quarta-feira, Junho 25, 2008

Barafundido

 Atarantado

Este governo de Sócretinos, tem de tudo. Desde aqueles que são maldosos, que devem trazer muitos recalcamentos naquelas cabeças desde pequeninos, os mentirosos compulsivos, os sonsos, os pavões, os que são mesmo muito maus e, claro, os mais trapalhões. Que me desculpem os defensores do Allgarvio Manuel Pinho ou do Camelo da Margem Sul do Mário Lino, mas este Jaime Silva bate-os aos pontos. Têm sido tantas e tão fantásticas as suas afirmações completamente parvas que me parece merecer o título. Quem não se lembra do famoso conselho que, na companhia de outros ministros europeus, deu a um pescador que lhe explicava as dificuldades porque passam, de que “se não está bem na União Europeia, porque não sai?”. Agora ao acusar que parte dos dirigentes da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) navega na extrema-esquerda e na extrema-direita, acirrou os ânimos numa altura de negociações e protestos. Criou um problema ao Engenheiro que necessitava da CAP para lhe ajudar a validar a sua vergonhosa proposta de Lei Laboral. Hoje começam os protestos e vamos ver quanto tempo tem de esperar a CAP para o ministro ter de fazer um acordo.
Quando chegará a vez deste governo pensar em arranjar algumas medidas para ajudar também todos os outros trabalhadores que cada dia se vêm mais apertados com impostos, juros e aumentos dos preços dos bens essenciais?

Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

9 comentários:

  1. Amigo e camarada Kaos

    Esta treta de país só lá vai à cachaporrada.

    Que grande corja de incompetentes.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Este Ministro parece estar ao Deus dará, completamente abandonado pelo poder. Quando precisamos de grandes políticos eles fogem, como Sampaio, Guterres, Barroso. A Europa recebe políticos de grande calibre e que nos dá em troca? Dinheiro? Assim não pode ser, têm de nos enviar políticos!

    ResponderEliminar
  3. «Quando chegará a vez deste governo pensar em arranjar algumas medidas para ajudar também todos os outros trabalhadores que cada dia se vêm mais apertados com impostos, juros e aumentos dos preços dos bens essenciais?»

    Você é ingénuo ou idiota, meu caro Kaos?

    ResponderEliminar
  4. @jserra
    Políticos de grande calibre?! Nenhum desses nomes a que se referiu pertence a um político de grande calibre, principalmente o Burroso que quando isto estava prestes a dar o berro fugiu com o rabinho entre as pernas.

    ResponderEliminar
  5. @diogo
    Não se trata de ingenuidade e muito menos idiotice. Trata-se de exigir o mínimo a que temos direito. Trata-se de lutar pelos nossos direitos!
    Com estes sucessivos governos de neo-liberais de alterne pode ter a certeza a tendência é para pioriar.

    ResponderEliminar
  6. PALAVRAS PARA QUÊ?!
    È UM MINISTRO DO GOVERNO NACIONAL!

    ResponderEliminar
  7. Caros Concidadãos e amigos,

    Esta malta pretende pôr os cidadãos comuns, bons e regulares
    pagadores, a pagar as dívidas acumuladas por caloteiros clientes da EDP, num total de 12 milhões de euros e, para o efeito, a entidade
    reguladora está a fazer uma consulta pública que encerra em meados de Julho. Em função dos resultados desta consulta será tomada uma decisão. Esta consulta não está a ser devidamente divulgada nem foi
    publicitada pela EDP, pelo menos que eu saiba. A DECO tem protestado, mas o processo é irreversível e o resultado desta consulta irá definir
    se a dívida é não paga pelos clientes da EDP. A DECO teme que este procedimento pegue se estenda a todos os domínios da actividade
    económica e a outras empresas de fornecimento de serviços (EPAL,
    supermercados, etc.). Há que agir rapidamente. Basta enviar um e-mail com a nossa opinião, o que também pode ser feito por fax ou carta mas não tenhos os elementos.
    Peço que enviem o mail infra e divulguem o mais possível, para bem de todos nós cumpridores.

    Enviar para: consultapublica@erse.pt

    " Exmos Senhores:

    Pelo presente e na qualidade de cidadão e de cliente da EDP, num
    Estado que se pretende de Direito, venho manifestar e comunicar a Vªs
    Exªs a minha discordância, oposição e mesmo indignação relativamente à
    "proposta" – que considero absolutamente ilegal e inconstitucional –
    de colocar os cidadãos cumpridores e regulares pagadores a terem que
    suportar também o valor das dívidas para com a EDP por parte dos
    incumpridores.

    Com os melhores cumprimentos,

    ResponderEliminar
  8. Palavras, palavras, blá, blá, blá.......

    Isto não vai com palavreado, vai com acção.

    Para lixar-mos a EDP e essa corja de bandidos, era os tipos que trabalham nas centrais e centros de distribuição, ficarem em casa uma semana. Luz eléctrica passava bem sem ela, fui criado a candeeiro a petróleo e não morri.

    Haviam de ver o Sócrates abrir-se todo que nem puta de Coina.

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Mas ainda é ministro ? O cabrão ?

    P.S.: Putas de Coina, tem muito que se lhe diga, caro Ferroadas. Faz parte da história de todos nós.

    ResponderEliminar

Partilhe