sexta-feira, outubro 27, 2006

Dilema Existencio-Ministerial

Mergulhado na vida
E absorto
Vou seguindo
Atentamente
A polémica do aborto
Não posso dizer se estou seguro
Ou indeciso
Mas uma coisa é certa
Aumenta a confusão
Movem-se, encapotados,
Propósitos sinistros
Interrogo-me aflito
- Se acabam os abortos
Onde ir buscar ministros?
.
Poema retirado do "Página em Branco" e assinado por "Temível Gonçalvista"
.
Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

12 comentários:

  1. espetaculo de visual novo....parabéns...
    jinhos
    Claudinha

    ResponderEliminar
  2. Oh! Um bébé prematuro!

    Saudações!

    ResponderEliminar
  3. o grave é que o embrião socialista não pára, e já há mais abortos na calha. Experemos pelas próximas mudanças governamentais!

    ResponderEliminar
  4. Claudinha:
    Foi só mudar para um fundo preto, mas também gosto mais para este tipo de blog.
    bjos

    ResponderEliminar
  5. roadrunner:
    Ainda pensei em fazer a imagem de um aborto, mas já há tantos por ai.
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Zé Leitão28/10/06 01:18

    A malta entretem-se muito com folclore.
    O que é que cada um de nós está realmemte disposto a fazer?

    ResponderEliminar
  7. consciencia:
    E quando olhamos, descobrimos que os há por todos os lados
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Zé Leitão:
    Dá-me uma ideia (logia) de futuro e estou disposto a tudo
    abraço

    ResponderEliminar
  9. eu também lá vi este e achei muito bem "esgalhado". Há pessoas mesmo boas artistas.
    E de facto, talvez tanto "barulho" que certos senhores fazem seja por causa disso... ;)
    jinhos

    ResponderEliminar
  10. tb:
    Por acso conheço o autor e é um militar de abril já fastado. Gente boa e que acreditou que era possivel fazer disto algo diferente. Tenho tentado que ele colabore aqui no blog, mas está dificil.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. É kaos, ainda bem que ainda há disso. Seria uma excelente aquisição para este jardim. Será que se eu lhe enviar daqui um estímulo, ajuda alguma coisa?
    Espero que sim, diz-lhe que ele escreve e pensa muito bem e que gente assim precisa-se!
    Jinhos

    ResponderEliminar
  12. tb:
    Vou levar-lhe o teu recado. Era bom que ficasse registada uma outra versão da realidade do verão quente por alguém que o viveu por dentro. Talvez algumas das duvidas daqueles tempos podessem ficar esclarecidos. Quem sabe ainda venha a ser possivel.
    bjs

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo