domingo, maio 02, 2010

Primeiro de Maio de 2010

1º Maio

Nós somos um povo de respeitinho muito lindo, saímos à rua de cravo na mão sem dar conta de que saímos à rua de cravo na mão a horas certas, né filho? … Descansa, não penses em mais nada, que até neste país de pelintras se acha normal haver mãos desempregadas e se acha inevitável haver terras por cultivar!
Estratos do poema “FMI” do José Mário Branco

Como sempre, lá fui eu para o 1º de Maio em Lisboa, umas vezes chamado de dia de luta, outras de celebração. Não fui para gritar as mesmas palavras de ordem que se gritam todos os anos nem para ouvir os mesmos discursos recauchutados dos anos anteriores. Fui porque é importante que os trabalhadores e aqueles a quem já nem dão o direito de o serem por não haver trabalho, se unam na defesa dos seus direitos. Fui lá porque é necessário lutar para destruir este sistema capitalista global entes que eles nos destruam a nós. Triste e preocupado fico, quando vejo que toda a luta que nos propõem é descer uma vez mais a avenida lá para o fim do mês e, se as coisas estiverem mesmo muito mal, talvez se repita depois do verão. Isso e umas greves sectoriais em dias marcados que prejudicam mais quem as faz do que aqueles contra quem são feitas. Não está na hora de começarmos a fazer uma luta para ganhar e não só para protestar? Soluções existem, falta é quem tenha coragem de as assumir.

6 comentários:

  1. ... os jovens têm que ser empreendedores...

    ... que ninguém se fie de que aqueles Senhores, que estão lá em cima, arranjem empregos; a não ser à família e aos amigos; podem (e devem) quando muito, criar condições favoráveis para que isso aconteça.

    ResponderEliminar
  2. Caro
    Kaos,

    É melhor começarmos a olhar para a Grécia para vermos o que nos vai calhar na rifa, já foi anunciada a suspensão dos subsídios de Férias e de Natal para os funcionários públicos, possivelmente, ainda lhes vão aos ordenados, parece que amesma receita vai ser aplicada aos privados, pensões acima de 600 Euros (uma fortuna, como se vê), vão ficar sem 13º mês, muitos cortes em subsídios e outros apoios sociais, enfim, uma reviravolta que vai dar trolha pela certa.
    Não pensem que estamos muito longe disso, quem o afirmar quer fazer de nós parvos ou então é pura propaganda, como se viu há dias, basta um pequeno ataque de especuladores na Bolsa e cagamo-nos todos, agora vejam como vai ser, os juros cada vez aumentam mais, se já agora temos de pedir para pagara os juros dos juros, se o que pedimos, para além de ser para paagr esses juros é só para comprar comida, já não para equipamentos ou matérias primas, como vai ser daqui para a frente???
    De certeza,que o nosso IVA, tal como a Grécia que o aumentou para 23%, vai ter de ser aumentado, os outros impostos irão seguir o mesmo caminho, apesar de jurarem a pés juntos que o não vão fazer, mas olhem para os exemplos anteriores e vejam se se pode confiar nessa gentinha, por outro lado, já não são os Teixeiras dos Santos cá da terra que mandam alguma coisa, é Bruxelas e os seus patrões juntamente com aqueles que cá meteram o seu dinheiro, por isso, o que os pseudo-governantes dizem é apenas um empata, porque a nossa sorte já foi decidida, o resto é conversa da treta.
    Não se esqueçam, que os principais financiadores da dívida grega e que agora vão entrar com mais uns milhares de milhões de Euros, são principalmente os alemães e os franceses, e os seus povos já estão a exigir que se ponham os PIGS fora do Euro senão mesmo, fora da UE, e os respectivos governos, que são sensíveis a esses apelos, pois, caso nãoos oiçam também colocam os seus tachos em risco, certamente não os vão desiludir, por isso, quando dentro de umas semans nós já não tivermos crédito ou ele se tornar tão caro que já não nos é possível pedir mais, contém com medidas parecidas cá para os bovinos que habitam este rectângulo.
    A boa vida acabou-se, comecem a pensar em dizer adeus a muita coisa, que daqui para a frente até vão plantar couves nas varandas se quiserem comer um caldo verde, olhem, que quem vos avisa vosso amigo é, e eu já venho avisando há 24 anos, já estou cansado e farto de falar para o deserto.
    Não se esqueçam também, que temos uma Economia de merda baseada em comércio e serviços, e menos subsídios, menos ordenados, mais impostos, juros mais altos nos empréstimos das casas e doutros bens representa menos dinheiro disponível, menos dinheiro representa menos compras, menos compras representam menos vendas, menos vendas representam menos emprego, é difícil perceber o que nos espera ou querem um desenho???
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  3. Caros Amigos,
    Como tem ouvido ultimamente, Sócrates e o Papa da Madeira Alberto João, fumaram o cachimbo da paz e agora já são amigos, o A. J. até já disse, que vê com bons olhos a construção do TGV - não sei como é que chegou e em que baseia essas conclusões, se calhar, também fez algum curso de "inginheiro" no último fim-de-semana, quem sabe?), o Aeroporto é que não, ora isso, parece ter sido resultado de Sócrates lhe ter levado um pacote de muitos milhões de Euros.
    Então porque é que Sócrates quis ser forreta???
    Leve-lhe mais uns milhões e Alberto João, não só aprova o novo Aeroporto comoaté aprova o TGV para a Lua.
    E a mim, quanto é que me querem dar, para eu deixar de dizer que o TGV é uma obra que apenas serve a Espanha, algumas empresas e bancos e nos vai endividar até ao tutano???
    Eu faço a coisa mais baratinha, dêem-me umas dezenas de milhares de Euros, que eu até aprovo o TGV para a Madeira.
    Falo a sério, carago!!!
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  4. Zé Leitão2/5/10 23:03

    Portugal vai emprestar 2 mil milhões à Grécia..... não foi também o ano passadp que emprestámos uns mil milhões ao FMI? Já não me lembro da quantoa exacta.
    Compadre escreveste que as soluções existem. Ok, venham elas.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo3/5/10 04:01

    Essa luta contra os sindicatos já é velha. Que os dirigentes só lixam os trabalhadores, etc etc. Há muito que o patronato vem tentando impingir essa ideia: dividir para reinar.

    Hoje vi no blogue do VD a diferença de tratamento entre o público de cá e o público de espanha. No de cá, apenas uma pequena foto com uma pessoa. No de lá, uma foto decente com tamanho decente.

    http://tempodascerejas.blogspot.com/2010/05/comparacoes.html

    A luta antisindical é mt ampla

    ResponderEliminar
  6. Basta de retórica. Claro que existem soluções, aqui vão algumas:

    1 - Saída imediata da UE
    2 - Saída imediata da NATO
    3 - Restabelecimento da reforma agrária
    4 - Ocupação de fábricas abandonadas pelo patronato
    5 - Nacionalização imediata de empresas estratégicas (banca, seguros, energia, comunicações, etc.)

    Estas as primeiras medidas, seguir-se-iam outras.

    Não tenho nada que entregar o 13º mês a quem não me merece nenhuma confiança. Quem contribuiu para a "crise" que se retrate e assuma as responsabilidades, tenham coragem e demitam-se, vão-se embora.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo