sexta-feira, outubro 27, 2006

Os Grandes Portugueses

Surgiu agora, em forma de programa televisivo, a ideia de escolher os Grandes Portugueses que andaram por este Jardim à beira-mar plantado. A RTP, incentivadora desta ideia, começou por fazer uma lista indicativa de alguns nomes que poderiam ser alternativas para essa escolha. Ai, não surgia o nome, e muito bem no meu entender, de um tal António Salazar, o que desde logo gerou controvérsia junto de alguns saudosistas desse passado cinzentão. Erradamente a televisão pública arrepiou caminho e acrescentou o seu nome, ao rol dos “colunáveis”, o que só por si é uma ofensa, já que uma figura tão sinistra, que criou uma PIDE, utilizou a perseguição politica, a censura, a prisão, a tortura, o assassinato e manteve uma guerra colonial durante mais de uma década, como forma de perpetuar o poder, não é certamente um Grande Português. No entanto, para todos aqueles que ainda suspiram por esses tempos aqui fica a minha visão do animal.
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

21 comentários:

  1. Restruturei o meu blog, e adicionei o teu blog aos meus links.
    Era uma falta imperdoável ao melhor blog do género que é o teu, na minha opinião.

    ResponderEliminar
  2. Sem comentários! O Nosferatu?


    BeijInha

    ResponderEliminar
  3. Amigo, falta aqui uma moldura, ao homem que caíu da cadeira !
    Abençoada cadeira.

    beijo grande

    ResponderEliminar
  4. dae-su-oh
    Já lá fui dar uma vista de olhos. Depois com mais tempo hei-de dizer de minha justiça :)
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Ainda quero dizer o seguinte:


    Mal seria se Salazar não fosse, uma figura incómoda para o Portugal Democrático dos nossos dias.

    Quer queiramos ou não, esta figura faz parte do nosso Património Histórico.

    Recordá-lo, poderá ser uma forma pedagógica, de lembrar ás novas gerações _______ que:

    ___________________ FASCISMO, NUNCA MAIS !!!

    Certo, kaos ?

    ResponderEliminar
  6. Robino:
    Obrigado
    um abraço

    ResponderEliminar
  7. inha:
    E é porque não me lembrei de nenhum ser pior. Até de aspecto é semelhante o bicho
    bjs

    ResponderEliminar
  8. Diana:
    Se falta a moldura é só mesmo à cadeira.
    Recordar o animal para lembrar o valor da liberdade é uma obrigação de todos nós, mas considerá-lo como um grande portugues é uma ofensa a todos os que sofreram a ditadura.
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Entendo o que escreve.

    Se "grandes portugueses" forem só os "bons" portugueses. Concordo consigo.

    Mas se "grandes portugueses", significar "portugueses" que "marcaram" o nosso Povo, o nosso País, o nosso destino ....

    Salazar foi um "Grande" Português !

    "Marcou-nos", _____________ sem número a azul tatuado no braço !

    beijos

    ResponderEliminar
  10. Diana:
    Penso que sim, que os Grandes Portugueses foram aqueles que deixaram algo de bom. Não acredito que alguem possa chamar grande a um Hitler. E, corre-se o perigo de ganhar, porque a maioria das pessoas vai escolher os Camões ou os Afonssos Henriques e só o Salazar e o Cunhal vão reunir votos militantes.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Enfim...esta não lembrava ao diabo...só mesmo aos que dirigem um canal pago com os nossos impostos.
    Parabéns pelo novo look. Quando aqui entrei pensava que me tinha enganado. :)
    jinhos

    ResponderEliminar
  12. tb:
    Cederam às vozes da critica. normal mas triste.
    Quanto ao look foi uma experiencia. Já estava um pouco farto do outro. Só não sei de deixe em preto ou se mude para branco.
    bjs

    ResponderEliminar
  13. julgo que estação oficial do regime está a utilizar uma forma dissimulada de branquear e enaltecer um ditador...
    talvez a preparar o caminho para o próximo....

    o novo "template" é muito mais bonito!
    embora preferisse um fundo branco.

    ResponderEliminar
  14. luikki:
    Pensei no branco, mas como eu vivo mais das imagens o preto dá-lhes mais vida. Ainda hei-de fazer a experiencia.
    abraço

    ResponderEliminar
  15. Sou dona de uma excelente memória visual e por isso às vezes não gosto logo da mudança, porque no "ficheiro" está uma identificação agregada, mas gosto. Em relação ao fundo peto ou branco, desdes decidir tendo por base a cor das iamgens que usas. É importante para que estas realcem. O texto não é tão importante na decisão da mudança.
    É a minha modesta opinião, claro!
    jinhos

    ResponderEliminar
  16. tb:
    Eu sou preguiçoso, mas fartp-me das coisas com muita rapidez. Até estranho ainda estar a fazer este blog desde janeiro. Normalmente já teria mandado isto tudo para as urtigas e estar a pintar, tirar fotografias ou outra qualquer coisa. Foi esta amizade e apoio que aqui encontrei que me tem feito continuar.
    Quanto à cor de fundo, sempre gostei do preto, mas como sou maluco também gosto do barnco. Vai depender sempre da disposição de cada dia.
    bjs

    ResponderEliminar
  17. tb:
    O mal do branco, como sempre ouvi dizer é que se suja muito. :)
    bjs

    ResponderEliminar
  18. pois é, kaos, estou de acordo contigo... :)
    Em relação ao teu blog, seja o fundo que for ele será sempre um dos meus preferidos.
    bjs de várias cores. :)

    ResponderEliminar
  19. tb:
    Obrigado e este blog cada vez mais swó tem razão de ser por haver gente como tu que me dão o animo nos momentos em que me pergunto se vale a pena. Claro que tu me mostras sempre que sim.
    Um muito obrigado por isso e não só.
    bjs

    ResponderEliminar
  20. Miguel Primo de Rivera29/10/06 20:57

    Professor Doutor António Oliveira Salazar para ti. E para que saibas o melhor Português foi Rosa Casaco, que impediu que a "hecatombe" fosse mais cedo.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo