terça-feira, fevereiro 24, 2009

Negócios da China

Vendedoura da América

«A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, pediu este domingo ao governo chinês que continue a comprar títulos do Tesouro dos EUA, de que é a primeira detentora, numa altura que Washington enfrenta um endividamento crescente.
Clinton afirmou que “assim, ao continuar a apoiar os instrumentos do Tesouro americano, a China reconhece a nossa independência. Claramente, vamos sair disto juntos ou cair juntos”.»

Depois de mandar os direitos humanos ás urtigas, a Clinton faz agora papel de “vendedora ambulante” de Títulos de Tesouro Norte Americanos.
Este capitalismo está mesmo a cair de podre, mas o pior é que esta gente prefere ver cair o mundo num buraco sem fundo a aceitar que o sistema que defendem fracassou. Ou levantamos a voz e corremos com essa gente ou estamos condenados à miséria.

6 comentários:

  1. O Kaos pode precisar o que escreveu?

    Quando é que a Clinton mandou os "direitos humanos" às urtigas?

    O que é é que quer a a China faça, não comprar títulos do tesouro?

    ResponderEliminar
  2. Quando a Hilária caaataaavaaaaaa!

    Aboboraaas!

    Precisar???

    Tenham dó de mim que estou a morrer de sono.

    ResponderEliminar
  3. BG:
    Logo no momento que pos os pés na china e afirmou que os direitos humanos não se iam intrometer nas relações económicas.
    Quanto à China comprar ou não comprar isso é um problema capitalista como qualquer outro e que por isso tem o valor que tem e representa o que representa. Tudo gente que valoriza mais o dinheiro que as pessoas.
    Mais alguma questão?

    ResponderEliminar
  4. Tem muito que reflectir, Kaos.

    Experimente formular um pensamento próprio sobre a China, que não seja o mero reflexo da negra propaganda ocidental.

    Deixe de alinhar na diabolização de todos o que a propaganda dos poderosos do capitalismo quer diabolizar.

    E sobre a Clinton, pensei que se tinha esquecido dos direitos humanos quando entusiasticamente apoiou a brutalidade no Iraque e foi um dos primeiro políticos dos EUA a passar-se colonialmente pelo país devastado...

    Sobre os Títulos de Tesouro a China faz bem em comprar. Duvido é que isso seja suficiente.

    A saída da crise exige medidas que rompam com o quadro capitalista. Mas os poderosos do capitalismo não querem. E, se tiverem oportunidade, são capazes de preferir o caminho da guerra para "resolver os problemas".

    Para haver guerra tem de haver ódio, preconceitos, diabolização. Isso demora a plantar para ter êxito. Dai os esforços que fazem para constantemente denegrirem alguém, a China, no caso concreto...

    Está a perceber?

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  5. Percebi perfeitamente ambos os pontos de vista.

    Só quero acrescentar que me cheira a napalm no ar. É como quem diz, claro, que o napalm foi proibido. Mas cheira a guerra K. Oxalá esteja enganado.

    ResponderEliminar
  6. BG:
    Certamente que todos temos muito que reflectir, mas não tenho duvidas que tanto a China como os EUA (para não falar de outros) são países governados por genmte que usa o capitalismo para manter e perpetuar o poder. Parece que há quem acredite que a China, só porque defendeu o comunismo em tempos idos, é uma país decente. Não é. É uma ditadura onde o direitoa à viad está nas mãos de assawssinos. Claro que os EUA também não são exemplo e a sua defesa dos direitos humanos nunca passou de hipocrisia, mas é bom vê-los confirmar por palavras a vergonha dos seus actos.
    Não acredito em Santos e pelo contrário sei que esta gente representa o mal que pode representar um holocausto só para manterem o poder. O capitalismo está em agonia e esta gente tudo fará para sobreviver. cabe-nos a nós tentar evitar isso e assumirmos o poder para lutar por uma forma diferente de vida. Não acreditando em salvadores, sejam eles negros, amarelos, azuis ou brancos, mas assumnindo as nossas responsabilidades.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo