quarta-feira, março 17, 2010

Consumo, consumo, consumo

 consumo

Belmiro de Azevedo afirmou sobre o PEC que não favorece o crescimento do país; “São precisas medidas que favoreçam o consumo”.
Em relação ao escalão de 45% no IRC para quem ganha mais de 150 mil euros por ano; “Tira poder de investimento às empresas e poder de consumo aos cidadãos”.

Consumo para quem está desempregado ou ganha ordenados de miséria em trabalhos precários e o problema do consumo de quem ganha mais de 150 mil euros por ano. Para ele é tudo a mesma coisa.

4 comentários:

  1. Mas o Belmiro só olha para o próprio bolso. Só é de admirar é quem vê no que ele diz doutos conselhos a favor do bem estar nacional...
    Vê lá se ele deu o exemplo e passou a pagar melhor a quem trabalha para ele?

    ResponderEliminar
  2. Onde é que a Sonae tem a sede? Na Holanda?!?... esta é mesmo de patrão do engenheireiro josé trocaste

    ResponderEliminar
  3. pois meu caro Belmiro, mas para se consumir é preciso produzir, que isto de viver a crédito já foi chão que deu uvas...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo