sexta-feira, setembro 29, 2006

A Caixa de Pandora de Marques Mendes

Quando olho para o assunto da moda, a nova lei da Segurança Social, não posso deixar de estranhar, tanto o seu “timing” como a sua origem. Voltando um pouco atrás no tempo, temos de nos lembrar da dificuldade que Marques Mendes sentiu de fazer oposição ao governo do Sócrates, enquanto se defendia dos ataques que lhe eram feitos de dentro do seu próprio partido. O facto de o governo estar a executar uma politica que o PSD gostava de ter feito, mas que nunca teve coragem de assumir, de os comentadores oficias do partido estarem mais interessados em preparar os seus próprios futuros políticos do que em o ajudar e de o Sr. Silva também resolver jogar por fora, não lhe deu espaço de manobra. Desesperado, Marques Mendes balança entre as posições populistas de guerrilha local, como aconteceu por exemplo com o caso das maternidades, e o pisar o espaço político do CDS chegando-se mais para a direita.
Foi num destes deslizamentos pelas áreas mais ultra-liberais, que se lembrou de apresentar uma proposta, alternativa à do governo, sobre a segurança social. Não se lembrou, porventura, que essa mesma direita, a que se tinha colado, iria aproveitar a oportunidade para lançar uma enorme campanha mediática em defesa da causa. Sabendo muito bem que a sua proposta é irrealista e que nunca poderia ser implementada sem rebentar com a nossa débil economia, viu-se na obrigação de a continuar a apoiar. Sem números credíveis para explicar como tal proposta podia ser aplicada, esconde-se, sob o barulho mediático gerado por aqueles, que se babam por deitar o dente a esses muitos milhões dos nossos impostos. Marques Mendes abriu a "Caixa de Pandora", libertou monstros que não controla, e agora tudo o que pode fazer é meter-se a ele lá dentro, enquanto espera que o governo lhe resolva o problema, recusando a proposta. O que não pode é evitar o compromisso a que este seu acto o obriga no futuro. Se, o PSD, eventualmente, chegasse um dia ao governo, teria de vir a este passado, recuperar a sua proposta, e ele, Marques Mendes, sabe muito bem que isso não pode ser feito.
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

10 comentários:

  1. Não há remédio... Depois de aberta a caixa todos os males já estão cá fora. A Pandora meteu-se numa alhada e agora tem que se deixar ir... Resta a esperança, muito ténue e só, no fundo da caixa...
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Os males estão cá fora, e o mais grave é se um dia alguém se vê obrigado a colocá-los em forma de lei. Os glutões não vão permitir que um governo PSD não cumpra com esta proposta da SS. E, depois de aplicada já não vai ser possivel voltar atrás.
    anraço

    ResponderEliminar
  3. uma questão preocupante...muito mesmo!
    Os meninos a brincarem às coisas sérias...
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. tb:
    Não pensam no que dizem e depois quando se lhes for ver as consequências são bem mais graves do que as razões que as criaram. Oportunismos baratos que saiem caros.
    bjos

    ResponderEliminar
  5. Bem eu acho hilariante esta vossa forma de abordar os podres dos nossos politicos.

    Mas será que que ele se volta a meter dentro da sua pequena caixinha???
    Daqui a uns dias vem outra merda qualquer e já ninguém se lembra das baboseiras do baixinho.

    beijos e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  6. com caixa ou sem caixa, com mendes ou sem ele, o que vão fazer com a ss vai ser previligiar os privados com o dinheiro dos nosso impostos!

    ResponderEliminar
  7. tuché:
    O barões da Banca e dos seguros não vão deixar que o PSD esqueça esta. Eles andam loucos para deitar a mão aqueles milhões todos.
    bjs e bfs

    ResponderEliminar
  8. luikki:
    Essa também é a minha convicção, infelizmente. tem acontecido um pouco à volta de todo o mundo e agora vai acontecer cá.
    abraço e bfs

    ResponderEliminar
  9. ginjas:
    bfs para ti também

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo