quinta-feira, outubro 26, 2006


A RTP pública reciclou Maria Elisa da sua actividade "paradiplomática". Apesar de reciclada, exala um odor nauseabundo, possui um poder de toxicidade elevado e encerra um oportunismo mediático. É um produto não biodegradável com um ciclo de vida eternizado pela RTP. E, é pena!
AMARCORD

8 comentários:

  1. Esse era um lixo que bem podiam por no garbage londrino.

    ResponderEliminar
  2. e mais nada....assim com poucas palavras se diz tudo. Parece-me conhecer este estilo...
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  3. tb:
    Pelos vistos já sabes quem agora se chama de Amacord.
    bjs

    ResponderEliminar
  4. como vão começar a incinerar resíduos perigosos...

    ResponderEliminar
  5. Não acredito que se possa coincinerar esta mulher!!!!Ela tinha que ser colocada numa capsula espacila e despachada para Marte....com um bocadinho de sorte ela morria com o proprio odor pelo caminho e a humanidade ficava salva deste aborto...só tenho pena se ela chega a Marte viva pobres dos marcianos...
    jinhos

    ResponderEliminar
  6. Claudinha:
    Uma ecologista como tu a querer poluir o Universo. Que vergonha!
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Aproveitem esta para iniciar a queima nas cimenteiras...

    ResponderEliminar
  8. anonimo:
    Será que se consegue incenerar? Tenho duvidas.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo