quinta-feira, junho 28, 2007

Haverá uma ratoeira?

Todos olhamos para o Pequeno Mendes e, tirando ele, todos sabemos que só ali está porque o deixam estar. Havia uma travessia de oposição a transpor e por isso os tubarões do PSD desapareceram de cena. Nos seus covis, aguardam pacientemente pela hora do regresso. Claro que convêm sempre relembrar, de quando em vez, que se está vivo. Para entreter o pequeno Mendes, mandam-se outros tão pequenos como ele. Um papel à altura do Luís Filipe Menezes.
Os números das sondagens a José Sócrates, lá vão salvando o pequeno Mendes do ataque predador dos tubarões. Ou será ao contrário e estes tubarões não atacam, não pelos valores das sondagens do Sócrates, mas antes por serem eles a possibilitarem-nas ao manter o pequeno Mendes e com isso a falta de alternativas.
Este grupo, com a tenebrosa Manuela Ferreira Leite, visita amiga da casa do Sr. Silva, e o Borges, o tal que por aí apareceu, qual D. Sebastião da modernidade saído do nevoeiro londrino, até vai vendo esta situação com algum agrado. Os Socretinos estão a fazer muito do trabalho sujo, a limpar muitos dos problemas que queriam ver resolvidos, mas onde não queriam ter de sujar as mãos. Privatização da saúde e da educação, limpeza na função pública, acabar com as leis do trabalho e plantar um clima de respeitoso medo e subserviência. Assim, quando abocanharem o poder, já carne estará bem mais tenrinha.
Será que não vale a pena fazer um esforço e lutar em todo o lado para tentar impedir tal futuro?

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

12 comentários:

  1. o-cu-rioso28/6/07 02:16

    Apesar do pouco "jogo de cintura" do visado, nutro alguma simpatia por ele...

    Senão, vejamos: A Socretina actua descaradamente na sua área de intervenção, o PR elogia a Socretina, os barões armadilham-lhe a existência, os tugas acham que a Socretina e o PS são proprietários da liberdade e da democracia , não reajem e deixam-se manietar !

    Honestamente, penso que pior é quase impossível...

    ResponderEliminar
  2. Eu não nutro nenhuma!

    Ou o tipo é completamente burro... ou um verdadeiro artista!

    Se não percebeu, tal como o Kaos frisou, que apenas está ali como "virgem num sacrifício" para fazer o seu papel de oposição desajeitada até ao próximo congresso, onde será eleita uma figura para fazer oposição a sério e ser candidato a próximo 1º ministro, já com o estado limpo de todos os parasitas, prontinho a ser um paraíso para o PSD... é mesmo burro.

    Se percebeu isto tudo e se sacrifica fazendo o papel de paspalho que está fazer, com aquela força desajeitada que o caracteriza ... então é mesmo um grande artista e um grande mártir lá da causa deles, merecendo uma grande estátua no final ;)

    O que é certo é que, enquanto o povo não perceber que uma maioria não serve a ninguém porque os políticos portugueses são geneticamente ditadores, para além de precisarem de ser controlados e de entrar em competição para fazerem algo pelo povo, e se deixarem de maiorias dividindo os votos, não vamos a lugar nenhum.

    As pessoas têm que descobrir que há mais cores no arco-iris para além do rosa (que nem pertence a essa paleta) e o laranja!

    Entretanto, acho bem que vamos deitando os pés à parede! Nada como uns bons coices para mostrar "ao dono" que um burro é mais do que apenas um animal de carga! ;)

    ResponderEliminar
  3. M.F.L.

    Mulher mais Feia de Lisboa, será que é do CDS ou do PPD ou da MDP ou da CDE ou das FP25...
    Que já foi Ministra da Educação e das Finanças todos sabemos, menos os surdos porque não ouvem, menos os cegos porque não vêem, menos as lagostas porque os não têm... afinal onde é que estão os "LUÍS CÍLIA" que ruidosamente nos avisavam da mudança das moscas?
    HUGH

    ResponderEliminar
  4. sarcástico28/6/07 09:03

    Claro que vale a pena agir, mas entretanto temos assistido a muita imposição preocupante em ainda menos tempo, com alguns efeitos graves em grande parte da população, sobretudo a socialmente mais fragilizada.
    As maiorias parlamentares são perigosas num país (que também é o nosso) cuja aprendizagem da democracia falhou parcialmente, foram muitos anos de canga ,não de tanga, como disse o outro que anda lá pelas Europas.
    Penso que já falta menos para aparecerem textos com informação nas entrelinhas, não vou afiançar que presentemente exista liberdade de expressão...
    Quanto às formas de oferecer resistência e tentar algumas mudanças mais respiráveis, falta imaginação (só isso?) para as pôr em prática - penso que não é com a repetição de atitudes adoptadas há mais de trinta anos que vamos lá, a época é outra, mais sofisticada: imaginação, procura-se! Há formas inaginativas como a dos «pretos no supermercado» que li em outro post, mas o espírito de mobilização é importante, será que muitos estão nessa ou é mais ficar a ver a bola e a beber bejecas e passear em fato-de-treino ao domingo no centro comercial?
    abraço

    ResponderEliminar
  5. o-cu.rioso:
    Realmente pior é impossivel, mas ele também ajuda a que o vejam como um lider cada dia mais pequeno. Não nasceu para isto
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Maria Lisboa:
    O pequenote tem pelo menos uma arte. Farta-se de apanhar e não dá sinais de fraco. Controla bem o aparelho partidário mas é como os danonimhos, falta-lhe um bocadinho assim.
    O grande problema que noto é como mostrar a esta gente que há outros caminhos e outras soluções. Somos diáriamente condicionados por televisões que nos vendem produtos politicos bem embalados e atrativos. A alternancia entre PS e PSD faz-nos seguir num só sentido e infelizmente no mau. Mudar é necessário, falta saber como.
    bjs

    ResponderEliminar
  7. HUGH:
    Avisar é importante e cada um de nós pode ter um papel, mas fundamental é fazer. Só de pensar no regresso da MFL até me arrepio todo.
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Sarcático:
    Também eu defendo formas mais imaginativas de combater a prepotencia dos governos. Temos de lutar contra este medo que já se sente nas pessoas, por medo de perder o emprego, a promoção ou simplesmente para evitar problemas. Há quem tenha medo de falar nas escolas com os professores sobre os seus filhos com medo de eles depois serem prejudicados. Penso que a grande luta passa pela rua. Individualmente ou em grupo ir para um lugar e aí ficar o tempo que seja necessário até a Com.Social nos dar voz. Depois recomeçar de novo e de novo.
    abraço

    ResponderEliminar
  9. Henry Pote28/6/07 11:48

    Eles estão feitos uns com os outros para tomarem o poder de assalto na primeira oportunidade!
    Ora agora mamas tu, ora agora mamo eu é a estratégia desta gentalha que sempre invocou a alternância para sugarem até ao tutano esta casa de alterne em que transformaram o país. É tudo a mesma tralha de betinhos incompetentes!
    E clientela, pelos vistos, não lhes falta. A avaliar pelas sondagens!

    ResponderEliminar
  10. Henry:
    Tratam-nos a todos como mulheres fáceis e apreço de sslado neste boldel em que transformaram o país. Eu por mim recuso-me a trabalhar para eles.
    abraço

    ResponderEliminar
  11. ... Coitadinho do "ratitxo" !

    ResponderEliminar
  12. watchdog:
    Eu não sei porquê não vou chorar a sua ida.
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo