sábado, abril 18, 2009

Trabalho em horas extraordinárias

 Fuga para Vabo Verde

Joaquim Coimbra, accionista de referência da SLN, detentora do BPN, garantiu desconhecer a existência do Banco Insular, explicando que quando ouvia a sigla BI pensava que se referia a «Bilhete de Identidade».

Ricardo Pinheiro, ex-director de operações do BPN e actual quadro do banco Sol, em Angola, admitiu no Parlamento que “de facto, quando a Operação Furacão entrou no BPN, os arquivos contendo toda a informação de clientes com contas em offshores já tinham sido retirados e estavam preparados para ser enviados para Cabo Verde”.
Ao que o CM apurou, o BPN foi avisado das buscas por telefone. Nesse mesmo fim-de-semana, accionou um conjunto de funcionários que retirou a papelada da sede do banco. Ricardo Pinheiro explicou aos deputados que foi um dos elementos do banco que participou no processo de remoção, avançando que “o processo ocorreu em várias estruturas do banco em vários pontos do país”.
Ricardo Pinheiro garantiu ainda que a ordem foi dada por Oliveira Costa, “na sequência da decisão do conselho de administração”. “Eram documentos que tinham a ver com BPN Cayman e BPN IFi e processos de clientes que tinham contas em estruturas offshore”, referiu o bancário.

Um diz-nos que quando ouvia falar de problemas no BI pensava que Oliveira e Costa estava a falar do Bilhete de Identidade, outro que participou no envio de documentos para Cabo Verde quando foram avisados de uma busca da Policia Judiciária.
Será que não há motivos para mais ninguém ir preso? Quem telefonou a avisar? A falta de supervisão e a possibilidade que os bancos tinham e ainda têm de fazer trapalhadas é fantástico e mais fantástico ainda é que não vamos ser feito nada para que as impedir. A quem dá jeito este estado de coisas? Quem beneficia com isso?

6 comentários:

  1. são sempre horas18/4/09 01:41

    são sempre horas

    de fudê-los

    Man: de fudê-los.

    Prost

    ResponderEliminar
  2. É pegar numa moca e fodê-los a todos.Foi alguém da 'Justiça' q avisou os ladrões do BPN,BPP,todos eles.Não confio em nenhuma dessa gente e ainda ganham balúrdios.
    Povão de Imbecis,ninguém se revolta

    ResponderEliminar
  3. Esta gentalha ainda goza com a carneirada dos zés tugas!
    Um dos trafulhas, nas declarações prestadas à comissão de inquérito disse que quando se referiam ao BI (banco insular), julgava que se tratava(pasme-se)do bilhete de identidade!
    Além de nos roubarem à descarada ainda nos passam um atestado de atrasados mentais.
    Pelo descaramento, este individuo devia ser preso!?

    ResponderEliminar
  4. Aquilo era tudo gente simplória... não percebiam nada de nada.
    Eu diria mesmo que eram todos uns lorpas um bocado atrazados na comprensão...
    Mas será que esta gente acredita que o pagode acredita naquilo?
    Tenham vergonha, que a justiça encoste essa gentalha.

    ResponderEliminar
  5. -O Capitalismo é um sistema onde esta gente máma...para mamarem a vontade têm de dar leitinho a alguns meninos e meninas da judite, mini-este-rico publi-cu,banco de portugal dos pequeninos - Óó como pensam que a Fatíma de torna viagem escapou? Ó quê deles os outros???? Isaltinar... casa a piar ...etc & tal sarl

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo