sábado, junho 30, 2007

A Queda e a Democracia Europeia

Ontem todos ouvimos uma boa notícia. As sondagens davam finalmente uma queda forte nas intenções de voto neste governo de Sócretinos. Finalmente parece que os cidadãos atingiram o limite da paciência e resolveram começar a castigar as suas politica de destruição do estado social e dos direitos de quem trabalha. Uma boa noticia, mas que acaba por saber a pouco. Afinal não nos podem os esquecer que não vivemos numa verdadeira democracia, em que caiba ao povo a escolha do seu destino. Para já não falar no verdadeiro país de alterne em que fomos transformados, com a Comunicação Social a fazer o seu trabalho de nos ir vendendo, alternadamente o rosa e o laranja, consoante as conveniências do momento, temos a questão mais grave; a das Regras e leis da União Europeia. A Europa impõe-nos um caminho de globalização liberalista e capitalista do qual não nos podemos desviar. Um governo não pode, por exemplo, decidir que sectores considera vitais para o Estado e que por isso considera deverem estar na mão do sector público. Não pode decidir da sua politica económica, social ou mesmo da sua relação com outros países. Basta ver que recentemente a EU, afirmou não poder melhorar as sua s relações com Cuba por ai não existir uma verdadeira democracia, mas tem cimeiras marcadas com a China e Rússia para aprofundar as relações económicas. Como se não bastasse a hipocrisia que os políticos dos partidos do regime, PS e PSD, sempre mostraram, ainda temos de alinhar com a do resto dos líderes Europeus ou seja, por ricochete, com a do assassino Bush. Quando nos é negada a possibilidade de escolhermos o nosso caminho e as nossas politicas, não vivemos num país democrático. Quando somos sujeitos a leis, decretadas por uma Comissão Europeia para a qual não votámos, não vivemos numa Europa democrática.
É por isso que a notícia da queda do Sócrates nas sondagens, não me deixa assim muito descansado. Quando finalmente o povo português correr com ele, lá virá um qualquer laranja continuar o que o rosa fez. Só lutando por um país livre das correntes europeias, um país independente e soberano, onde as alternativas sejam reais, poderemos falar de democracia e liberdade. Só aí a queda do Sócrates será um excelente noticia.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

35 comentários:

  1. Bem visto. A seguir a estes ps virão outros psd. Eu sempre achei que a grande diferença entre o ps e o psd era o d. Mas a verdade é que me começo a sentir sufocado com este ps, como alguém disse, partido do sócrates.

    ResponderEliminar
  2. Carta aberta à blogosfera portuguesa
    http://compapasebolos.blog.com/

    ResponderEliminar
  3. http://provedordosblogs-liberdade.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. O Kaos está a escrever cada vez melhor.

    Dizem jornais de hoje que T dos Santos, quando da Presidência Portuguesa na UE, vai apertar com os Franceses para que cumpram as metas do défice. Os Europeus, especialmente os Franceses, vão ficar impressionados com a liderança e apoiar os nossos "magriços" para que de vez levantem a Europa, todos a respeitar o défice como nós.
    Será que o Gov Português se vai mudar para mais altos destinos, por convite expresso da UE, abandonando o barco?
    Todos, até os Directores Gerais?
    E nós, ficamos sem Governo?

    HUGH

    ResponderEliminar
  5. Quem cala consente

    http://povileu.blogspot.com/2007/06/quem-cala-consente.html

    ResponderEliminar
  6. henri pote30/6/07 20:57

    Que bom seria se ficássemos sem governo !!

    ResponderEliminar
  7. "Quando somos sujeitos a leis, decretadas por uma Comissão Europeia para a qual não votámos, não vivemos numa Europa democrática."


    Kaos, não podia estar mais de acordo contigo. Excelente texto. A minha questão é: o que fazer? Como é que damos a volta à "coisa" agora?

    Dizer "adeusinho" nós vamos andando? As coisas não funcionam assim, estamos metidos nisto até aos cabelos, como sair agora? Entrámos no barco e não sei como fazer para o abandonar. Entendes?

    Quanto ao governo dos Sócretinos,duvido que "os senhores que se seguem" quando se der a queda façam PIOR! Estou cansada de tanta mer%a!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Pois é, Kaos. Tens toda a razão. O problema que se nos coloca é quem é o senhor que se segue...
    Voltei de uma semana sem net, vou ter muito que ler. :)
    jinhos

    ResponderEliminar
  10. Estas tendências de voto
    não determinam a mudança
    nem destes eu já gosto
    pois voltamos a mesma dança

    ResponderEliminar
  11. Isto anda tudo farto de uns e outros, mas em Lisboa um destes vai ganhar a Câmara. Com quantos votos não sei. Mas mudar não mudam. Depois queixam-se.
    Estes vigaristas todos precisam de uma enorme lição. A abstenção será muita mas a A2,a A1, as pontes e a A8 nesse dia vão ter forte trânsito de boys. Que não utilizarão a Via Verde, preferindo parar para pagar a portagem, guardando o talãozinho para memória futura. Como faziam dantes os que iam às manifestações ao Estádio Nacional, no 28 de Maio.
    Quantos estarão a torcer a orelha por se terem desfeito da farda da mocidade. Aquele cinto com um "S" dava um jeitão.

    ResponderEliminar
  12. Esqueci-me de assinar, não sou Anónimo. Sou o Mata-Ratos

    ResponderEliminar
  13. Já não se percebem bem os limites, há mais de 4 ou cinco anos que ouço muita gente a dizer que batemos no fundo.
    Pelos vistos não há fundo,e agora até é possível confundir sondagens com cofragens, digo, socragens.

    ResponderEliminar
  14. Solução imediata:

    1. exigir referendo ao tratado europeu.
    2. Após marcação de data, ir votar NÃO.

    Solução imediata:
    1. blogs a exigirem que exija referendo europeu.

    Solução imediata:
    Blogs a denunciarem e a explicarem situações que se estão a passar nas mais variadas áreas do país e a comunicarem uns com os outros esses assuntos.

    A nível pessoal, não deixar de apresentar reclamações, quer em relação a serviços públicos, quer em relação a serviços privados.

    Mostrar de forma sistemática descontentamento com o actual estado das coisas.

    Trocar informação acerca do que se pretende fazer, por parte de governos e empresas privadas em relação a preços e serviços e a tudo o que afecte os cidadãos.

    Não deixar de fazer isto sistematicamente; evitar ao máximo a politização disto feita por partidos políticos.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo1/7/07 04:25

    Solução imediata de acordo.

    ResponderEliminar
  16. Que venha a merda do Mendes! Já estou farto do cheiro da merda do Sócrates!
    De facto o pior sistema a seguir ao sistema do partido único é o sistema dos dois partidos.
    O Sócrates andava tão entusiasmado com as sondagens que começou a mexer também na liberdade de expressão! Ainda bem!
    Em resposta a populaça advertiu:
    - Aí páras!!!

    ResponderEliminar
  17. O grande problema é que nós estamos todos a servir de colchão de queda...

    ResponderEliminar
  18. Anónimo1/7/07 15:21

    Assim que vi o boneco instintivamente imaginei a queda amortecida por arame farpado.
    A sério, foi o primeiro pensamento que tive. Isto está mau. Já me disseram: deixa-te disso.

    Hugh

    ResponderEliminar
  19. Luis:
    Eles alternam-se no poder para continuarem continuar as politicas uns dos outros. O objectivo final é identico para os dois.
    abraço

    ResponderEliminar
  20. anonimo:
    Obrigado, já lá vou dar um salto
    abraço

    ResponderEliminar
  21. anonimo 2:
    Obrigado, já lá vou dar um salto
    abraço

    ResponderEliminar
  22. Hugh:
    Obrigado. Era bom que se fossem todos embora, mas não aquela gente vai manter-se por aí a tramar-nos a vida. Os Europeus nunca aceitariam as mentiras desta gente.
    abraço

    ResponderEliminar
  23. Povileu:
    Já lá vou ver
    abraço

    ResponderEliminar
  24. Henry:
    Um bom sonho, mas não passa disso.
    abraço

    ResponderEliminar
  25. Alien:
    O que fazer? è simples, basta colocar exigencias e não aceitar as regras com a cabeça sempre a dizer sim. Vê como os polacos apertaram com a UE e conseguiram resultados. Não somos obrigados ser cãeszinhos bem educados
    bjs

    ResponderEliminar
  26. TB:
    Bem vinda. Boas leituras
    bjs

    ResponderEliminar
  27. Contradições:
    Também eu não gosto destes e não vou gostar dos próximos. O nosso fado.
    abraço

    ResponderEliminar
  28. anonimo:
    Infelizmente a Com. Social faz os vencedores e os derrotados. Não votar não é a solução, mas encontrar alternativas crediveis. Uma luta dificil mas que temos de fazer. O regresso a outros tempos em nada melhoraria a nossa vida.
    abraço

    ResponderEliminar
  29. anonimo:
    É um poço bem profundo este onde estamos a cair.
    abraço

    ResponderEliminar
  30. Pedro Silva:
    As tuas ideias são boas e devem ser seguidas, mas não nos podemos esquecer que vamos ter como opositor a Com.social ao serviço do poder. Uma luta dificil mas que tem de ser contuinuada.
    abraço

    ResponderEliminar
  31. anonimo:
    Todos nunca seremos demais.
    abraço

    ResponderEliminar
  32. João Rato:
    O pior é que eu não quero ver o próximo a fazer o mesmo que este. Há que criar alternativas e fazer a diferença. Se a votação não dá que venha a revolução
    abraço

    ResponderEliminar
  33. Maria Lisboa:
    E teremos de estar? Eu não quero aparar a porcaria que les fazem
    bjs

    ResponderEliminar
  34. Hugh:
    Se o chão fosse o de uma pocilga de porcos já ficaria satisfeito.
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo