domingo, fevereiro 22, 2009

A Cegueira

Cegueira

«O ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, considerou esta sexta-feira de «irresponsáveis» as críticas que têm sido lançadas ao governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio.»

Também concordo que quem o faz é irresponsável. Anda o homem há tanto tempo a olhar para o lado para não ver e vêm agora acusá-lo disso. Até parece que preferiam que os tivesse fisgado quando estavam com as mãos na massa. Ingratos.
Já todos percebemos que o que se passava no BPN e no BPP acontecia e tinha de haver quem olhasse para o lado para não ver o que não queria ver. Olhava e deve continuar a olhar porque se as coisas se passavam assim nesses bancos o que nos garante que não se passam também assim nos outros. Se aqueles que deviam ser os “policias” que controlam o mais ambicionado de todos os poderes, o dinheiro, mostram que deixavam roubar mesmo por baixo dos seus narizes não nós dá grandes garantias. Nem grandes, nem pequenas, não nos dá nenhumas. O que se passará por detrás de das paredes desses bancos que por aí há?

4 comentários:

  1. A defesa de Victor Constâncio por parte dos membros do governo é absolutamente intolerável depois das provas dadas sobre a sua incapacidade de cumprir cabalmente com a sua função. E o mais incompreensível é o facto de que nem sequer foi o PS que o nomeou na altura governador do BP. A sua destituição sem qualquer direito a indemnização pelo seu mau serviço prestado era mais que justificado que ele nesta altura não exercesse tal cargo.

    ResponderEliminar
  2. Falou em incapacidade - mas, na verdade, é incompetência mesmo...

    ResponderEliminar
  3. INCAPACIDADE, INCOMPETÊNCIA, tanta doçura na qualificação do bicho!
    CÚMPLICE de MÁFIAS ORGANIZADAS, não soará melhor?

    ResponderEliminar
  4. Cúmplice?? Ele não é o Padrinho???

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo