quinta-feira, dezembro 25, 2008

Prenda de Natal

Este filme que está na net é a minha prenda de Natal para todos. Vejam-no do princípio ao fim porque vai mudar a forma como olham para aquilo que nos mostram como sendo a realidade. Talvez até encontrem lá algumas respostas e objectivos para descrença que trespassa este país.


PS: Cortesia do "Sinistra Ministra" que me arranjou o video para colocar no blog.

15 comentários:

  1. Não consigo visualizar o filme, porque requer a utilização de tecnologia proprietária (Flash).

    É legal fazer o download do filme ?
    Se sim, onde posso efectuar o download do filme ?

    Alguma Sugestão ?

    ResponderEliminar
  2. Lusitano:
    Não sei se é possivel fazer o Download. Visualizei o filme directamente da NET. Possivelmente a melhor solução será fazer o download da actualização do Flash ou então procurar o filme Zeitgeist num site que permita o download. Vale a pena

    ResponderEliminar
  3. contestatária25/12/08 21:25

    E que melhor forma poderiam ter encontrado para que o Homem se alienasse das suas autênticas e poderosas capacidades humanas, tornando-o facilmente manipulado e dominado?
    Transpondo essas capacidades para um universo mítico.
    As religiões instituídas foram cedendo o seu lugar, no grande palco onde se desenrola a miséria humana, ao entretenimento estupidificante, que ocupa um lugar de honra nos meios de comunicação de massas. Os deuses mais antigos foram dando lugar aos novos, que são pagos a peso de ouro com o dinheiro subtraído ao valor do trabalho e, assim, os basbaques pagam enormes fortunas para que lhes embotem, ainda mais, o espírito.

    ResponderEliminar
  4. http://wehavekaosinthegarden.blogspot.com/2008/12/prenda-de-natal.html

    ResponderEliminar
  5. http://sinistraministra.blogspot.com/2008/12/wehavekaosinthegarden-prenda-de-natal.html

    sorry ... este link sim, tem o vídeo lá. Como o Kaos é um querido colaborador da sinistra Ministra Blogue, alguém colocou lá esta 'obra'.

    bjos

    ResponderEliminar
  6. Por acaso tenho este video no meu blog. Se não estou em erro, apanhei-o no Dailymotion.

    Obrigada na mesma.

    ResponderEliminar
  7. A isto junta-se, maçonaria e opus-dei. Esta gente prepara-se para realizar um hiper-golpe de estado a nível global, para, após as cinzas construirem um super-estado controlado por eles. Este video assim o diz.

    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Este filme é o primeiro de dois, produzidos pelo movimento Zeitgeist:
    http://thezeitgeistmovement.com

    Os filmes estão disponíveis gratuitamente a partir do próprio site desse movimento:
    http://www.zeitgeistmovie.com
    Neste site, para quem deseja ver o filme com legendas em Português, clicar no "link" "Subtitles Here", logo abaixo da indicação de cada um dos filmes.

    ResponderEliminar
  9. E depois continuem com o Addendum legendado em português.

    http://www.zeitgeistmovie.com/add_portug.htm

    (mais duas horas bastantes educativas) No entanto este só é possível ver no site.
    Se perderem as referências encontram os links na barra da direita do meu blogue, já lá estão há uns meses.
    Para mim são de visionamento obrigatório.

    ResponderEliminar
  10. O filme está disponível para download p2p aqui: http://thepiratebay.org/torrent/4070654/Peter_Joseph_-_Zeitgeist_(2007)_-_Legendado_PT-BR.avi ; obviamente é necessário instalar um programa para efectuar o download, aconselho o uTorrent, disponível em http://www.utorrent.com/download.php . Vale a pena o trabalho, o documentário é fabuloso. No Youtube ou no Google já existem mais episódios, podem ser visualizados em Flash ou guardados, por exemplo, com o AnyVideoConverter, disponível em http://www.any-video-converter.com/products/for_video_free/ .

    ResponderEliminar
  11. "ENDGAME:JOGO FINAL- PLANO PARA ESCRAVIDÃO GLOBAL"

    1 -> http://br.youtube.com/watch?v=NBpgqYWm0cI

    2 -> http://br.youtube.com/watch?v=A0LcSSytKXQ

    3 -> http://br.youtube.com/watch?v=eluVl5V_Wbw

    4 -> http://br.youtube.com/watch?v=87dkfOJWV1c

    5 -> http://br.youtube.com/watch?v=woGm5DqMAcs

    6 -> http://br.youtube.com/watch?v=MVOqsMVO-6U

    7 -> http://br.youtube.com/watch?v=lMEeIXKRPi4

    8 -> http://br.youtube.com/watch?v=PIZgykdQ7i0

    9 -> http://br.youtube.com/watch?v=Cl4DbTotJ08

    10 -> http://br.youtube.com/watch?v=DyG99EjAjrU

    11 -> http://br.youtube.com/watch?v=ph1Pg2IafPE

    12 -> http://br.youtube.com/watch?v=i30Sjrrucn8

    13 -> http://br.youtube.com/watch?v=pgYppcinxyc

    14 -> http://br.youtube.com/watch?v=Agvl-F_gOcQ

    ResponderEliminar
  12. Para quem andava à procura do Flash Player, está aqui o link:

    http://get.adobe.com/br/flashplayer/

    Já agora, se instalar o RealPlayer fica com a possibilidade de fazer download de todos os vídeos do Google, do YouTube e ainda mais uns quantos. O link é este:

    http://brazil.real.com/player/win/?&src=ZG.br.idx,ZG.br.player

    Ambos os programas são gratuitos.

    Antes de prosseguir, devo dizer (ao Kaos) que continua a produzir excelentes imagens, a maioria das quais expressam ideias/críticas com que muito me identifico.
    Quanto aos comentários, apesar de ser visitante frequente, não costumo deixar muitos, normalmente tenho tendência a comentar quando não concordo e raramente no caso oposto.
    Está-se portanto a ver que vai sair comentário discordante, relativamente a este vídeo.
    Peço antecipada desculpa pela extensão do mesmo.
    É curioso que os autores do vídeo tenham optado por uma linguagem em tudo semelhante à dos pregadores das modernas seitas, à de muitos políticos, à de alguns pseudo-ecologistas, etc. Sarcasmo, meias-verdades com distorções e exageros e, algumas mentiras misturadas com um ou outro facto, acabam por dar uma imagem muito distorcida das coisas. O visionamento do vídeo recorda-nos o estilo Al Gore e também alguns documentários dos canais “Odisseia” e “Discovery”, ou seja, salvo raras excepções: propaganda e doutrinação.
    Claro que não vou fazer aqui uma lista exaustiva dos “disparates” mais evidentes do filme, deixo apenas três ou quatro discordâncias mais evidentes.
    Logo aos 6 minutos e 47 reparei na frase: “tens de saber a verdade, procurar a verdade e a verdade te libertará.” Com esta frase, o autor está a citar, precisamente, Jesus Cristo: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (algures no Evangelho segundo São João). É curioso o uso de palavras de “alguém” que se quer criticar para fundamentar a pertinência dessa crítica. Curioso, mas pouco honesto, na minha modesta opinião.
    O filme prossegue elencando uma série de deuses que terão nascido a 25 de Dezembro por analogia com Jesus Cristo. Não conheço nenhuma religião cristã (e há-as para quase todos os gostos) que assuma que foi esta a data de nascimento de Cristo, pelo contrário todas assumem que é uma data simbólica. Aliás, o actual calendário (Gregoriano) só começou a ser usado em 1582, e por apenas 3 países (Portugal, Espanha e Itália), muitos outros adoptaram-no apenas no século XX. O anterior calendário de 12 meses (Juliano), data do ano 46 a.c. O antigo calendário romano tinha apenas 10 meses e o ano iniciava-se a 1 de Março. O filme identifica como tendo nascido a 25 de Dezembro, deuses de culturas com calendários de tal forma diferentes que esta analogia é impossível.
    Estabelece-se também, ao longo do filme, uma analogia entre as crenças egípcias e a judaica. É bom lembrar que Moisés nasceu entre os egípcios e não depois deles (como se parece querer insinuar) e que estes (os egípcios) tinham por hábito, adoptar “todos” os deuses das outras culturas.
    A certa altura do filme, afirma-se: “A figura conhecida como Jesus, provavelmente nunca existiu.” Nem as ciências nem a História corroboram esta ideia. É discutível, depende obviamente daquilo em que se quer acreditar, se Jesus é ou não divino, se ressuscitou ou não. Mas não parece haver grandes dúvidas da existência (naquela época) de um pregador de origens modestas, que os romanos crucificaram.

    Note-se que não estou a defender, nem, o catolicismo, nem qualquer outra religião, aliás, a crítica às várias religiões era frequente nos discursos de Cristo. Mas talvez convenha distinguir entre religião e fé, essa sim, (para mim) intrínseca à condição humana.
    Não sei se o Kaos sabe, mas um dos pontos da agenda dos (fanático) idiotas de Bilderberg é a erradicação da fé, que eles acusam de ser uma forma de pensamento individual, contrária, portanto, à doutrina única de que tanto gostam?
    Boas festas, ou bom descanso, como preferir, que faz tanta falta como o trabalho e nem sempre foi um direito, nem sabemos por quanto mais tempo o será.

    ResponderEliminar
  13. Apache:
    Agradeço as tuas opiniões e observações pertinentes e úteis. Confesso que tenho uma certa tendência para desconfiar de verdades absolutas. Nunca as espero encontrar todas num único local nem profetizadas por um único "Deus". Sei que não tenho verdades mas isso não me inibe de as procurar. Não acredito em Deuses mas acredito em diabos, diabos humanos. Acredito que a mentira e a corrupção está um pouco em todo o lado e procuro fugir dela. Tarefa impossível, mas tenho filhos pequenos e sei que tenho de tentar dar-lhes uma resposta para o mundo onde vão viver e que sei não vou conseguir mudar. Isso faz-me continuar e questionar sempre porque realmente precisava de uma resposta. E, a verdade, essa anda por ai.
    Boam 2009
    PS: E esperemos que saibamos defender os direitos que nem sempre foram direitos mas que a humanidade no seu avanço, e com a luta de muitos, nos fez possuir.

    ResponderEliminar
  14. apache, areligião não trouxe nada de útil à nossa sociedade. Os valores que a reigião transmite à nossa juventude são os mesmos que um bom filme ou bom desenho animado transmitem. A religião é um conto de fadas criado para manipular as populações. Não interessa de onde vem ou como nasceu. Se realmente exitisse um deus com amor incondicional por nós, não haviam crianças a morrer em gaza e em Africa. E não são mortes levianas, são mortes horriveis no meio do caos e da destruição que nós causamos. Em que é que os nossos crimes são motivo para castigar ou deixar que sejam castigadas crianças inocentes? Se deus realmente existe, é um hipócrita e um masoquista.


    Quanto ao filme, já conhecia. Tou como tu kaos, não sou detentor da verdade absoluta. Mas consigo perceber que algo está errado e muito errado neste mundo.

    ps: bom blog =)

    ResponderEliminar
  15. epa, tava com pressa e nem reparei no que escrevi... quando falo em "não interessa de onde vem ou como nasceu", falo de jesus e não é como é quando.
    e eu queria chamar a deus sádico, não é masoquista, coitado! :p (só me lembrei quando reli o comentário

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo