segunda-feira, novembro 17, 2008

Juras de eterno amor

pérolas do Atlantico

Alberto João Jardim reuniu-se com Manuela Ferreira Leite na sede do PSD em Lisboa. Está disposto a apoiá-la e a "dar o litro" contra Sócrates. A reunião foi há cerca de um mês na sede nacional do PSD, em Lisboa, e simboliza um acordo de cavalheiros entre o líder madeirense e a presidente do PSD. Alberto João Jardim não desistiu de fazer em Janeiro uma avaliação da actual liderança do partido. Só que, ao contrário do que antes sinalizara, deverá anunciar o seu total empenhamento no apoio a Ferreira Leite para combater Sócrates nas legislativas.

Esta gente não tem mesmo vergonha nenhuma na cara. Pelo poder, aceitam tudo e não há espinha que não se dobre. O Alberto aceita dizer que a Manelinha é fixe e a Manelinha esquece as alarvidades do Alberto. Até pode expulsar deputados do Parlamento que ela nada diz. Esta gente mete-me nojo.

12 comentários:

  1. Até que enfim, um post que não é acerca de professores! Desculpe-me o desabafo, mas já tanto foi escrito sem nada se dizer sobre o assunto, que me fartei um pouco. Ainda hoje não sei, juro, quais as verdadeiras reinvidicações dos professores. Ninguém aqui as expôs...

    Voltando à vaca fria - pois é, isto de conveniências políticas é mesmo assim, e é isto que me desgosta e me vai levar ao voto inútil - para não me abster - nas próximas eleições. São todos iguais, desde este anacronismo vindo da Madeira para apoiar um ódio de estimação, até à triste situação do vereador do BE na CML a apoiar o partido do Governo, o que me leva a não votar mais neste partido, como já não votava nos outros. Enfim, já não há vergonha na cara... Mas isto, vindo do partido de onde vem, não é nada de novo. Já noutros, julgava que nunca aconteceria...

    ResponderEliminar
  2. A Mim Me Parece17/11/08 01:05

    Atenção Kaos, olhe que ao último que eu ouvi dizer que estava enojado parece-me que lhe caiu um processo em cima!

    ResponderEliminar
  3. Isto quando chega ao ponto de uma mão coçar a outra faz-se de tudo.

    ResponderEliminar
  4. É A PÚBLICA CONFISSãO DA SUA INCAPACIDADE PARA GERAR MAIS ALTOS NÚMEROS NAS SONDAGENS.
    A MFL É UM DESASTRE COMO LÍDER DO SEU PARTIDO.

    À margem:
    João, gostava que visses um boneco sobre o mesmo tema que pus nos Bigodes do Gato no sábado.
    E, já agora, sabes por acaso o que é um Leprachaun? Pois também nós já temos um. Está no Sino.
    Não tens que comentar se não quiseres. Gostava que visses, é só.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. que lindos que ficam,assim,unidos na vertical... e é melhor não mudarem de posição,pois a manela partia ums ossecos,e o joão dava-lhe um enfarte...
    duarte enternecido

    ResponderEliminar
  6. Kaos,

    Como pode ver, na politica o que é hoje, já não o é amanha.

    E diga-me como é que conseguiu aranjar caras mais feias ainda que as do Shrek e da Fiona!!!!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Esta do Jardim de hoje também é muito boa. Pedir a inconstitucionalidade da nacionalização do BPN porque não foi ouvido. Pode até ter razão, note-se. Mas o pupilo, que está na Casa Branca portuguesa, que por acaso é cor-de-rosa (...) assinou de cruz, mas não tem culpa nenhuma... Bem, o homem é imparável!!!!

    ResponderEliminar
  8. Interessante, interessante, está a ser ver o Sá Fernandes defender o projecto do terminal de contentores em Alcântara e a Mota Engil. Quem diria????

    ResponderEliminar
  9. cirrus:
    Muito honestamente eu nacionalizava era o próprio Jardim ou melhor dava-lhe a independencia (mesmo que ele dissesse que não a queria). Quanto ao paspalho de Belém já nem vale a pena falar

    ResponderEliminar
  10. Cirrus:
    Sá Fernandes, Mata Engil, o mal está em personalizarmos as coisas. Não são as pessoas que ocupam os lugares que deviam interessar, mas sim aquilo que fazem ou deixam de fazer. Só pela democracia directa, pela constante monotorização dos mandatos (que deviam poder ser retirados mal se confirmasse que os mandatados não estavam a cumprir com o mandato que tinham) é possivel fazer cumprir a nossa vontade.

    ResponderEliminar
  11. Quanto ao Jardim, tenho para mim que o poderíamos oferecer a Marrocos. Teriam um belo fogo de artifício na passagem do ano e nós um pouca mais de paz e sossego.

    Quanto ao Sá Fernandes, o vira-casacas, vale a pena personalizar, sim senhor. Se personalizamos o Sócrates, por desgoverno, a Manela por desoposição e o Portas por demagogia, devemos expor o Sá Fernandes pelo excelente serviço que prestou ao país, ao aliar-se ao seu antes ódio de estimação, o governo PS.
    Ou, só por quem é, deixou de ser importante, o importente é o cargo?
    Permita-me discordar, se alguém merece crítica, merece crítica, seja de esquerda ou de direita. E este senhor não me merece apenas crítica, mas também o meu mais completo desprezo! E pensar que, desde que apareceram, eram para mim a esperança e o meu sentido de voto! Tenham vergonha na cara!!

    ResponderEliminar
  12. "Esta gente mete-me nojo".
    E a mim tambem.

    ResponderEliminar