domingo, janeiro 27, 2008

Juro que é verdade

 Não se está mesmo a ver

Existe em Portugal uma criminalidade muito importante, do mais nocivo para o Estado e para a sociedade, e que andam por aí impunemente alguns a exibir os benefícios e os lucros dessa criminalidade e não há mecanismos de lhes tocar. Alguns até ostensivamente ocupam cargos relevantes no Estado Português”, afirmou Marinho Pinto, bastonário da ordem dos advogados.
Tenho a certeza que ele não se referia a nenhum membro, nem a nenhum ministro deste Governo”, afirmou José Sócrates .”Eu nada sei sobre o que ele pretende dizer e, portanto, essa explicação é devida ao país e isso é com o sr. bastonário”.

Oh Engenheiro, nem valia a pena estar a dizer-nos isso. Não há ninguém neste mundo que pudesse sequer imaginar que algum membro ou ministro deste governo possam tirar lucros da criminalidade e até duvidamos muito que alguma vez tenha existido alguém que tenha ocupado cargos públicos que o tenha feito. E não se pense burro por não saber nada do que ele pretende dizer, também nós não fazemos a mínima ideia. Nós acreditamos piamente em si, ou não tivéssemos a certeza que nunca nos mentiu. Como se isso fosse possível. Ele há cada maluco.

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

11 comentários:

  1. Tadinhos dos senhores ele há com cada maluco...
    Oh pá difamar assim as pessoas não vale.
    Beijokas

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente, das declarações do bastonário, como por cá é hábito, nada vai resultar. Ouvi-o ontem na Sic e foi evidente que o homem já está a "travar" e mencionou apenas factos que são conhecidos. Ingénuos somos nós, os que acreditam que uma só pessoa pode alterar o estado das coisa. Isto só se endireita "com sangue" como já aqui afirmei antes.
    Um abraço, amigo Kaos.
    JFrade

    ResponderEliminar
  3. O Socas é um fdp.
    E o Marinho tem ganho a vida como? A defender virgens?

    ResponderEliminar
  4. Portaria 59/2005
    Quantas vezes já aqui referi que esta Portaria ilegal anda a encher os bolsos de ex-ministros e grandes grupos económicos?
    Quantas vezes já pedi que se investigue?
    Pedi à PJ, PGR, anterior e actual Presidente da República, etc.
    Respostas, nenhuma, agoa apareceu um homem que toca na ferida e já o querem julgar, a Portaria 59/2005 é ilegal viola a Constituição Portuguesa e pasmem, tem data do dia em que o santana lopes pediu a demissão do governo.
    Tudo na trombas de quem agora diz que não é nada com o actual governo, senão é, é com quem então?
    Tanto é ladrão o que assalta como o que faz de conta que nada viu. Este governo é uma vergonha ao pactuar com a Portaria 59/2005

    É fartar vilanagem, o País está a saque.

    ResponderEliminar
  5. Hoje escrevi sobre o mesmo. Tudo acabará por ser abafado...
    Até quando vamos permitir que estes ladrões estejam no poder?...

    1 Abraço!

    ResponderEliminar
  6. Abafar o que toda a gente sabe na aldeia, só é possível com vontade política e muito rigor.

    ResponderEliminar
  7. O Sócrates e o seu governo são santos... e nada mentirosos.

    ResponderEliminar
  8. Eu nada sei sobre o que ele pretende dizer

    É estranho que um primeiro-ministro só saiba que nada sabe. E não me parece que estivesse a citar o seu homónimo grego.

    ResponderEliminar
  9. Mais ridículo do que este homem vir dizer dizer o que toda a gente diz, é virem os atingidos exigirem a toda a pressa as provas!
    Pois bem, toda a gente o sabe, toda a gente o diz mas não se pode dizê-lo publicamente. Não se pode provar e por isso não se pode dizê-lo. Está tudo muito bem feito!
    Alguém ousará questionar porque é que o Jorge Coelho quase deasapareceu da vida política?
    Eles não são parvos, sabem que todos sabemos e jogam no jogo das provas e das leis que eles próprios fizeram!
    Tem razão o bastonário mas não devia ter falado, devia ter integrado as brigadas revolucionárias, para palavras já bastamos nós...
    Um abraço de até quando

    ResponderEliminar
  10. Ninguém pode imaginar o esforço que faço para ouvir o engenheiro.

    "Eu nada sei ..."

    Além de "gramar" ouvir o que diz ... ainda tenho de "aguentar" com o blá blá de quem se dirige a diminuídos mentais, que somos nós, no delicado conceito do engenheiro ou lá o que ele é ...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo