sábado, junho 30, 2007

O "Chibismo"

Todos nós temos na memória o que se tem passado em Portugal nos últimos tempos. Já aqui falei muitas vezes do cheiro a medo que se sente. O caso Charrua, o processo do blog “Do Portugal Profundo” e agora o caso da destituição da Directora de um Centro de Saúde, pelo Ministro, são as pontas visíveis de um icebergue bem mais profundo.
Quem visita a Internet pode agora aceder a um site, “Linha Alerta” que tem como o objectivo a denúncia de pedofilia e racismo em sites da Internet. Até aqui tudo poderia parecer normal, mas para além de possibilitar o anonimato nas denúncias, podemos ler num esclarecimento existente no “FAQ”.

"Que tipo de conteúdos posso denunciar?
Numa fase inicial a interface que permite efectuar uma denúncia está restringida a conteúdo público armazenado na Internet. Numa fase posterior será incluída a possibilidade de denunciar conversas em salas de conversação públicas ou privadas, assim como mensagens de telemóveis. De notar que entretanto é possível denunciar este tipo de conteúdos através dos mecanismos de denúncia auxiliares como o E-mail e telefone mencionados na secção de contactos."

No mínimo podemos sentir que o amanhã poderá ter muitas paredes, com muitos ouvidos.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

17 comentários:

  1. sarcástico30/6/07 09:29

    No Estado, qualquer denúncia anónima a uma qualquer inspecção geral é sempre verificada, contaram-me que se encontram a decorrer inspecções por este tipo de denúncias (e algumas tipo «queixinha» inconsequente)...
    Uns amigos há dias levantaram uma questão, a meu ver, pertinente: aquele grupo de humoristas famosos que eu aprecio, tem mencionado aquele(s) que nós não podemos referir em matérias de credibilidade académica ou aceitação popular, tiveram também o acto inteligente de construir um determinado cartaz que afixaram no Marquês de Pombal (salvo seja)e não são processados (e ainda bem), isto por serem tão mediáticos! Aqui teríamos como resposta um levantamento popular que poderia ter atingido proporções de uma dimensão imparável.Viva o humor, mas o que penso é que não se devia ocupar máquinas jurídicas com «Guerras do Alecrim e da Manjerona», se há atitudes a analisar e bons nomes lesados (???) penso que existem (ou deveriam existir) outras instâncias mais directas e menos coercivas da liberdade de expressão. Digo outras instâncias também extensivas ao cidadão comum .Deixem aos tribunais a resolução de casos pesadíssimos que envolvem vítimas sem capacidade de defesa própria, como situações de abuso de menores e para as quais os portugueses não têm visto resposta, estando a morosidade a ultrapassar as piores expectativas!
    abraço

    ResponderEliminar
  2. Estou a entender... Se frmos mediáticos podemos dizer o que quisermos... se não o formos é melhor termos cuidado com o que dizermos e com o que escrevemos... Poderíamos ter a noção que palavras as leva o vento, mas nem isso é correcto...

    Poderia dizer que não tenho medo, mas o medo está lá... No entnato, não me impedirá de dizer o que penso... e muito menos de o escrever...

    ResponderEliminar
  3. Zé Manel30/6/07 12:02

    A Inquisição regressou, com tudo que teve de mau! (Desculpem, mas não encontrei nada de bom em toda a documentação que encontrei...).
    Bufaria, denúncias anónimas, enfim, o verdadeiro estado policial!!!
    E não lhe chamem pidesco, por favor, porque a PIDE, ao pé destes, era constituída por meninos do côro...!!!
    Linha Alerta... nunca pensei rever isto na minha vida.
    Ah, curiosamente o blogue "Doportugalprofundo" leva sempre mais tempo a "entrar" que os outros...
    E eu, na minha santa ingenuidade, pergunto: Porque será???

    ResponderEliminar
  4. sarcástico30/6/07 12:23

    Ocorreu-me mais uma achega: se da cimeira europeia saíu a deliberação da redução na emissão de gases (para travar o aquecimento global), pode ser que as «bufas» acabem por ser eliminadas! (esta não me saíu lá muito bem)...

    ResponderEliminar
  5. Caro Kaos: É pior o que lá está.
    É que se se quiser, este blog ou o meu ou qualquer outro pode ser denunciado por "conversas impróprias", mesmo não o sendo.

    Ou seja, se eu disse que estou insatisfeito com o o governo, numa sala de chat, essa conversa poderá ser "imprópria".

    Eu cada vez gosto mais da auto proclamada esquerda...e obviamente que estou a ser irónico...

    ResponderEliminar
  6. No caso do Charrua e de Vieira do Minho, sabe-se quem foram os bufos. Isso é muito importante. Importa rapidamente estigmatizá-los. Arruinar-lhes a vida. Pode ser que isso desencoraje os próximos bufos. Eu quero ver publicados, e depressa se faz favor, os nomes dessa gente.

    ResponderEliminar
  7. Kaos eu cada vez fico mais assustada com o rumo que as coisas estão a levar.
    Li o que o Zé escreveu e já tinha reparado no que ele mencionou sobre o Blog do Portugal Profundo. É muito mais lento, temos de ter paciência até conseguirmos entrar.

    A diferença entre o que se passava no tempo do Salazar e o que se está a passar agora é simples: na altura as pessoas sabiam com o que estavam a lidar. Agora, as coisas estão a ser feitas de mansinho, pela calada...mas o objectivo é o mesmo; apanhar quem diga mal do governo.

    É triste, é assustador e gostaria que isto fosse mais publico...que as pessoas abrissem os olhos porque ainda no outro dia estava a comentar o caso do António e responderam-me: se ele insultou, tem de responder pelas suas acções. As pessoas não têm noção da gravidade do que se está a passar. Isto é o que eu vejo.
    kisses
    p.s vai ao meu Blog e já agora lê a petição, caso ainda não tenhas feito.

    ResponderEliminar
  8. EU DISSE ASSIM, LÁ, NA TAL'LINHA'
    É execrável, esta linha 'aberta a tudo' no futuro.
    Eu tive um movimento íntimo de recuo quando pensei escrever esta mensagem, Só que! nada tenho a perder porque os mninos não chegam cá.
    O ENDEREÇO DE E-MAIL é
    report@linhaalerta.internetsegura.pt

    ResponderEliminar
  9. Sarcastico:
    Quanto pior funcionarem os tribunais mais eles podem controlar as suas decisões. A corrupção rescreve e nós somos mantidos sob a ameaça da condenação. SEm mudar o sistema judicial não podemos mudar o futuro.
    abraço

    ResponderEliminar
  10. professorinha:
    Eu também não sou mediatico e isso nunca me impedirá de falar. Eles podem ser poderosos, mas não me metem medo.
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Zé Manel:
    No antigamente lembro-me de termos medo de falar até com os amigos. Nunca sabíamos se no dia seguinte éramos chamados a ter de ir dar explicações à PIDE. Não quero voltar a esses tempos nunca mais.
    abraço

    ResponderEliminar
  12. Sarcástico:
    Se os eliminássemos a eles já seria bom para retirar muita porcaria deste mundo.
    abraço

    ResponderEliminar
  13. Pedro Silva:
    O problema aqui não é esquerda ou direita, mas somente de liberdade. Essa, tem de ser defendida e se desejarem calar a nossa voz só deve fazer com que gritemos ainda mais alto
    abraço

    ResponderEliminar
  14. Luis:
    Os bufos devias ser escarrados por todos nós. Se até os seus amigos os desprezarem talvez pensassem melhor antes de bufar.
    abraço

    ResponderEliminar
  15. Alien:
    Tensa toda a razão quando dizes que o que se passa é grave, mas isso é mais um motivo para vencermos o medo e gritarmos mais alto. Se nos calarmos só lhes estamos a dar a vitória, e isso é aceitavel
    bjs

    ResponderEliminar
  16. Pirata vermelho:
    Uma boa ideia essa de todos mandarmos mensagens a reclamar dos sites do governo. Afinal são do mais pronográfico que existe.
    abraço

    ResponderEliminar
  17. Kaos

    Salvo melhor opinião, até temos de ter cuidaddo com o que não dizemos.
    Está difícil

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo