sábado, junho 05, 2010

Bravo Ambrósio

Ambrósio


Sócrates: O coleccionador de motoristas

Há quem coleccione selos ou moedas, postais, canetas ou porta-chaves. O Primeiro-ministro habituou-nos a ser diferente em quase tudo: colecciona motoristas.
Dizem que são 12. São 12 os motoristas ao serviço do gabinete do Primeiro-Ministro. Uma equipa de futebol com treinador e tudo. Todos nomeados de fresquinho a 18 de Maio de 2010, em plena crise, como se pode ver em Diário da Republica.
José é um coleccionador compulsivo no que toca à arte da condução. E se nesta arte há quem gaste milhares adquirindo automóveis clássicos ou desportivos o Primeiro-Ministro prefere coleccionar os condutores. Dão menos trabalho, lavam-se sozinhos e não precisam de ir à revisão com tanta frequência.
Quando se farta de um deles dá-lhe uma folga para ir ao cinema ver o Herbie e tem outros onze à porta da garagem com a chave na mão e um sorriso na cara. É provável que alguns andem à pancada para ver quem tem a sorte de conduzir o homem que conduz o país. Deve ser difícil decorar-lhes o nome, provavelmente usam numeração na farda. "Amanhã diz ao 1 e ao 3 para virem substituir o 7 e o 9. O 8 apanhou uma gastroenterite e está de cama e o 11 e o 12 foram ver o Papa a Fátima".
José encontra-os em todo o lado e tem um faro para escolher os mais aptos. Seis vieram da PSP, um dos Bombeiros de Colares, outro do ramo hoteleiro, até nos quadros da Segurança Social e da Carris o nosso Primeiro-Ministro conseguiu encontrar malta capaz de fazer parte desta equipa de leais pilotos.
A jóia da coroa é a contratação de um motorista vindo da Deloitte & Touche (empresa de consultoria). Deve ser especialista em ver a pressão dos pneus enquanto faz análise de mercados.
Há quem diga que o gabinete do Primeiro-Ministro está a planear organizar um rally anual para dar quilómetros a esta malta toda. O Rally de São Bento pode arrancar já em 2011. Tem um troço complicado ali na descida para Belém junto ao Palácio.
Por mais voltas que se dê à cabeça é difícil perceber porque razão é que alguém no seu perfeito juízo e que não seja Sultão de um Emirado qualquer precise de ter 12 motoristas ao seu dispor. Ou será que afinal são só 6 mas cada um deles tem o seu motorista particular?

Retirado do Expresso

3 comentários:

  1. ola!
    posso reblogar isto?
    parabéns

    ResponderEliminar
  2. Caro António Erre:
    Daqui pode-se reblogar tudo. É self service
    um abraço

    ResponderEliminar
  3. Também colecciona pobres. Na sua propriedade, Portugal, cada vez tem mais.

    Abraços.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo