domingo, junho 29, 2008

A festa, os foguetes e até apanham as canas

Shot the Sheriff

Ontem alguém se lembrou de disparar uns tiros para o ar perto do pavilhão onde algum tempo antes tinha estado o Engenheiro a falar da sua maravilhosa politica social que tantos pobrezinhos tem retirado da miséria. Fossem esses tiros dados na Musgueira, na Cova da Moura ou outro bairro do género e isso só faria com que os polícias saíssem da zona para não terem problemas. Assim juntaram-se em volta do pavilhão de Portimão desde a GNR, à Judiciária, passando pela PSP, Policia científica e de intervenção, as secretas mais a Brigada anti-terrorista e a de minas e armadilhas, o SEF e a ASAE. Muito provavelmente também lá terá estado a Brigada Veterinária, Ministros e Secretários de Estado, a Guarda Costeira, os Escuteiros de Portimão e os de Faro, Detectives Privados, Bombeiros e pensa-se a CIA, o MI5, a Mossad e o FBI. Há quem diga que se viram por lá também gente do KGB mas aí não há certezas.

O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, garantiu que o autor dos disparos contra o pavilhão onde tinha estado o primeiro-ministro não passará impune.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

20 comentários:

  1. Eles andam a encenar qualquer coisa.É provável que esta gente ande a montar algo...
    Impunes são os gajos todos que estiveram nos governos e q opois foram pras grandes empresas onde fizeram grandes negociatas.Com esses é que deveria estar preocupado, e mandá-los pra cadeia sem apelo nem agravo.Mas como isto é um estado de Direita...

    ResponderEliminar
  2. Espero de que para a próxima vez haja uma alma caridosa que use uma bazuca ou então um RPG , estão mais na moda e há mais quantidade.Áh L.U.A.R, que tanta falta fazes agora,Henrique Galvão e Palma Ignácio voltem que estão perdoados

    ResponderEliminar
  3. Eu também penso que o autor deve ser encontrado e responsabilizado. Pelo menos, teria que ser obrigado a frequentar aulas de tiro durante um ano...

    ResponderEliminar
  4. Quem lá esteve de certeza foram alunos da PIDE, com quem aprenderam estes secretos de agora?

    Não vêm que é mais uma manobra de propaganda Sócratiana?

    O que vale é que a táctica já está gasta e ultrapassada, já se viu coisa parecida por aí, não é preciso andar muito para trás.....

    Para se prender, torturar ou mesmo assassinar um tipo, bastava/basta dizer que houve um atentado alí, um acto terrorista acolá, e pronto o tipo em questão que até nessa noite estava a dormir com a sopeira, era engavetado, e pronto estava justificado.

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Isto trás água no bico...não se esqueçam.Parece obra da contra inteligência,ainda por cima uma manobra grosseira porque o gajo já tinha de lá saído.Agora,a paneleira,anda a vociferar sobre a manipulação da CGTP pelo PCP-é preciso muita lata e/ou um povo muito estupidificado.melhor,ele fala assim pq sabe q o povinho é uma cambada de toscos bem treinados pelas politicas de inducação estupidificantes

    ResponderEliminar
  6. acho piada tentarem matar um gaijo meia hora depois de ele se ir embora

    a comedia em portugal tem fasciculos fascinantes

    ResponderEliminar
  7. Tendo em conta que o Sócrates tem mais inimigos no PS do que fora do PS, os tipos que encomendaram a cena, apesar de terem dado instruções claras para só atirarem para o ar, na dúvida sobre se o serviço era bem executado tiraram o actor principal da cena meia hora antes.

    Já nem no PS se recrutam jagunços de confiança quando se trata de Sócrates.

    Da próxima têm de arranjar uma cena mais convincente, cam massa de tomate ou aquelas balas de tinta (do Paint Ball).

    ResponderEliminar
  8. Allgarve!!! Porreiro, pá!

    Beijokas

    ResponderEliminar
  9. Se não foi encenação, apesar de ter já saído dali há meia hora, o Sousa borrou-se todo.

    Se foi encenção, voltem a representá-la, mas, para a próxima ponham lá um vesgo...

    ResponderEliminar
  10. Acho que estavam era a festejar qualquer coisa, como vêem fazer no Iraque e outros países em que os festejos se fazem, não com foguetes, mas com tiros para o ar!... acho eu...

    ResponderEliminar
  11. E se tivesse sido num tribunal, numa escola, num hospital, numa paróquia?! Será que o comentário do senhor ministro teria sido o mesmo?

    Ele alguma coisa disse acerca de todos aqules que foram vítimas de actos violentos ocorridos nos últimos tempos?

    Pena pena foi não terem acertado na gaja!!! Que pena pá! Tinha sido mesmo porreiro pá!

    ResponderEliminar
  12. E se tivessem acertado no seu amado tb tinha sido muita porreiro!

    Seria uma bela história romanesca!

    ResponderEliminar
  13. E se tivessem acertado no seu amado tb tinha sido muita porreiro!

    Seria uma bela história romanesca!

    ResponderEliminar
  14. Este desgoverno é só rir. Vejam lá, que mobilizaram toda bófia para catar uns gajos que deram uns tiritos, porque já tinham bebido uns copos a mais!
    Tanto aparato para merda nenhuma, aquilo é só representação. Se fosse para socorrer um anónimo cidadão ameaçado por algum cadastrado, não havia polícia para ninguém!
    Os medias em portugal são uma trampa, por esta andar alombamos com o panilas mais 50 anos.

    ResponderEliminar
  15. Não passou duma encenação
    os sete tiros de pistola
    que podem ter como intenção
    alguém tirar coelhos da cartola

    ResponderEliminar
  16. não foi atentado, foi manifestação de regozijo pela visita do nosso amado 1º. toda a gente sabe que a moirama festeja com tiros para o ar. pena o 1º não ter assitido a esta exultante e expontânea manifestação encomendada pela comissão de festas do deserto sulista.

    ResponderEliminar
  17. Propaganda e mais propaganda!

    ResponderEliminar
  18. Creio, sinceramente que o/os Criminosos, devemser severamente punidos....... POR TEREM FALHADO O ALVO.

    ResponderEliminar
  19. O Socas borrou-se todo... o problema é saber para quem se manda a factura do papel higienico que se gastou para lhe limpar o rabinho...

    ResponderEliminar
  20. Até aqui se vê a falta de pontualidade dos portugueses !....
    meia hora atrasados é um abuso....

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo