
  9. Bem, neste aspecto discordo do Kaos... Deixa-me bem mais preocupado a bandidagem que anda por aí armada. Se as forças de segurança não andassem armadas isto ia parecer uma selva e mais valia abrirmos a porta de casa à gatunagem e no fim dizer: Obrigado, voltem quando vos apetecer! E se quiserem violar ou torturar é só dizer! Obrigado, sim!
    Eu ainda não estou com vontade de abdicar daquilo que ganhei com o meu trabalho. E se chegar o dia de ter de me defender a mim e á minha família... Bem...
    Isso teria de ser numa sociedade muito diferente e certamente bastante pacífica.
    Repara que os criminosos têm verdadeiros arsenais com armas que nem o exército possui.

    Quanto às armas, não as culpo por si... Repara que o Homem sempre se matou, mesmo quando só tinha pedras, paus... Tudo pode ser uma arma... Um garfo, um arame, uma caneta mortal... Não eram tanto as armas que tinham de desaparecer, antes o ser humano que tinha de mudar. Mas tinham de ser todos ou corriamos o risco de voltar à época feudal ou cair num cenário tipo Mad Max...

    abraço.

    ResponderEliminar
  10. há muito, muito + + a fazer mas já se fez alguma coisa neste sentido. o problema é que tb deve aumentar o nº de armas não legalizadas.
    muita gente fala contra a caças, touradas, etc mas vai contente visitar, por exemplo, o Oceanário, ver o festival de golfinhos, os zoológicos,...

    ResponderEliminar
  11. First we take Manathan, then we take Berlin!

    ResponderEliminar
  12. vOU REFLECTIR SOBRE O TÍTULO: quem vai ficar mais seguro são os usadores e portadores de armas não nós, não é assim? Pois bem me parecia.

    quanto aso coleccionadores, há coisa de que devia ser proibido fazer colecções: escalpes, unhas do dedo grande do pé e armas. Mas isto digo eu que tenho como única arma letal umas maçãs que atiro (sem acertar, infelizemnte) aos terríveis gatos que insistem em atacar as minhas gatas à má fé.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo