domingo, fevereiro 14, 2010

Quando cair, quantos cairão com ele?

 ás costas

9 comentários:

  1. Karo
    Kaos,
    Antes deles cairem já muitos portugueses cairam.
    Este Governo do Sr. Sócrates tem sido um dos mais cruéis desta democracia de pacotilha.
    Lembra-se ainda das promessas que fez quando ele andava em campanha antes de ter ganho o 1ºGoverno?
    Entre elas havia uma que criou muitas expectativas e levou muitos portugueses a votar nele, os tais 150.000 novos empregos, aonde estão eles???
    Quando entrou para o governo em 2005, havia cerca de 350 mil desempregados, no fim do ano passado esse número tinha crescido para cerca de 600 mil, afinal, ele queria dizer é que ia criar mais 250 mil desempregos, e neste ano quantos milhares de empregos já se perderam???
    O que é que ele fez para criar emprego? Veio com mania de que Portugal tinha de ser um país que apostava na investigação e tecnologia de ponta, e entre outras palermices andaram a queimar dinheiro nas Qimondas para a final aquilo ir tudo por água abaixo, mas que raio de engenheiro é esse???
    Não sabia ou seu séquito de acessoras lambe-botas por acaso nãolhe souberam dizer ao homem que há cá tinha havido duas fábricas de memórias e semi-condutores e que tinham emigrado para a Tailândia e para Taiwan, A Standart Eléctrica/ITT e a Texas Electronics???
    Porque é que essas fábricas desapareceram após Abril de 74???
    Porque pura e simplesmente, lá o salários são muito mais baixos, será que os governantes deste país só querem a cabeça para enfiar o chapéu, ou se calhar, para nos dar mas é a chapelada???
    Connosco, os fotógrafos, fez o mesmo, com asuas ideias securitárias, ao colocar o próprio Estado a tirar as fotografias para CC e Passaportes para fotografar a íris das pessoas, para juntar ao chip que integra esse novo cartão, deixou-nos a nós a tirar fotografias aos passarinhos, arrumou com centenas de pequenos empresários e milhares de empregados, centenas de lojas fecharam ficando por sua vez os seus senhorios a ver navios, já que nesta altura só um louco é que abre uma casa comercial, também, ao permitir que continue a entrar tudo o que vem do Oriente sem qualquer restrição, tem destruído milhares de empregos nas fábricas de têxteis, confeções, sapataria entre outras, e que eram as nossas industrias de referência, mas que não conseguem concorrer com os produtos feitos por semi-escravos, por outro lado, tem permitido a abertura cada vez maior de centros-comerciais e hipermercados, aumentando ainda mais o desespero de milhares de pequenos comerciantes e seus empregados que acabam todos no meio da rua, paralelamente, mantém um sistema de subsídios que sustenta a mandriice enquanto aqueles que trabalharam toda uma vida acabam muitas vezes com reformas de miséria, então, isto não é ser cruel para o povo que o elegeu e o guindou ao poleiro???
    Quantas pessoas já não cometeram suicídio por se verem sem qualquer saída e quantas mais não irão cometer ainda???
    Quantas mulheres que tinham o seu emprego que ao perde-lo, muitas vezes sozinhas ou com os maridos também desempregados, ao ficarem sem recursos para sustentar a casa e os filhos, não tiveram ou tem outro remédio senão recorrer à prostituição???
    Será que um governante integro pode aceitar uma coisa destas, que país é este, um estado falhado centr, ou estão a trabalhar para transformarem Portugal no bordel da Europa e país exportador de escravos???
    E que faz o PR acerca disto tudo, deste degradar de dia para dia??? Assobia para o lado, faz uma festa à sua Maria e caga-se para os portugueses do seu cadeirão de majestade divina???
    Azar o nosso, quis o nosso malvado destino, que se juntassem o pior 1º Ministro que Portugal já teve desde Salazar com o pior PR desde Carmona, até o corta-fitas do Almirante Tomaz era mais eficaz, maldita sina a nossa.
    E ainda está a preocupar-se com a queda deles?
    Olhe que eles não vão ficar desamparados como nós ficámos, estamos a ficar e havemos de ficar.
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  2. Errata:

    Aonde se lê: ..."que país é este, um estado falhado centr,"...,

    Deve ler-se:.."que país é este, um estado falhado centro-africano,"...

    ResponderEliminar
  3. Lusitano:
    Não estou nada preocupado com a queda de ninguém e quanto ao resto que dizes não é nada que eu não tenha andado a dizer aqui há já alguns anos. Há muito que falo da falácia da globalização e da desgraça a que isso conduz. Há muito que falo na necessidade de escolher outro caminho e outros sistema. Estes podem cair à vontade que não passam de servos dos Bilderbergs deste mundo, mas enquanto não for o próprio sistema capitalista a cair isto não vai melhorar
    cumps

    ResponderEliminar
  4. Então quer dizer, ando eu aqui, andamos todos nós aqui a fodermo-nos todos a estudar para sermos alguém, para conseguirmos ter uma licenciatura, para sermos habilitados para desempenhar uma profissão na área onde nos formámos e andamos todos pela ruas da amargura com falta de saidas e soluções para um emprego que se adeque às nossas especializações, e vem ESTE FILHO DUMA GRANDA PUTA, enganador do caralho, um verdadeiro ESCARRO de pessoa, um biltre, um porco destes, MENTIR à sociedade Portuguesa e conseguir ser eleito à base da MENTIRA ao povo, como já não se via uma política talibã destas desde Salazar, com a censura à imprensa e o abafamento de obscenidades como este FILHO DUMA GRANDA PUTA nem sequer ter dito a verdade quanto às suas habilitações académicas, onde PAGOU para lhe darem um curso?

    Este filho duma puta merecia ser desmembrado com um machado, dedo a dedo, braço a braço, perna a perna.

    Este filho duma puta merecia ser exonerado da nacionalidade Portuguesa, por ter mentido ao povo português, por ter posto o povo Português abaixo do limiar do bem estar social, com fecho de escolas, maternidades, hospitais, centros de saúde, congelamento de ordenados e carreiras e planos para pôr os trabalhadores da função pública para entrar em conflito uns com os outros para se tentar alhear de ser este PORCO, este governo, o culpado e o responsável por andar a minar a nossa sociedade, tirar recursos às comunidades, contribuir criminosamente para a exclusão social e a desertificação do interior por falta de meios, serviços e recursos e por pôr as pessoas no desemprego.

    E este rabo nem habilitado é para governar o próprio cu, quanto mais para estar onde está, com licenciaturas do planeta Agostini pagas em “Universidades-máfia-lavagem de dinheiro” que queimam os registos dos seus alunos ao passar de 5 anos.

    Mas andamos todos a dormir caralho?! QUEIMEM JÁ ESTE FILHO DA PUTA e martelem-lhe pregos nos olhos e cosam-lhe a boca com linha de pesca e cortem-lhe a cara com uma moto serra.

    Matem-no caralho! Enganador, golpista, um verdadeiro filho da puta extremista, mentiroso, cobarde e criminoso.

    ResponderEliminar
  5. Uma solução para a crise, seria uma nova guerra mundial: Europa e USA declararem guerra à China...

    ResponderEliminar
  6. Caro
    Kaos,
    Como deve ter percebido, o "estar preocupado com a queda destes marmelos", era apenas uma ironia. Claro, que ambos sabemos, que esta mundialização do capitalismo só pode levar à desgraça das pessoas, uma vez, que se baseia na exploração dos povos, incentivando o que há de pior nos seres humanos, tudo em proveito e enriquecimento de uma meia dúzia de malvados que se estão nas tintas para toda a população mundial, fazendo dela as suas marionetes.
    Não consigo perceber é como é que há gente, que não pertencendo a essa "elite" mafiosa, ainda defende o capitalismo como sendo o único regime que dá "bem estar" às pessoas, se calhar, o "bem estar" para essa gente, são as guerras de rapina que o capitalismo promove indo roubar países e pessoas que nada de mal fizeram a outros, o Iraque é um caso típico, mas há mais, muito mais.
    As pessoas são tão "ingénuas", ou se calhar tão mal esclarecidas, que ainda não perceberam que grande parte da Humanidade há-de ser destruída exactamente por esse capitalismo, seja por meio de guerras, ou por outra qualquer forma, pois, os capitalistas, não vão querer que a sua descendência ande a lutar para sobreviver com a restante "ralé", pelo "simples" facto de certos recursos naturais não renováveis - petróleo e água potável, por exemplo - se estarem a esgotar rapidamente, por isso, a tal "despopulação" que defendem, ou seja, a redução artificial da população humana, ir acontecer de certeza, eles apenas se preocupam com eles e a sua descendência, os outros que se lixem.
    Um abraço

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  7. Lusitano:
    Já aqui falei varias vezes da solução final planeada pelos Imaginati e Bilderbergs deste mundo que passa pela aniquilação de 80% da população mundial. Está em curso o plano para o maior genocidio da história.

    ResponderEliminar
  8. Cai Sócrates
    Desaparece, parte, sai deste povo
    Volta a Vilar de Maçada onde te esperam
    As ossadas dos teus avós, de que és
    A herança perversa. Vai, foge do povo
    Monstruosa farsa, hediondo
    Ministro do faz conta, boy bóbó
    Coito interrompido! Sai, Sócrates
    Fato cagão, cueca suja como guardanapo,
    Gravata de prepúcio, câncio homo-nada
    Que empestas as passerelles da vidairada
    Com teu petulante abanar de ancas
    Enquanto largas traques sobre as palmas
    Tuas encomendas aos boys-todo-o-serviço
    Sai, get out, va-t-en, henaus
    Tu e tua capa de marketing de plástico
    Tu e teus telepontos
    Tu e teu discurso cheio de nada
    E pede perdão ao filósofo
    Cujo nome roubaste. Deixa os portugueses em sossego
    Odioso falozinho; fecha o fecho
    Das tuas peles destomatadas
    Secretárias, ministrinhas, directoras, jotas de saia curta
    Movendo-se à volta da tua merda, como moscas
    varejeiras que depois pousam nas mesas e nas camas,
    Sai, Sócrates
    Arruma as botas e diz adeus ao tacho
    Em saudação fascista; galga, vasa,
    Contra o teu próprio umbigo
    E vai viver do teu próprio valor
    Na poeira suja que se acumula no teu currículo.
    Adeus
    Recheador de ricos, multiplicador de pobres, tu
    Com quem ninguém quererá jamais aprender nada.
    Parte, punheta estéril, andate via
    A23, destino Covilhã,
    Experimenta viver igual às tuas vítimas.
    Não tens mais estômago do que o homem da rua!
    Cretino só, pinóquio de esparguete, que prescreves
    A crise do país sem a experimentares, só
    cretino, políticu, xuxalista...
    Desanda, arruma as malas, toma banho,
    E telefona para a empresa de mudanças!

    IV
    Há 1 trabalhador que foi para o desemprego
    Há 2 trabalhadores que foram para o desemprego
    Há 4 trabalhadores que foram para o desemprego
    Há 16 trabalhadores que foram para o desemprego
    Há 256 trabalhadores que foram para o desemprego
    Há 65.536 trabalhadores que foram para o desemprego
    Há 4.294.296 trabalhadores que foram para o desemprego

    VI
    — Minha senhora, lamento muito, mas é meu dever informá-la de que a empresa não precisa mais dos seus serviços...
    — Meu caro senhor, tenho de comunicar-lhe que está despedido...
    — É, infelizmente a empresa diminui os lucros. É impossível manter o seu posto de trabalho...
    — É a crise, meu amigo. Vá para casa...
    — Você é um homem forte, com certeza que arranjará outro emprego...
    — Sua folha de serviço é exemplar, dar-lhe-emos uma carta de recomendação...
    — Veja, você já não tem nada para dar à empresa... talvez com formação...
    — Compreendo que não tenha outro rendimento. Sou seu patrão, não sou seu pai...
    — Há muito operário na mesma situação. Você não está só...
    — Era o nosso melhor colaborador. Mas a crise é internacional e não perdoa...
    — Qual quê, meu caro, não se assuste prematuramente. Ainda tem uma vida à sua frente...
    — Parece que o engenheiro também vai fora...
    — Uma trabalhadora exemplar... E depois, tão linda...
    — Que coisa! Logo agora que empresa estava cheia de encomendas...
    — Se não aceitar as condições, somos obrigados a despedi-lo...
    — Não me diga? A auto-europa...
    — Não só... e a general motors?...
    — E atenção para a última notícia. Mais três mil trabalhadores despedidos esta tarde...

    — SÓCRATES ESTÁ DESPEDIDO

    ResponderEliminar
  9. Caro Lusitano
    Do que aprendi na escola, o capitalismo e o comunismo são sistemas económicos que divergem pela forma como encaram o mercado, respectivamente aberto ou fechado à iniciativa privada; atente-se ao que a China vem fazendo nos últimos anos com a abertura ao mercado internacional e globalizante(se assim não fosse, estaria ainda no feudalismo maotsetungiano que conhecemos no passado).
    Por isso, meu caro, não desespere, ainda está para nascer o sistema económico que venha substituir os citados e que possa defender o homem como ser pensante e produtor; até lá, antes o equilíbrio entre a iniciativa privada e o estado do que o centralismos retrógrado que observamos em países tão dispares como a Coreia do norte ou Cuba.
    Saudações plenas ao Kaos, que com o seu humor mordaz nos traz algum alento para continuarmos firmes e hirtos.
    O inspector-mor

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo