sexta-feira, novembro 13, 2009

O Urubu

Abutre face oculta

Todos sabem o que penso e a falta de confiança que o Engenheiro me merece. Nem duvido, por todas as histórias tão mal contadas que aconteceram no passado, que até possa haver motivos para investigação e acusação por razões menos claras, neste e em outros casos em que está envolvido. Já a Manuela Ferreira Leite tem o condão de dizer o pior que pode dizer de cada vez que abre a boca. Em vez de ir para a Assembleia, armada em Urubu por cima do cadáver político do Engenheiro fazer folclore político, mais valia que apresentasse propostas e soluções que obviem a que a corrupção seja possível em Portugal. Proponha acabar com o sigilo bancário, com o enriquecimento ilícito e o agravar das penas para os culpados. É que também não nos podemos esquecer que as leis que temos, as leis que permitem que este país esteja nesta bandalheira, que a corrupção esteja institucionalizada e que nunca se consiga condenar os culpados também é da responsabilidade do PSD. O que falta é uma verdadeira vontade de acabar com a corrupção e o compadrio por parte de todos os que no poder, não vão tentações do diabo fazê-los cair em tentação.

2 comentários:

  1. Cadáver político? Está a brincar?
    Só se for um "Cadavre Exquis".

    ResponderEliminar
  2. Há algumas diferenças entre a Manelita e o Inginhêro.
    Da Manelita não gosto das opções políticas, mas reconheço que não tirou os cursos ao Domingo na Independente, e - até ver - ainda não foi apanhada com a mão na massa... Quanto ao número de amigos ladrões dum e doutro, o Engenhocas também a bate aos pontos, com a vantagem de até ter sócios no PPD (caso do Preto).

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo