quinta-feira, agosto 28, 2008

Ventos de tempestade

O Homem do leme

«O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, garantiu hoje que o Governo vai prosseguir a "linha de rumo" traçada para o País, para que Portugal mantenha a "solidez financeira" e consiga enfrentar "intempérie que vem do exterior". O governante salientou ainda que a prossecução da "linha de rumo" traçada para Portugal e que o Governo tem vindo a seguir é "a única forma" de garantir que "esta nau mantém-se no rumo certo e consegue resistir a uma ondulação e ventos mais fortes".»

O que o Ministro parece esquecer é que esta tempestade que atravessamos não é como aquelas que sofreram os nossos antepassados quando “por mares nunca de antes navegados, passaram ainda além da Taprobana”. As outras eram forças da natureza, estas obras da especulação e da ganância homem. As outras levaram-nos a outros mundos estas ao capitalismo, à pobreza e à miséria.
Se, mesmo nós ignorantes na leitura dos mapas da economia, podemos ver que o horizonte é escuro de negro, como podemos aceitar ter à frente do nosso destino gente que sabe, mas nos ilude com cânticos de Sereia e a promessa de uma bonança que não vai chegar. Este é um caminho que só pode levar ao naufrágio deste país.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

22 comentários:

  1. Este país há muito que só tem a super-estructura à tona (não como as duas frotas, Russa e Americana, que estão a concentrar-se no mar negro), a questão nem é o território senão as pessoas que constituem Portugal, cada vez mais escravizadas, despojadas e alienadas.
    A opção é, sem duvida, votar no PCP e mudar radicalmente o sistema, a única forma de alterar este estado de miséria, voltar a trazer os direitos que conseguiram os Portugueses, as garantias sociais, o emprego, a saúde, a educação e a segurança é votando em consciência. Nem PSD, nem PS, nem CDS, Nem BE, quem conseguiu sacar-nos da ditadura foi o Partido comunista, quem nos trouxe direitos foi o Partido Comunista, quem mostra um discurso claro é o partido comunista e quem continua coerênte há mais de oitenta e cinco anos é o Partido Comunista Português.

    ResponderEliminar
  2. sarcástico28/8/08 16:04

    "Intempérie que vem do exterior"?
    Vou ouvir o Jorge Palma no "Deixa-me rir"...

    ResponderEliminar
  3. Kentuky Zers28/8/08 16:07

    Sr. Kaos

    Ao ler a resposta do “crn” acima, apeteceu-me colocar-lhe um repto. Os seus posts e os da maioria dos visitantes assíduos deste blog limitam-se a dizer mal do governo nacional, dos EUA e do capitalismo. O “crn” aponta uma solução: o partido comunista. Que solução aponta o Sr. Kaos? Para não o maçar muito, começo por um tema “simples”. Os Estados Unidos da América. O Sr. Kaos parece muito preocupado porque eles metem o bedelho em tudo, fazem guerra por esse mundo fora e espalham o capitalismo e a globalização pelo nosso planeta. Mas venham de lá essas ideias, esclareça-me sobre o que devemos fazer? Como travar esses indivíduos, como parar esses Bush’s, essas Condoleza’s e esses generais ianques. Como impedir que eles digam o que querem e que lhes apetece? Como impedir que façam a guerra no Iraque e no Afeganistão? Que sugere? Dizer mal parece ser o soneto que o senhor e os seus amigos declamam há anos, mas o que eu quero ouvir são soluções. Chega de carpideiras! Vamos todos a correr inscrever-nos no partido komunista como diz o “crn”? Boicotamos o McDonalds e a Marlboro? Já foi tentado, mas sem sucesso… Apelamos à ONU? Aliamo-nos ao Putin? Vamos rezar com velinhas? Vamos para Cuba? Juntamos uns cobres e mandamos umas bigornas para a cabeça deles (não se ria, porque foi o senhor que sugeriu esta). Como travar o capitalismo desenfreado? Como? Com o seu blog da treta mal escrito e que é lido por meia dúzia de indivíduos que como o senhor não têm outras sugestões para além do votar no PCP? Até agora não resultou, mas talvez se apontarmos uma pistolita à cabeça dos votantes…Diga-me! Esclareça-me! Que fazer?

    Nan, Nan, não vale tropas, nem violência, nem mísseis (mesmo com bigornas). Um Humanista como o senhor, decerto que vai optar por uma solução pacífica, natural, biológica, e de diálogo sincero. Não é? Esclareça-me! Ou será que o diálogo só funciona como neste blog? Quando estão todos de acordo. “Liberdade para todos menos para os inimigos da liberdade”. É assim? Eu proponho “Liberdade para todos menos para os que se me opõem”!

    Vamos castigar os assassinos como sugere? Como? Como fizeram em Campolide à porta do BES? Não! Haverá certamente outras soluções. Talvez um tirito na rótula, para os ferir. Que digo? Isto não é de Humanista. Vamos dar-lhe uns milhões para eles soltarem os reféns e ficarem em paz. Já agora, fazemos o mesmo com os Bush’s? Damos-lhe uns barris de crude a um preço jeitoso e pedimos para se irem embora do Iraque. Se não resultar, “atiramos às pernas” só para os ferir e mostrar quem manda? Que dilema? Esclareça-me! Que fazer?

    Exijo (!) uma resposta! Ouviu? O senhor escreve um blog a expressar a sua opinião, eu tenho DIREITO a uma resposta. O senhor está a usar o “éter” para transmitir o seu parecer (ainda que mal escrito) pelo que QUERO uma resposta. Sucinta e sem rodeios, já que em Português bem escrito parece ser impossível…

    ResponderEliminar
  4. Dr. Kentuky Zers

    O Sr. quer uma resposta. Como não gosto que me venham exigir seja aquilo que for estive tentado a deixá-lo a falar sozinho, mas resolvi responder-lhe. Não aqui nestes comentários mas num post que farei brevemente embora me custe a entender porque se vem aqui zangar tanta gente que não gosta do que escrevo, da maneira que escrevo mas se parece preocupar tanto com a meia dúzia de indivíduos que me lê. Aproveitariam melhor o seu tempo a ir a outros locais, lidos por milhares de indivíduos culto9s e espertos, onde haja quem escreva bem e diga coisas inteligentes que gostassem de ler. Mas terá a sua resposta brevemente.

    ResponderEliminar
  5. Kentuky Kizers28/8/08 16:44

    "embora me custe a entender porque se vem aqui zangar tanta gente que não gosta do que escrevo"

    É por não entender porque se zanga tanto com os outros (com o governo, com os EUA e com a globalização) que o obriguei a um esclarecimento. Vejo que me obedeceu e que até vai escrever um "post". Oxalá o Bush fosse assim com o senhor. Responda-me depressa.

    Já agora um conselho:
    Se quiser que ninguém se chateie com o que escreve na internet(e) escreva antes num papelinho, tire fotocópias e mande só para os amigos.

    ResponderEliminar
  6. Olá! eu nõ li esta vossa posta toda até ao fim mas ou porque me lembrei de uma posta no blog da editora frenesi onde ao que parece se citava o Paulo Nozolino e transcrevo de memória ou + ou - : "Estou fora do barco, ao largo do barco, eu não sou um rato mas observo os ratos dentro do barco a tentarem salvar o queijinho o que quererá dizer talvez quiça - kuzinho?!. Eu observo de longe HOJE o naufragio do sr.P e do sr.S e da sra.PP e da bóbó MFL"
    [fim de citação]
    Espero igualmente não ser mal interpretado e imputável num qq processo SS-ianús ou mesmo até dominical juditiario

    ResponderEliminar
  7. Kaos,
    Eu não tenho por hábito responder a nenhum tipo de alusão em blogues que não sejam o meu. Porém, neste caso, e apelando à tua pluralidade, vou só pôr uma questão.
    Kentuky,
    Esta questão, fruto de uma mente narcisista e desinformada "não têm outras sugestões para além do votar no PCP?", só pode ser formulada em base num arquivo muito vazio, um arquivo que não contem informação suficiente como para saber que o único partido que promoveu, mesmo a custo das mortes e privações de liberdade ou torturas, o alcançar da liberdade no nosso país.
    Como é tónica, depois de cada revolução, os partidos que dão o corpo ao manifesto para entregar direitos e liberdades ao povo são afastados - como dizia Lenin, durante a aplicação do NEP (que tu não saberás que significa) "esta primeira fase poderá durar duas ou três décadas" - não estando, salvo excepções, permitido o desenvolvimento da politica socialista com base nas populações e com a sua participação activa (para mais, o meu post de amanhã será bem claro), considerando que nem os anarquistas, ou pseudo-anarquistas, são capazes de estructurar qualquer politica minimamente conciliadora, que os partidos que nos (des)governam há mais de trinta anos só nos privam de tudo o que conseguimos com o 25 de Abril, que a base programática e ideológica mais contempladora das realidades do ser humano em toda a sua dimensão é, e sempre foi, aquela que esgrime o Partido Comunista Português, tu conheces o comunismo, o socialismo cientifico, o MÉTODO de análise constante da situação do povo, o materialismo dialéctico, tens medo da palavra vanguarda, que proposta vens tu trazer, além de exigir propostas aos outros?

    A revolução é hoje e da mesma forma que o imperialismo utiliza armas que actuam na psique de cada um, é com a mente que devêmos combater, a acção é o voto!

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  8. Kentuky Kizers:
    O Sr. parece que está a tentar que eu não lhe responda. Termos como "Exijo", "Obriguei" e "Obediência" não me soam muito bem. Aqui ninguém me exigem nem me obriga a nada e muito memos espere que eu odedeça a ordens. Esse tempo já lá vai, o Sr. aqui não manda nada e eu não lhe reconheço autoridade. O Sr, Kentuky pode pedir por favor e talvez eu lhe desculpe a arrogancia. Até lá termino a minha conversa consigo.

    ResponderEliminar
  9. ahahahahahahahahahhaha...bem meu caro Kentuky,..ainda bem que você apareceu, pois tornou o Blog do Kaos um pouco menos cinzento. Olhe, como eu o compreendo,...aliás até agora, acho até que fui o único que o compreendeu. Mas olhe, que não seja optimista,....porque ele diz mal de tudo literalmente....não é só dos EUA, Governo nacional e partidos (todos)...ele é a Russia, ele é a China, ele é a Venezuela, enfim ele é tudo....não sei onde este rapaz se irá enfiar quando tudo isto for pelos ares. É duma demagogia assutadora,..não esgrima uma única argumentação plausível,...apenas afirma que é "a sua opinião" e está dito e feito. O quê dar uma sugestão? uma solução ??? caro Kentuky tire daí o sentido,..pode esperar sentado! ahhhh e não obedece a ordens como se viu...é só o que lhe vem á cabeça e tá a andar....!! mas olhe, não perca demasiado tempo com imbecis destes,...isto só é bom para gozar um bocado com pândegos pretensiosos....não passa disso !!!

    ResponderEliminar
  10. So mais uma coisa: a terrível ambiguidade do Kaos a que tenho tentado chamar-lhe a atenção,...mas até agora o burro não percebeu,...dá nisto,...agora leva nas orelhas de todos....mas tenho quase a certeza que o animal ainda vai espernear....ele não tem culpa, talvez,....é o QI senhores,...é o QI !!

    ResponderEliminar
  11. Bom, antes de mais, discordo inteiramente com o Kentuky e muito mais com o Mugabe... Uma das muitas coisas que os blogues têm de bom é que só os lê quem quer e, ainda mais, quem os procura. Nessa medida, se não gostam não entrem, não leiam, vão para outros endereços... Depois, pessoalmente, também me desagrada o tom de exigir seja o que for e costumo responder a todas as críticas, perguntas ou o que seja que coloquem no meu blogue... porém basta pedir... exigir, não me parece uma palavra correcta num espaço de liberdade. Se quiserem visitem e vejam como o faço.

    Para o Kaos,vai espreitar este link do meu blogue que merece o teu génio.
    Um abraço
    quink644

    http://porquemedizem.blogspot.com/2008/08/modista-nu.html#links

    Já agora os outros amiguinhos também lá devem ir espreitar...

    ResponderEliminar
  12. Mugabe:
    Ainda bem que a falar com o tal de Kentuky fez revelar aquilo que és. Vem aqui para te diverir com um "imbecil"; eu. Isso não me incomoda, mas como não tenho paciência para aturar quem aqui vem armado em parvo fico pelo menos livre de ter de responder áquilo que dizes. Há milhões de blogs por aí. Se não gostam deste porque passam aqui o dia?

    ResponderEliminar
  13. antimerda28/8/08 22:11

    O kentuky quer soluções, venham mil Bin-Laden,s , 2 ou 3 Fidel,s, 4 ou 5 Ché,s, e verão de esta merda indireita ou não.

    ResponderEliminar
  14. O algarvio28/8/08 22:19

    Este é a recompensa de ter um blogue aberto, e livre, a todos os cibernautas.
    Uns são inteligentes, outros pensam que o são, e por isso utilizam o mesmo para dizer tudo, da maneira menos elegante para com o autor do mesmo.

    É o caso destes dois comentaristas, que até podem ser a mesma pessoa, os quais estão contra o que aqui escreve o Kaos. O que eu aqui noto é muita inveja de quem tem tanto sucesso com um blogue que é dos mais conhecidos a nível nacional.

    Eu quando não gosto dum blogue nunca mais os visito e são às centenas que por aí proliferam. Os blogues dos intelectuais e de alguns políticos deste País, estão fechados aos comentários dos energúmenos que por aí campeiam, não será este o caso, porque não querem sofrer o vexame de ser incomodados.

    O Kaos tem um blogue de sucesso: neste momento são 22h25 tem 507 visitas. Isto incomoda muita gente. Ou será que são todos atrasados mentais ao visitar este blogue todos os dias?

    Por isso meu caro Kaos, sugiro-lhe por uns tempos activar a moderação dos comentários. Não se trata de fazer censura. Vós críticos que escreveis tão bem e com ideias tão refinadas digam-me onde escrevem para eu poder visitá-los e também dar a minha opinião. Prometo não ser sarcástico nem corrosivo!

    ResponderEliminar
  15. O sr. Kentucky é um habitué internauta da blogosfera lusa que come da mangedoura socretina. O problema dele é o medo. O medo que o dinheiro não chegue para a sua reformazita na sua vidinha de caca...Para pagar as fériazitas ao Brasil e as idas à Worten. Simplesmente não liguem.

    ResponderEliminar
  16. Ó Kentucky, borraste-te todo quando o crn apelou ao voto no PCP! Caramba, não é caso para tanto...
    Eu sei que vives à sombra do teu querido líder, ou então és algum endinheirado, que enriqueceu à custa do sistema xuxalista e que se está a cagar para as dificuldades que a esmagadora dos tugas sentem na pele.
    Fazendo fé nos números, que apontam para 30% a 40% da população a viver ao nível da indigência, a classe média deixou de existir (rivaliza agora com os pobres dos restantes países europeus) e que os 20% dos ricos, neste reinado do socretino, estão ainda mais ricos! Só um caminho restaria a esta esmagadora maioria que come merda todos os dias e não filet-minhon, como o Kentucky - Votar no PCP, era legitimo e não tinham nada a perder, antes pelo contrário...
    Felizmente para ti e para corja que nos desgoverna há 30 anos, o tuga é retardado mental, gosta de porrada e de futebol. Embalado nas promessas dos pulhas dos políticos e embriagado por uma comunicação social que se deita com com o poder político e económico, a mudança nunca se fará.
    Podes, pois, dormir descansado que a teta xuxa vai continuar e não precisas de vir aqui ao blog, enervar-te com estas coisas.

    ResponderEliminar
  17. Sérgio A.29/8/08 01:02

    Para o Kentuky, digo-lhe que para mim a solução passa também por votar no Partido Comunista Português. Não é por pirraça, nem para chatear pessoas que vejo ficam aflitas mal ouvem falar do PCP, nem para mostrar ao PS e BE que esse não é o caminho que desejo para ter um país com futuro (já nem falo no PSD). É porque apesar de tudo mostram uma grande capacidade crítica aliada a um bom sentido de responsabilidade e de exposição de soluções.

    Quanto ao Kaos, já muito faz ele em dia a dia relembrar-nos a quantidade de humilhações a que diariamente o povo português está sujeito. Sim, eu chamo-lhe humilhações, porque só um povo que se deixa humilhar não protesta perante a quantidade de indecências que se passam diariamente. E de nos dar a sua visão crítica sobre cada assunto, comentando no entanto factos bem sucintos e objectivos.

    É um trabalho tão contínuo e tão atento que nem me importava se fosse pago.

    Para finalizar, tem muita lata para vir aqui sob anonimato exijir explicações. Por amor de deus. Perceba o ridículo, que o devia fazer corar de vergonha mesmo atrás do anonimato.

    ResponderEliminar
  18. Dr. Kentuky Zers, experimente enfiar um vibrador na vagina: foi o que recomendámos aos grandes lábios da "Controleira". Agora só solta vagidinhos, como uma cabrinha: para grandes males, vibrantes remédios

    ResponderEliminar
  19. Parece que temos a Controleira a pairar demasiado por estas caixas de comentários. Bom... instalaremos aqui o gabinete de crise do costume, se for preciso.

    P.S. - Filha, por que é que não fazes como todas as senhoras de meia idade, descompensadas como tu? Vens um fim de semana a Lisboa, uma coisinha tipo escapadela, dizes ao teu marido que vens a uma missinha do Santo Rosário, e acabas no "Luanda", como as outras: valentes cabo-verdianos, na casa dos 20, que só sonham com passar a mão pela cintura, e não só, da carente.

    Um Nelson Évora só para ti, por uma noite que fosse, que luxo, hein?... :-)

    ResponderEliminar
  20. Zé Leitão29/8/08 15:09

    Votar no PCP? ... hum ... não sei. Eu já votei no PC muitas vezes, e nos últimos anos já me aconteceu não votar em ninguém algumas vezes. Talvez se deva tentar o que o Saramago escreveu : "ninguém" vai votar. Abstenção total.
    A solução passa pela participação dos cidadãos em juntas de freguesia, associações desportivas, culturais ,recreativas, organizações humanitárias, voluntariado etc. E NUNCA por NUNCA se deixar corromper.

    ResponderEliminar
  21. bãumsse todús hoder a kinta pata da kabala eheheh

    ResponderEliminar
  22. Ouve-se falar no PCP e fica logo tudo cheio de medo. Que mudem realmente as coisas?

    Quanto às associações, são muito bonitas e eu faço parte de várias. Mas uma coisa são associações, outra são partidos políticos. As associações não podem concorrer às eleições. E, caso pudessem, teriam de ter um programa eleitoral - e transformar-se-iam em partidos políticos. A não identificação com ideias ou projectos é muito fácil, mas para se ser eleito é preciso um mínimo de comprometimento com alguma coisa, ou projecto. E isso, chamem-lhe o que quiserem e mudem-lhe os nomes se quiserem, só os partidos políticos o podem fazer.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo