quinta-feira, junho 28, 2007

O Vampiro ainda mexe

Ontem de manhã a TSF, no seu fórum discutiu o Livro Branco das Relações Laborais apresentado pelo governo. O tal que o Ministro Vieira da Silva, já afirmou dever estar discutido e no parlamento já em Janeiro de 2008 e para o qual quer uma aprovação dos sindicatos ou então avança sozinho. Mas, certamente, a UGT vai-lhe fazer o favor. Como dizia, a TSF foi desenterrar como convidado, o execrável e cadáver político “Bagão Félix”. Não ouvi, mas a indignação demonstrada por alguns amigos sobre a sua prestação, assentam que nem uma luva na ideia que dele faço. Nada entende de pessoas, não consegue imaginar o que é passar fome, nem o que sente quem vê aproximar-se a data da prestação e não tem dinheiro para a pagar, não entende o que é sobreviver nesta sociedade que arrogantemente defende. Como disse, não o ouvi falar, mas só o saber que tinha falado fez-me ter o desejo de lhe fazer um boneco. Uma espécie de exorcismo da coisa e, como posso, fiz.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

6 comentários:

  1. O tempo vai de feição para a vampiragem! Num país civilizado, conceito que o Correia desconhece, há muito que tal ministro estaria de malas aviadas. Aqui, os ricos (Galp, EDP, BCP, BPI BES, BIS , BOS E BUS)ainda acabam por lhe erigir uma estátua com o epitáfio: O tipo que destruiu o SNS; ainda bem (para eles!)

    «Ministro sugere dar remédios fora de prazo «aos pobres»
    O ministro da Saúde, Correia de Campos, aconselhou a entrega «a pobres» de medicamentos fora de prazo, como forma de evitar o desperdício de fármacos.

    De acordo com a TSF, Correia de Campos intervinha numa conferência na Ordem dos Economistas quando foi interpelado por um dos participantes, da Associação Nacional de Farmácias, que exibiu um saco com medicamentos fora de prazo, no valor de 1.700 euros.

    O ministro da Saúde referiu que «toda a gente sabe» que há desperdício de medicamentos, nomeadamente que, por vezes, os utentes compram unidades a mais do que necessitam. «Certamente essa Associação a que pertence tem pobres inscritos. Talvez pudesse facultar esses produtos farmacêuticos para serem utilizados», recomendou o ministro.»

    Diário Digital / Lusa

    28-06-2007 7:18:00

    ResponderEliminar
  2. jcosta:
    Ouvi a noticia e parece que afinal os medicamentos estavam dentro do prazo. O que mostra é a má gestão que faz dos recursos.Não fala tanto da sustentabilidade do SNS? Se aproveitassem estes medicamentos no tratamento de outros doentes quem sabe não se poupariam algum milhões ao fim do ano. O desperdicio só acontece para favorecer os laboratórios. Isso e a falta de respeito por aquilo a que chama os "pobres". Ele é que merecia passar dificuldades para ver como elas mordem
    abraço

    ResponderEliminar
  3. Esperemos que a decisão do Juri não seja um Kaos e que haja consenso, pois este blog acaba de ser nomeado para as 7 maravilhas da Blogoesfera.

    ResponderEliminar
  4. afronauta:
    O meu muito obrigado pela nomeação. Mais importante que o consenso do Juri é a alegria de saber que há quem goste dos meus bonecos, Obrigado
    abraço

    ResponderEliminar
  5. tem de se lhe aplicar o "remédio" anti-vampiros!
    se não se arranjar uma estaca, uma carga de dinamite, serve!
    abraço

    ResponderEliminar
  6. luikki:
    Õnde posso eu contribuir?
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo