domingo, maio 09, 2010

As côdeas do Valentim

Côdeas metro

O Estado pede a Valentim Loureiro que devolva 30 mil euros pelos salários auferidos enquanto presidente do Conselho de Administração do Metro do Porto. «Realmente chegou à câmara uma carta que dá conhecimento de que tinha de devolver os vencimentos magros que lá tinha auferido». «Quem participa em situações destas ganha 1000 euros, como eu ganhava. Porque os administradores executivos, como era o professor Oliveira Marques, ganhavam 10 mil. É legítimo que mesmo sobre essa côdea se diga que devolvam porque não têm direito?». «As Pessoas têm de ser remuneradas não apenas pelo trabalho que fazem, mas pelas responsabilidades que assumem».

1000 Euros podem ser côdeas para o Valentim, mas Côdeas dessas eram banquetes para muitos. É disso que ele se parece esquecer. Todos sabemos que esta gente come de muitas gamelas e que lhes basta ter o nome de uma lista de administradores não executivos para engordarem a conta bancária. Como ele reconhece nem é pelo trabalho que são pagos, basta dizerem que assumem muitas responsabilidades. Lata não lhes falta.

2 comentários:

  1. Até seria compreensível, se realmente esta gente tivesse responsabilidades que depois fossem assumidas por eles (quando as coisas dão para o torto), mas como todos sabem, façam eles as merdas que fizeram nunca são responsabilizados por nada, logo...

    ResponderEliminar
  2. Responsabilidades?o gajo goza à grande.Olha os amigos do cavaco e a sua coorte de corruptos...um tiro nos cornos ainda era pouco!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo