sexta-feira, junho 11, 2010

caso BPN


CASO BPN: ESCÂNDALO E IMPUNIDADE
A burla cometida no BPN não tem precedentes na história de Portugal.
O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza. Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS.....) poderíamos:
Comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo).
Comprar16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid.
Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia.
Construir5 pontes para travessia do Tejo.
Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.
Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4.850 carrinhas de transporte de valores!
Distribuído pelos 10 milhões de portugueses, caberia a cada um cerca de 971 euros !!!
Então e o Dias Loureiro e o Arlindo de Carvalho por onde andam? E que tamanho deveria ter a prisão para albergar esta gente?
E mais, tínhamos a crise resolvida.

Este foi um mail, (mais um), que mostra bem que a razão da crise que atravessamos não é devido à lei laboral, à baixa produtividade, a salários demasiado elevados, (para os trabalhadores, claro) ou a feriados a mais. A crise foi criada pela gula de alguns e a mama de muitos. A crise existe por culpa dos mesmos que agora são deixados de fora nas medidas de austeridade para a resolver. E, tudo isto com a conivência da União Europeia que continua a defender a globalização capitalista sabendo que só nos condena a uma cada vez maior pobreza e a complacência dos povos que tardam em exigir justiça.

6 comentários:

  1. Onde para o guito está espectacular meus parabéns, um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Muito Bom
    Parabéns Kaos!
    PS: Há mais escândalos que ao pé, esse é peanuts.

    ResponderEliminar
  3. É o que eu digo: A solução é fugirmos para a prisão(dos pobres);porque os ladrões andam à solta.

    ResponderEliminar
  4. essa é que é a verdade! não é a rigidez laboral!

    ResponderEliminar
  5. O que vale é que já ninguém acredita nesta gente, quer políticos quer membros da "justiça". Casos de velhinhas detidas logo após o "acto" e condenadas no mesmo dia só por terem fome (sabem o que é fome senhores políticos?) e terem roubado uma lata de atum dum Continente qualquer, é o dia a dia; esta gente (salvo um ou outro "ingénuo" que se deixou apanhar, sabe-se lá porquê) passam impunes e nem sequer sabem onde param. Este país não existe.

    ResponderEliminar
  6. Ferroadas
    Ninguém acredita neles mas a verdade é que ciclicamente eles vão regressando.
    Para quando começar a dar mais expressão a outros partidos que não os tradicionais 5?

    Saudações Chaladas

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo