terça-feira, maio 29, 2007

Não me apetece nada ser flexivel

No “Prós e Contras” de ontem foram recordadas duas frases ditas no passado, uma do Economista Daniel Bessa “Se tudo correr bem o desemprego vai aumentar” e outra do próprio Ministro, Vieira da Silva, “Se a flexigurança, não nos entrar pela porta, entra-nos pela janela”. Somos presas indefesas da flexibilidade e o desemprego vai aumentar ainda mais, pelo que posso portanto concluir que tudo está a correr bem. Mas será que somos mesmo vítimas de uma inevitabilidade internacional, ou de mais uma mistificação nacional. É que como disse o Ministro do Desemprego e da Flexibilidade Social, vai ser durante a Presidência portuguesa da EU que o assunto vai ser agendado para discussão. Pelos vistos os nossos políticos desejam a sua implementação, bem mais que os outros. Pelos vistos somos nós que a queremos impingir, para depois podermos encolher os ombros e baixarmos a cabeça perante a inevitabilidade de termos de viver com a flexi, que para a segurança não vai haver dinheiro. Ou, como dizia um dia destes uma Presidente de uma dessas confederações do pessoal do “papel”, não sendo possível dar a segurança pode-se trocar pelo trabalho precário. Isto é, acabam com o trabalho precário, para quem já o tem, para passarmos todos a poder ser despedidos a qualquer momento. Bom negócio, trocam um presunto por um porco.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

28 comentários:

  1. Somos vitimas de uma mistificação nacional.

    Foi "decidido" internacionalmente e ajudados pelo sentimento de inferioridade, desejo de agradar ,e temor reverencial dos políticos portugueses - da actual classe política - que deveria Portugal aceitar ser pobre, ser um país de "serviços",um país de turismo, um país de mão de obra apenas qualificada para esses sectores.

    Os políticos portugueses - aquilo a que se chama "a elite", decidiu trair.

    Trair é o nome do jogo.

    Como tal está a desmantelar todas as áreas que impliquem gasto de dinheiro a formar pessoas extremamente qualificadas em áreas que não estas acima.

    Pelo meio, os sectores destas áreas a transformar serão, nalguns casulos, retirados da concorrência internacional e "oferecidos" aos privados portugueses para que estes continuem a produzir mau serviço, mas com lucros altos garantidos e quotas de mercado asseguradas.

    Uma falsa concorrência.

    Esta estratégia pressupõe - logo à cabeça - que 2 milhões de portugueses são dispensáveis, e que mais 6 sejam extremamente pobres mesmo vivendo em Portugal.

    1,5 milhões viverá extremamente bem e dirá que a culpa dos pobres é de serem pobres - a culpa é deles e 3,5 viverão num novo patamar de classe média, pobres mas que lutarão para manter esse estatuto de pobreza disfarçada.

    É por isso que o ano passado saíram 100 mil pessoas deste tugúrio e ninguém se importou minimamente com isso.

    Quando isto estoirar o mesmo grupo de palhaços que agora defende isto e defende privatizações e liberalização da economia, mudará de discurso( vide P.Portas já a começar...) e passará a preocupar-se muito com "o social" e a solidariedade.

    Entretanto esta merda fica toda fodida. E não restará pedra sobre pedra.

    Pelo meio temos os sindicatos.
    Representam aquilo que Eça queiroz dizia que os monges e os frades representavam no século 19.

    Dão colorido à paisagem.
    Um tom pitoresco.

    ResponderEliminar
  2. É o cúmulo! Olha, não há ponta por onde se lhe pegue. Quando é o próprio estado a incentivar o subemprego!!!


    BeijInhas, Kaos

    ResponderEliminar
  3. Deixa, não tarda nada podemos superar a China em termos de direitos do trabalho e além disso contenta-te porque não tarda muito esses gajos estarão todos no olho da rua (só é triste é que esses já trataram e bem de assegurar o futuro, para eles só há segurança, para nós só há flexi!) Os europeus devem-se rir de nós lá nas altas esferas da UE pois devemos ser o governo mais pulha, que mais lhes apara os golpes.
    Bjos

    ResponderEliminar
  4. em face das declarações/intenções desta verddeira corja não me repugna absolutamente nada o uso de violência para a eliminar!
    lamento, mas não consigo ser bonzinho nem politicamente correcto porque vejo todos os dias trabalhadores a serem explorados e abusados...
    abraço

    ResponderEliminar
  5. Perdemos diariamente direitos, poder de compra, segurança, serviços sociais, emprego...
    E em cada passo da degradação das nossas vidas, vêm descaradamente estes senhores, assegurar-nos que é para nosso bem!
    - Sadismo! Como não sou masoquista, amanhã vou fazer Greve!

    ResponderEliminar
  6. Kaos, que tal um logo para "blog's aderentes à greve"? Todos nós o colocaríamos durante as 24h e poder-se-iam fazer comentários. Com um pequeno texto e tag's eficazes para entrar nas pesquisas dos jornalistas. Parafraseando o João Rato: "Os bloguistas têm uma palavra a dizer no dia da Greve Nacional:
    cologue um cartaz da greve e não post dia 30"
    Bj

    ResponderEliminar
  7. Thank's!!! À meia noite, lá estará!!! Passo a transcrever uma conversa entre mim e o antimalaiazul:
    "Sim, colocar o mesmo post pelas 00h00 de 30/05 no máximo de blogs com
    alinhamento grevista! E só voltar a inserir posts às 00h00 de 31/05.
    Atenção às tags ou seja ao que for que permita a sinalização global
    de busca...

    Ir fazendo a coleta dos blogs aderentes durante a jornada e enviar os
    links para tudo o que é press / TV's / rádios e on-lines infos.

    Voto em chatear a criatividade do Kaos para idealizar tal
    "infografia" ou o que seja

    hasta

    Em 2007/05/29, às 12:40, Moriae Moriae escreveu:

    > Acho que deviamos fazer e deixar umas palavritas sobre isso antes
    > da meia noite, o que dizem?
    > E aos mais ausentes, apareçam, ok?
    > Beijinhos a todos!
    > Margarida"

    ResponderEliminar
  8. Mas o Kaos antecipou-se ;)
    Estou contente! Desculpa a overdose de comentários, sim amigo?
    Jis!

    ResponderEliminar
  9. O que já acabou foi a vergonha!

    ResponderEliminar
  10. Kaos, será que estará receptivo à proposta da Moriae, de nas poucas horas que nos faltam, podermos dar um contributo de protesto para a Greve de amanhã!
    Seria um acto revelador de que as palavras que por aqui espalhamos se podem unir quando o sino toca a rebate!
    Porque acredito nos sonhos que povoam os "gardens" e sinto dia a dia a força do caos que nos empurra, vamo lá!
    Se conseguirmos a aderência dos blogs mais populares (sem ofensa, claro!)até às zero horas de hoje mesmo poderemos construir um grito
    de "assim não!".

    ResponderEliminar
  11. Não percebo nada de blogs, apenas os vejo, não faço a mínima ideia de como criar uma coisa destas.
    O Kaosinthegarden é um blog fabuloso, com uma característica: tem os melhores comentários que tenho visto em blogs.
    Este do Pedro Silva vou guardar nos "Meus documentos", para enviar a amigos e inimigos, a toda a gente, e quando não compreender o que se está a passar em Portugal, clico duas vezes no dito.
    Bem hajam...

    ResponderEliminar
  12. "rir de tristeza".

    Bom blogue!!!

    Abraço

    Paulo

    ResponderEliminar
  13. hENRY pOTE29/5/07 19:44

    Flexível, NUNCA!
    Erecto, SEMPRE!

    ResponderEliminar
  14. Pedro Silva:
    Gostei do teu texto. Se não te importares poderei colocá-lo num post futuro.
    abraço

    ResponderEliminar
  15. inha:
    O Estado e ao grande capital misturam-se
    bjs

    ResponderEliminar
  16. Kaotica:
    A europa vai-se rindo de nós, mas muitos dos fajutos portugueses vão conseguindo uns lugarzitos lá junto sabujos
    bjs

    ResponderEliminar
  17. luikki:
    É na mão dos trabalhadores que está a força da indignação
    abraço

    ResponderEliminar
  18. joão rato:
    O que me espanta é que essa história já tantas vezes contada ainda engane alguém.
    abraço

    ResponderEliminar
  19. Moriae:
    Comentários nunca são demais. Vamos tentar juntar a informação no fim do dia para fazer um post sobre o assunto
    bjs

    ResponderEliminar
  20. anonimo:
    Então que acabe também a nossa paciência
    abraço

    ResponderEliminar
  21. João rato:
    Quantos mais melhor, mas mesmo que sejamos poucos o grito está lá. Eu, por exemplo espero que cerca de mil visistantes saibam que eu fiz greve. Todos juntos seremos muitos
    abraço

    ResponderEliminar
  22. anonimo:
    Criar blog é igual a facilidade. É ir ao blogger e em três tempos está criado. Depois é só começar a escrever. Se houver duvidas nós ajudamos
    Agradeço as tuas palavras e tenho realmente sorte com os amigos que se vão fazendo e aparecendo por aqui.
    Volta sempre
    abraço

    ResponderEliminar
  23. Paulo Sempre:
    Obrigada e bem vindo.
    abraço

    ResponderEliminar
  24. henry:
    Esse é o espirito que pode fornicar a socretina
    abraço

    ResponderEliminar
  25. É tão maravilhoso tudo o que dizem que fazem que fico até pensando porque não o praticam com eles...Ainda estive a ouvir um bocado, mas não aguentei tanta aberração e falta de carácter.
    jinho

    ResponderEliminar
  26. Pedro silva:
    Obrigado
    abraço

    ResponderEliminar
  27. tb:
    Eles até a vergonha já perderam e já dizem tudo em voz alta. Triste
    bjs

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo