quinta-feira, janeiro 29, 2009

Orgulho de Engenheiro da Independente

Orgulho

No encerramento da cerimónia de apresentação do relatório da OCDE sobre a política educativa para o primeiro ciclo, José Sócrates lamentou que tenha sido necessário «alguém de fora» para dizer «bravo» à actuação de Maria de Lurdes Rodrigues.
Orgulhoso com as conclusões do relatório, para Sócrates, esta reforrma foi importante para o Governo e, em particular, para a ministra da Educação «que passou pelo que passou».

Tadinha da sinistrazinha. O engenheiro canta de galo e mostra-se muito orgulhoso. Se este temporal que assola o Freeport não o levar, esperemos que venha a engolir o orgulho nas próximas eleições. É que nós não necessitamos de avaliações externas para saber internamente, muito bem a merda que andam a fazer.

10 comentários:

  1. E está na calha outro relatório de avaliação externa. Este no âmbito da Educação Especial! O trabalho foi entregue ao Rune J. Simeonsson,sim…esse mesmo, o autor da CIF. Atendendo que a legislação sobre n.e.e. apresenta como referência a própria CIF, acham que o Simeonsson vai distanciar-se do seu próprio trabalho e recolher e analisar dados de forma independente?
    Alguém sabe quem á a senhora portuguesa que vai colaborar no trabalho? Será do PS?

    ResponderEliminar
  2. Manuel_costa29/1/09 00:27

    O próprio Sócrates já admitiu hoje na A.R. que o relatório não é da OCDE . E mais, diz que nunca disse que o era. Se visionarmos com atenção aquilo que ele disse podemos perceber o nível de intrujice deste senhor… reparem no que ele diz:

    “há muitos anos e há muitas décadas que leio relatórios da OCDE sobre educação, eu nunca vi uma avaliação com tantos elogios, e tanto apoio a reformas e mudanças ao serviço da educação publica em Portugal”

    Agora tirem as vossas conclusões !

    ResponderEliminar
  3. L I N D O ! ! ! ! ! !

    ResponderEliminar
  4. Manuel_Costa29/1/09 01:27

    Recebido por email:

    "Já agora, quanto é que pagaram à equipa de Peter Mattews? Eu conheço a forma de trabalhar dos peritos internacionais. Actuam em rede e juntam-se por afinidades intelectuais e políticas. Oferecem os seus serviços aos Governos e às Organizações Internacionais Globalistas, como a OCDE. Regra geral, fazem-se pagar muito bem: no mínimo 25000 euros por mês de trabalho. Se o pagamento for feito à totalidade do relatório, o montante pode chegar a muitas dezenas de milhares de euros. A metodologia é a habitual: o Gabinete da Ministra tem um "oficial" de ligação que fornece aos peritos toda a informação; os peritos fazem duas ou três deslocações curtas a Portugal para entrevistarem pessoal de topo do ME, os coordenadores dos programas e dirigentes da IGE e é tudo. Depois, é só escrever o Relatório. Regra geral, não há lugar para observações prolongadas nas escolas nem a entrevistas a professores, alunos e pais. Logo que consiga ter acesso à metodologia do Relatório, analisarei, em concreto, os procedimentos da equipa liderada por Peter Mattews. Aposto que não foi muito diferente da que aqui relatei."

    ResponderEliminar
  5. Mais uma vez se prova a psicopatia do homem!
    O gajo que se vá tratar. Por este andar, nem ele se cura e nós FICAMOS DOENTES!

    ResponderEliminar
  6. Penso que está na altura de pedirmos a demissão deste governo antes que destruam Portugal e a sua já mui pobre imagem. Já estão tão decrépitos, patéticos e senis que por mim já os podiam por num lar de 3ª idade. Vou já mandar um email ao PR a exprimir o meu descontentamento pedir a demissão do governo. Se é que isso servirá de algo.

    ResponderEliminar
  7. Dito e feito. Vamos lá ver a resposta do homem que raramente se engana.

    ResponderEliminar
  8. Já agora não se esqueçam de outro sucesso que eu antevejo na avaliação anunciada para o ensino professional. Prognóstico infalível, uma vez que os alunos são avaliados numa escala de 10 a 20.Será boato?

    ResponderEliminar
  9. Então o relatório é da ocde, ou não é da ocde??!! Ahahahahahahahah!!! Impagável este sócrates!! Simplesmente ridículo!

    ResponderEliminar
  10. Deve ser é do e-cod, em inglês. Em português é bacalhau informático. Remetido por mail sem assinatura digital...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo