terça-feira, novembro 17, 2009

Coisas do pantano

 bola de sabão

Que protege o Engenheiro de cada vez que aparece associado ao odor fedorento do pântano da corrupção? Porque não há um único caso em que saia de face lavada e sem deixar para trás o anátema de dúvida? Porque morrem só nas suspeitas todos os processos sem nenhum ser levado ás últimas consequências? Uns dizem por se tratarem de calúnias, outros por conseguir influenciar o próprio poder judicial. Certo, é que para se ser honesto não basta sê-lo, também é necessário parece-lo e, o Engenheiro não parece mesmo nada.

3 comentários:

  1. Cá para mim, quem tem cu tem medo.
    Isto de ser alta figuraça de estado e andar na estrada pode ser assustador.
    Quem sabe?

    Alguém sabe porque os habitantes de Mação, querem mudar o nome à terra?

    A que propósito é que os gajos da TSF vão passar esta semana toda a playlist do Pedroso?
    Sabe-se que uma das musicas suprimidas foi uma do Carlos do Carmo.
    É de cariz ornitológico e diz que parecem pardais à solta.
    Quem sabe o nome da cantiga?

    ResponderEliminar
  2. A Mim Me Parece17/11/09 13:18

    Que mania esta a de compararem Sócrates à mulher de César!...
    É que a mulher de César era séria, só que não parecia. E César não era gay.

    ResponderEliminar
  3. "E César não era gay."

    Isso... pode não ter sido bem assim. Os adversários de César diziam o oposto. Em Roma, circulou uma anedota sobre alegados "favores" que César teria feito a um rei no oriente, a troco da sua liberdade, por ocasião da sua captura por piratas.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo